Como manter a constância diária nos estudos

Avatar


03/02/2022 | 17:41 Atualizado há 145 dias

Muito bem-vindo a mais um artigo aqui do GRAN, é um enorme prazer estar aqui com você novamente podendo contribuir com a sua preparação para concursos públicos.

Hoje vou passar para você um pouco da minha experiência nesse mundo de concursos públicos. Eu também já estive aí desse lado e sei que estudar não é uma tarefa fácil. Muitas vezes bate aquele desânimo e uma enorme vontade de desistir, mas você não está aqui para isso. Você está aqui para aprender a otimizar o seu tempo de preparação para ser aprovado no concurso que almeja.

Até hoje não conheci ninguém que se arrepende de não ter desistido. Então vamos lá!

Há muitas dúvidas a respeito de quantas horas estudar e se essas horas são realmente suficientes ou não para passar, não é  verdade? Muitos me procuram nas redes sociais e nas mentorias perguntando: “Professor, eu  tenho que estudar quantas horas por dia para passar”.

A resposta é simples: depende! “Uai, mas como assim depende, professor?”. Calma, vou te explicar!

Há pessoas que conseguem estudar de duas a três horas por dia e são aprovadas, outras precisam de mais do que quatro horas, outras precisam de seis, e por aí vai.  Particularmente, acredito que, mantendo a constância nos estudos de três a quatro horas diárias, você consegue passar em qualquer concurso público.

Eu te garanto que, cumprindo esse prazo de segunda a sábado, você passa sim, mas claro que estou falando de um estudo de qualidade, estudo ativo, é jogo de verdade, não é fingir que estudou e continuar se enganando. Agora vou falar sobre cinco princípios que você precisa saber para ser aprovado.

Primeiro princípio: para passar em concurso hoje em dia, você precisa ser um especialista. Isso mesmo! Só que não estou falando que você vai ser o “cara” ou a “mina” que vai dominar todas as matérias e conteúdos, não, mas aquela pessoa que sabe fazer provas e estudar de maneira correta, ou seja, você precisa saber o que mais tem caído nas questões, quais os pesos das matérias dentro da sua área ou concurso específico e em que realmente vale a pena você colocar mais foco.

Ser especialista significa ler o edital e ver os assuntos que têm mais peso, levantar quais você domina mais e em quais você precisa ter mais foco, quais você fará apenas questões, quais disciplinas e assuntos você precisa dominar mais, ou seja, analisar antes de começar a encarar aquele edital inteiro.

Segundo princípio: para seu estudo ser eficaz, não adianta nada você ficar assistindo uma videoaula com mais de cinquenta janelas do seu navegador abertas [rs]. Não se engane! Você precisa mudar isso, fechar tudo e ficar somente com a janela da aula em aberto. Assim você se concentrará mais.

Outra dica que te dou é utilizar a técnica Pomodoro, que consiste em fazer pausas a cada trinta minutos ou uma hora de estudos. Se você tem mais dificuldade em se manter concentrado, recomendo cinco minutos de pausa a cada trinta minutos de estudo. Durante a pausa, é importante relaxar, fazer algo que não seja estudar, levantar da cadeira, beber água, comer alguma coisa, entre outras atividades.

Pesquisas indicam que, para aprendermos mais, precisamos alternar o modo focado (estudo) com o modo difuso (relaxar) do nosso cérebro.  Quando fazemos intervalos, nosso corpo não sente tanto o impacto de ficar de três a quatro horas sentado. Além disso, pausar as atividades evita que você sofra com dores, problemas de saúde e, principalmente, isso te ajudará a aprender mais.

Terceiro princípio: divida seu tempo de estudo com pelo menos duas matérias totalmente diferentes, por exemplo: duas horas para Direito Administrativo e duas horas para L[íngua Portuguesa. Eu te garanto que quem alterna disciplinas aprende muito mais do que aquelas pessoas que ficam quatro horas focadas na mesma matéria.

Quarto princípio: você precisa dormir e dormir bem. Não ache que você vai sair na frente do seu concorrente se estiver acabado, cansado e com sono no dia da prova! Isso não! Todos nós precisamos ter uma excelente noite de sono para repormos as energias e até mesmo para o cérebro reter tudo aquilo que fizemos durante o dia, incluindo principalmente o estudo.

Eu não estou falando para você ficar de dez a doze horas na cama! Estou falando para você dormir uma média de sete a oito horas por noite.

“Ah, professor, mas eu sou muito ocupado, durmo tarde e acordo cedo”. Deixa eu te falar uma realidade: todos nós somos muito ocupados, e as 24 horas do dia são iguais para todos. A diferença está no que você coloca como prioridade nessas horas. Você estuda, trabalha e fica mais de cinco horas navegando em redes sociais? Já parou para pensar que, nessas cinco horas, você poderia estar dormindo um pouco a mais ou fazendo até mesmo uma atividade física?

Comece hoje mudando seus hábitos e com certeza você vai conseguir cumprir as três, quatro horas de estudo diárias e vai ter saúde e qualidade de vida. Não é porque você é concurseiro que precisa se matar de estudar a ponto de, no dia da prova, estar exausto e dar aquele famoso branco ou até mesmo passar mal!

Foi isso que vim trazer aqui para você hoje: mostrar que você pode passar em qualquer concurso com essa quantidade de horas de estudos sem abdicar da sua vida, das pessoas que ama e principalmente da sua saúde.

Um abraço do seu coach Marcos Almeida.

 

Me adicione nas redes sociais para receber mais dicas: @marcosalmeidacoach

Avatar

Equipe do Gran Cursos Online
0

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.