Questões de Português para concursos. Veja os comentários!

Saiba quais são os assuntos mais frequentes na matéria e como podem ser cobrados em questões de português para concursos públicos!

Avatar


07/04/2022 | 11:51 Atualizado há 41 dias

Você sabia que as questões de português são a principal razão de reprovação para concurseiros? Isso não é sem motivo. Afinal de contas, sabemos o quão complicadas podem ser as regras da Língua Portuguesa. Além disso, não existe para onde correr já que estão presentes na maioria dos concursos públicos.

Mas então, o que você pode fazer? A resposta é treinar! Por meio da resolução de questões de português para concursos, você se aprimora no assunto e não é mais pego de surpresa. Acompanhe o artigo para descobrir quais são os assuntos mais cobrados e onde você pode encontrar uma coletânea exclusiva de itens comentados para aprimorar ainda mais os seus estudos.

Destaques:

 

Questões de Português: o que cai mais?

A Língua Portuguesa é uma disciplina muito vasta. Por isso, é comum ficar um tanto perdido por onde começar, especialmente antes da publicação do edital. Podemos elencar os principais assuntos mais cobrados em português utilizando o ano base de 2020, de acordo com o professor Elias Santana aqui do Gran.

Navegue pelo índice abaixo para conhecer um pouco mais sobre cada um dos principais assuntos:

  1. Interpretação de Texto
  2. Coesão e Coerência
  3. Sintaxe
  4. Morfologia
  5. Crase
  6. Concordância

1. Como são as questões de Português: interpretação de texto

Você sabia que cerca de 80% das questões de português para concurso são baseadas na análise de um fragmento de texto específico? Assim, os itens costumam ser divididos entre decodificação e inferência, sendo o primeiro grupo mais comum. Mas o que isso quer dizer na prática?

  • Decodificação: são aquelas questões onde basta voltar ao texto para conseguir a resposta.
  • Inferência: A partir da ideia do texto, o item formula uma afirmação que pode estar correta, incorreta ou que leve a outros raciocínios que devem ser julgados pelos candidatos.

Seja qual for o tipo de questão de português escolhido pela banca avaliadora do seu concurso, a chave para ter um bom desempenho em itens de interpretação de texto não é ler o texto todo e depois responder as questões. Ao invés disso, leia primeiro as questões e depois o texto, para que a sua primeira leitura já esteja direcionada a encontrar as respostas, tornando-se mais dinâmica.

2. Como são as questões de Português: coesão e coerência

A coesão diz respeito à ligação entre as estruturas frasais, a partir do emprego de:

  • Preposições: ligam palavras (após, até, com)
  • Conjunções: ligam orações (mas, quando conforme)
  • Pronomes demonstrativos: indicam termos (esse, este, aquilo)
  • Pronomes relativos: retomam termos (que, cujo, os quais)

Ao mesmo tempo que as preposições auxiliam na construção do sentido micro de cada uma das estruturas, as conjunções ligam diferentes orações, podendo ser recheadas de significados. Aqui falamos sobre a classificação das conjunções, que é um assunto muito cobrado em questões de português: elas podem ser aditivas, adversativas, causais, dentre outras.

Boa parte dos itens irá requisitar que o aluno avalie se a coesão foi mantida com a alteração de uma preposição ou conjunção, por exemplo. Por isso é importante conhecer as suas classificações e usos dentro das estruturas frasais.

Já a coerência diz respeito ao sentido da frase, ou seja, se ela apresenta ou não lógica. Em um exemplo apresentado pelo professor Lucas Lemos aqui do Gran, analisou-se a frase: “O governador afirmou que lutaria contra a corrupção e ética”. Essa sentença apresenta um erro de coerência, já que torna a oração ambígua. O correto então seria “O governador afirmou que lutaria contra a corrupção e pela Ética.”

Na maioria dos casos em que uma estrutura apresentar grande ambiguidade, as chances de existir um erro de coesão e coerência é bem grande. Por isso, fique atento!

3. Como são as questões de Português: sintaxe

Quando falamos em sintaxe, estamos falando na função de cada um dos termos dentro de um período. Ou seja, é a mesma coisa de falar sobre: sujeito, predicado, predicativo, verbo, objeto, complemento nominal, adjuntos, vocativo e aposto.

Você muito provavelmente se lembra das análises sintáticas do seu tempo de escola. Bem, a boa notícia é que para resolver questões de Português para concurso, o raciocínio não é tão diferente. Os itens geralmente perguntam ao candidato qual a função sintática de cada termo na frase, como, por que e se ele pode ser substituído ou omitido.

Volte ao topo

4. Como são as questões de Português: morfologia

Se a Sintaxe estuda a função dos termos dentro de um período, a morfologia traz conceitos bem mais introdutórios tais como a origem, formação e classificação das palavras. Aqui falamos de substantivos, adjetivos e verbos, por exemplo. Além disso, também estão compreendidas as noções de pontuação e acentuação, que são muito cobradas em concursos públicos.

Dar uma atenção especial às regras, exceções e casos especiais para cada um desses conteúdos é muito importante, porque as bancas examinadoras costumam cobrar o tema com muita frequência em questões de português para concursos.

5. Como são as questões de Português: crase

O acento indicativo de crase é muito polêmico e quase sempre está presente entre as questões de português. Estudar as regras de uso e dar mais foco para os casos proibidos, casos especiais e casos facultativos de emprego da crase é uma boa estratégia para garantir que você estudará os conteúdos mais cobrados.

Além disso, é preciso se atentar para as avaliações de termo regente e termo regido, bem como a possibilidade da crase poder ocorrer não apenas na fórmula preposição + artigo, mas também em preposição + pronome.

Volte ao topo

6. Como são as questões de Português: concordância

Dê foco especialmente para a concordância verbal, isto é, a relação harmônica entre o sujeito e o verbo da sua frase. Isso quer dizer, de maneira resumida, que se o seu sujeito está no singular, o verbo também deve estar.

As bancas organizadoras gostam de estruturar itens explorando a concordância verbal com:

  • Termos coletivos: que apesar de invocarem um ideia de todo, correspondem a uma conjugação singular do verbo. Como em: ” A multidão gritou furiosamente.” Existe uma exceção para o coletivo especificado, casos em que a concordância pode ocorrer tanto no singular como no plural.
  • Coletivos partitivos: como a “maioria”, “grande parte” poderão ser conjugados tanto no singular quanto no plural
  • Que/ quem: verbo concorda com o antecedente do termo que ou quem

Deu para perceber que existe muito a ser considerado quando o assunto é concordância, não é? Aprofundar-se nas regras é importante para garantir que você realizará uma boa análise.

Questões de português para concurso comentadas

Uma das melhores estratégias para passar em concurso é treinar por meio da resolução de questões comentadas. Pensando nisso, separamos algumas questões de português comentadas para testar os seus conhecimentos.

Questões de português para concursos de nível fundamental

(ITAME/ Auxiliar administrativo -2020)

Em qual das alternativas todas as palavras estão escritas corretamente?

A.Concerteza, lumbriga.
B.Circunstânsia, chícara.
C.Helicóptero, microndas.
D.Lápis, descendente.

Resposta de acordo com o professor Miguel Ângelo (Gran Cursos Questões)

LETRA D.

Item A: incorreto. “Com certeza” escreve-se separado e “lombriga” escreve-se com “o” (embora a pronúncia seja com a vogal “u”).

Item B: incorreto. “Circunstância” é grafada com “c” e “xícara”, com “x”.

Item C: incorreto. A primeira palavra está grafada corretamente. Entretanto, o termo “micro-ondas” tem a vogal dupla e, por esse motivo, recebe o hífen (a partir do Novo Acordo Ortográfico).

Item D: CORRETO. Os dois vocábulos estão grafados corretamente.

Questões de Português para concursos de nível médio

(TJ PA/ Auxiliar judiciário – CESPE/Cebraspe – 2020)

questões de português para concursos

Questões de Português para Concurso: Texto associado

 

A correção gramatical e o sentido original do texto CG4A1-I seriam preservados caso

I. Os dois-pontos imediatamente após “diárias” (R.19) fossem substituídos por uma vírgula.
II. O vocábulo estéreis (R.4) fosse substituído por desnecessários.
III. Se inserisse, no trecho “nunca poria os pés em um laboratório e não ousaria escrever versos” (R.20 e 21), uma vírgula após “laboratório” e o vocábulo “não” fosse substituído por nem.

Assinale a opção correta:

A. Nenhum item está certo.
B. Apenas o item I está certo.
C. Apenas o item II está certo.
D. Apenas o item III está certo.
E. Todos os itens estão certos.

Resposta pela professora Marize Amaral (Gran Cursos Questões)

LETRA B

Em I, a substituição por vírgula manteria o sentido e a correção gramatica. No item II – não há relação de sentido entre o vocábulo “estéreis”, que significa “inútil/improdutivo e “desnecessários”, que significa supérfluos/ dispensáveis. No item III, não estaria correto o emprego da vírgula antes da conjunção aditiva “e”, visto que o sujeito da oração aditiva é o mesmo das anteriores.

Questões de Concursos de Português para nível superior

(FEPESE – CINCATARINA/Analista Técnico: advogado. 2020)

Assinale a alternativa correta quanto à concordância verbal

A. És tu quem está de acordo com essa alternativa de encaminhamento da questão, não eu.
B. Leia-se à página quarenta e oito as duas metodologias sugeridas pelo autor.
C. Os Lusíadas, hoje, quase não é estudado nas escolas.
D. Pelas minhas contas, fazem mais ou menos quarenta anos que não tinha notícias de ti.
E. De acordo com o INEP, vinte por cento dos candidatos não fez as provas do ENEM.

Resposta pela professora Luciana Serra Nascimento (Gran Cursos Questões)

LETRA A. 

Vamos analisar os itens:

A. És tu quem está de acordo com essa alternativa de encaminhamento da questão, não eu. Certo. A concordância está correta, pois foi realizada com o sujeito da oração “quem” em “quem está de acordo”.

B. Leia-se à página quarenta e oito as duas metodologias sugeridas pelo autor. Errado. O sujeito do verbo “leia-se” é “as duas metodologias sugeridas pelo autor”. Assim, devemos flexionar o verbo para o plural. Reescrita: “Leiam-se à página quarenta e oito as duas metodologias sugeridas pelo autor.”

C. Os Lusíadas, hoje, quase não é estudado nas escolas. Errado. Temos um caso de plural aparente: Plural aparente acontece com nome de obras e lugares no plural. No caso do título do livro “Os Lusíadas”, como o nome da obra está no plural, devemos flexionar o verbo para o plural: “Os Lusíadas, hoje, quase não são estudados nas escolas.”

D. Pelas minhas contas, fazem mais ou menos quarenta anos que não tinha notícias de ti. Errado. O verbo “fazer”, quando indica tempo decorrido, é impessoal. Assim, não admite a flexão para o plural. Reescrita: “Pelas minhas contas, faz mais ou menos quarenta anos que não tinha notícias de ti.”

E. De acordo com o INEP, vinte por cento dos candidatos não fez as provas do ENEM. Errado. Temos duas possibilidade de concordância nesse caso: com o sujeito partitivo (vinte por cento) ou com o seu complemento (dos candidatos). Entretanto, como tanto o sujeito partitivo como o complemento estão no plural, não é permitida a flexão no singular. Reescrita: “De acordo com o INEP, vinte por cento dos candidatos não fizeram as provas do ENEM”.

 

Onde encontrar questões de português para concursos comentadas e gratuitas?

Se você gostou da coletânea que organizamos, visite a nossa plataforma Gran Cursos Questões! Afinal, todas as questões de português que você conferiu aqui foram retiradas de lá! Tenha acesso a mais de 1 MILHÃO de questões de português e outras disciplinas cobradas em concursos púbicos.

Além disso, você também poderá avaliar o seu desempenho em questões de português para concursos com os novos e melhorados painéis de monitoramento da plataforma, divididos por disciplina! Tudo isso com cadastro GRATUITO!

.Comece a resolver questões de português comentadas e gratuitas!

 

Gran Mática

Quer mais dicas? Confira o nosso programa de Língua Portuguesa com o professor Diogo Alves e gabarite todas as questões de português!

Português para concursos: cursos e materiais gratuitos!

Além das aulas gratuitas, você também poderá desfrutar de uma série de cursos e materiais igualmente gratuitos na plataforma:


Quer ficar por dentro dos concursos públicos abertos e previstos pelo Brasil? Clique nos links abaixo:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2022

Receba gratuitamente no seu celular as novidades do mundo dos concursos!
Clique no link abaixo e inscreva-se gratuitamente:

TELEGRAM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.