Coaching para Concursos

Do ZERO à APROVAÇÃO em 10 PASSOS

Você já cumpriu todas estas etapas?

Olá, tudo bem? Se você está aqui, já é um ótimo sinal. Imagino que esteja curioso para se autoavaliar. Por isso, resolvi fazer 10 perguntas para você. Será assim: uma abordagem e uma pergunta. Sugiro que você reflita verdadeiramente sobre cada uma das questões abordadas, beleza?

1. Decisão. Há candidatos que decidem estudar para concurso. Outros, por outro lado, decidem realmente passar na prova. Perceba, neste último caso, que não é uma questão de tentar. Sua decisão tem muita força, você sabia disso? Há obstáculos? Claro. É difícil? Sim. Mas é possível? Sim, 100% possível. A questão não é “será que eu vou passar?”, mas sim “quando eu vou passar?”. E tudo começa realmente com a sua decisão. Agora, pense e responda para você mesmo: você já DECIDIU ser aprovado?

2. Área de foco. Sugiro que sua área de foco não seja nem muito restritiva (um cargo específico somente) nem muito ampla (sair fazendo qualquer concurso). Escolha uma área, por exemplo: administrativa, fiscal, judiciária, bancária, controle etc. Não há qualquer problema em ter o sonho de um cargo em um órgão específico, mas cuidado para não perder grandes oportunidades no meio do caminho. Você tem a sua ÁREA DE FOCO definida claramente?

3. Ir sem direção não é recomendado para nenhum projeto de vida. Nos concursos públicos, a lógica não é diferente. Ter um planejamento com metas claras servirão para você monitorar a sua execução. Você tem um PLANEJAMENTO DE ESTUDOS?

4. Execução. O que adianta um plano apenas no papel ou na sua cabeça? Se aprovação em concurso público é uma decisão para você, certamente cumprir seu planejamento é uma prioridade na sua vida. Você EXECUTA o que planejou?

5. Aprendizado suficiente. Aprendizado suficiente é aquele que te possibilitará acertar questões. Nem mais do que isso, para não perder tempo; nem menos, para evitar as dúvidas. Nesse aspecto, as fontes de estudo são fundamentais. Escolha seus materiais com muito carinho. Você tem garantido níveis de APRENDIZADO SUFICIENTE durante seu estudo?

6. Materiais de revisão. Para revisitar o conteúdo e relembrar de tudo com eficiência, é muito indicado que você tenha materiais de revisão produzidos por você mesmo. Mapas mentais, texto grifado e anotado, resumos, quadros e tabelas são apenas alguns exemplos de materiais que você pode produzir. Além de te ajudarem muito no momento da revisão, a própria produção desses materiais auxiliará no processo de aprendizagem e assimilação do conteúdo. Como estão seus MATERIAIS DE REVISÃO?

7. Resolução de exercícios. Fazer exercícios pode não significar muita coisa. É fundamental que você tire o maior proveito possível das baterias de exercícios. Lembre-se de que aprender com os exercícios é aprender exatamente com quem mais importa, com quem será o examinador da sua prova. Riquíssima essa possibilidade! E não aprenda apenas com seus erros, mas com todas as dúvidas que surgirem ao longo das baterias de exercícios. Você extermina todas as suas dúvidas após a RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS?

8. Monitoramento. Você se lembra das metas sobre as quais falamos na etapa 3 (Planejamento)? Pois é. É importante que você tenha muita precisão no monitoramento do seu desempenho e da sua evolução. Essa etapa possibilitará que você mantenha ou corrija o rumo na direção da sua aprovação. Você faz MONITORAMENTO do seu desempenho com precisão?

9. Revisão. Infelizmente, uma vez não é o suficiente. Quando estudamos para concurso, há uma grande quantidade de matérias a serem assimiladas. E aprender algo novo é apenas o início. Revisar, por outro lado, é uma etapa contínua. Você faz REVISÃO continuamente?

10. Dia da Prova. Lembre-se de que, no fim das contas, o que garantirá a sua aprovação é a sua pontuação na prova. Então, para isso, monte uma estratégia para que você saiba exatamente o que fará no dia de sua prova. Por onde começar, momento de ir para discursiva, tempo disponível por questão, conhecimento das regras e peculiaridades do Edital para o dia da prova etc. Você já montou a sua estratégia para o DIA DA PROVA?

Agora que chegou ao final deste artigo, você tem duas opções: continuar fazendo exatamente a mesma coisa ou aproveitar essas dicas para aperfeiçoar ainda mais a sua preparação. Qual será a sua opção?


Sérgio Portilho

Analista Legislativo do Senado Federal. Figurou na lista dos aprovados também nos concursos do TCU e do TJDFT. Antes de tomar posse no Senado, exerceu o cargo de Analista Judiciário do TJDFT, ocasião em que passou em 2º lugar no concurso de 2008. Desde 2012, orienta candidatos individualmente a se prepararem para provas de concursos público.

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 800.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Para o Topo