Concursando – O maior erro é parar de estudar!

fbq-erro-minMas o justo viverá pela fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.” (Hebreus 10.38)

Olá querido leitor.

Hoje quero abordar, de forma bem pontual, o principal erro (e o mais grave) que tenho visto muitos concursandos cometerem nestes mais de 12 anos envolvido no mundo dos concursos públicos: parar de estudar (antes de alcançar a aprovação!).

Isso mesmo! Parar de estudar é o maior erro que um concursando pode cometer.

Perceba.

Quando há desvios nas técnicas de estudos, nos materiais adquiridos, na organização do tempo, embora isso exija atenção, são situações perfeitamente sanáveis. Com atitudes objetivas, é possível corrigir esses erros e continuar na caminha em busca do cargo público.

Entretanto, quando o concursando para de estudar, esse grave erro acaba absorvendo todos os demais. É uma medida extrema, na maioria dos casos, decorrente de diversas situações com as quais o concursando não está conseguindo lidar e, em virtude disso, acaba “sepultando” o seu projeto de mudança de vida.

Nessa minha jornada, já vi pessoas que param de estudar em virtude dos mais variados motivos. Seguem alguns exemplos:

– param de estudar porque o edital está demorando demais;
– param de estudar porque há notícias envolvendo a suspensão de concursos;
– param de estudar porque não aguentam mais esperar a aprovação;
– param de estudar porque estão cansadas;
– param de estudar porque reprovaram em um concurso (ou em vários!);
– param de estudar porque não aguentam mais a cobrança de terceiros;
– param de estudar porque acham que concurso é só para gênios;
– param de estudar porque terminaram o namoro;
– param de estudar porque não tem muito tempo para estudar.

Enfim, são inúmeros os motivos pelos quais diversos guerreiros têm abandonado a batalha.

Para mim, como destaquei desde o título deste texto, esse é, sem dúvida, o maior erro que um concursando pode cometer.

Digo isso porque tive oportunidade de conversar com muitos (e muitos) concursandos que pararam de estudar. Escutei muito: “se eu não tivesse parado, hoje…”. Para eles, a principal consequência dessa decisão foi o arrependimento, pois o sonho de ocupar o cargo público permanecia latente.

Aprofundando um pouquinho mais, acompanhe comigo algumas dessas “justificativas”:

1º – “Vou parar de estudar porque o edital está demorando demais” ou “vou parar de estudar porque há notícias envolvendo a suspensão de concursos” ou ainda, “vou parar de estudar porque não aguentam mais esperar a aprovação”.

Olha só. Parar de estudar não resolve problema algum. Na verdade, tenho visto que essa decisão gera diversos outros problemas, especialmente, a frustração decorrente do tempo perdido.

Aproveite essa “demora” no lançamento de alguns editais para se preparar melhor. Outra coisa, conduza sua jornada conforme o alvo que você possui. Não se desvie em virtude de notícias “bombásticas” do tipo “não haverá mais concursos”.

Suspensão de concursos já houve diversas vezes, contudo a máquina pública não parou. No passado, até houve um tempo maior para o lançamento de alguns editais, contudo os concursos vieram.

Imagina que situação ruim: você está estudando, mas decide parar porque não está ouvindo falar do “seu concurso” no momento. Passa um certo tempo, e você recebe a “boa” notícia que o edital foi lançado ou está na iminência.

E aí? Marque a alternativa:

Alternativa “a” – você chora. Alternativa “b” – você sai correndo.

Brincadeiras à parte, eu já vi essa triste situação ocorrer com muita gente. #jamaisparedeestudar

2º – “Vou parar de estudar porque estou cansado (a);

O cansaço é uma constante em nossa vida. Se as nossas principais decisões dependerem da ausência dele. Estaremos perdidos.

Nós vivemos em uma sociedade bastante agitada. Estamos “na correria” o tempo todo. O cansaço faz parte da caminhada de todos os que alcançam grandes vitórias.

Lembre-se: quanto mais ousado for o seu projeto, maior deverá ser o seu investimento nele, principalmente, o esforço e a dedicação. Nessa linha, o cansaço será uma realidade com a qual deverá saber lidar.

3º – “Vou parar de estudar porque reprovei em um concurso público (ou em vários!); vou parar de estudar porque não tenho muito tempo para estudar.

O dia em que o resultado final de grandes concursos é publicado pode ser chamado de “o Dia D”. Para os aprovados, representa a coroação de todo o esforço empreendido. A realização do sonho. Em relação aos que não alcançaram a aprovação, esse dia representa rumos diferentes, digo isso porque:

– Uns vão verificar os motivos pelos quais não foi possível alcançar a aprovação e irão mudar a estratégia dali em diante.
– Outros vão encontrar diversas justificativas para desistir do projeto.

Em qual grupo você se encaixa?

Eu reprovei em diversos concursos até alcançar a tão sonhada aprovação. Em cada novo concurso realizado, eu procurava não repetir os mesmos erros do concurso anterior. Isso me ajudou na concretização do sonho. Eu confesso que tive a vontade de parar de estudar diversas vezes (mas não parei!).

Eu trabalhava durante horas e horas, em pé, em um shopping de Brasília. Somente tinha tempo para estudar após às 23 horas. (estudava até umas 2 ou 3 da manhã). Todas as vezes que eu pensava em largar os estudos, eu me lembrava dos benefícios que estaria abrindo mão. Então, continuava olhando para o alvo. Trabalhava de segunda a sábado. No tão sonhado domingo de folga, eu estudava 10 a 14 horas. Fácil não era. Mas era o necessário para eu alcançar minha aprovação. Se eu tivesse parado, ainda estaria naquela situação.

Parar é a decisão mais cômoda. É a decisão mais fácil. É a que requer menos esforço. E sempre haverá “boas” justificativas.

Mas, também, parar de estudar custará bem caro. Não falo apenas financeiramente, mas principalmente o tempo perdido. Esse não tem como recuperar.

Se você estava pensando em parar de estudar, delete agora mesmo essa ideia. Se você parou, hoje é o dia para você retomar a caminhada. Não é amanhã ou semana que vem. Decida hoje mesmo voltar.

Atribui-se a Martin Luther King a frase: “Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito”.

Faça isso e continue em busca de seu sonho.

Sucesso.

Wellington Antunes

____________________________________________

Wellington AntunesWellington Antunes é professor de Direito Constitucional, Licitações, Contratos e Convênios. Servidor Efetivo do MPU. Aprovado para Consultor Legislativo da Câmara dos Deputados/2014 (aguardando nomeação) Aprovado para Analista de Finanças e Controle da CGU (aguardando nomeação). Graduado em Administração Pública. Pós Graduado em Direito Administrativo no IDP (Especialista). Instrutor interno do MPU (atuante na área de Licitações e Contratos, entre outras funções – pregoeiro, elaboração de Editais, Projetos Básicos e Termos de Referência, instrução de processos de dispensa e de inexigibilidade)”

______________________________________________

Gostou do que você leu?

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e 26 anos de experiência. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!

matricule-se 3

assinatura ilimitadaDepoimentos de alunos aprovados AQUI. Casos de sucesso:
CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ-Natálial CHEGUEI-LÁ (7)
Wellington Antunes
Wellington Antunes
Professor de Direito Constitucional e Consultor Legislativo na Câmara dos Deputados
29 Comentários

29 Comentários

  1. Gian Elias

    22/06/2016 17:19em17:19

    Muito legais e inspiradoras as publicações do Professor Wellington Antunes. Confesso que, assim como muitas pessoas, já pensei em desistir do “sonho de aprovação” mas não desisti porque penso: “se uma pessoa consegue passar em primeiro lugar no concurso mais concorrido da história, eu também poderia. Afinal, sou igual a quem passou”.

  2. Gislane

    22/06/2016 17:53em17:53

    Excelente post! Desistir jamais! =]

  3. IOLANDA RODRIGUES BRAGA

    22/06/2016 18:05em18:05

    Obrigada pelas palavras de ânimo, quem se encontra nessa caminhada sabe o quanto elas são importantes !

  4. Sebastião Benjamim Alves

    22/06/2016 18:07em18:07

    Muito bom e belo incentivo para os concurseiro, graças a Deus fui aprovado e classificado segundo intem 9 do Edital e o Decreto 6.944/209 que mostrou a quantidade de vagas para cada agência Executiva de cada Estado e fiquei muito feliz com a nota final da prova 39 pontos liquido dentro do números de vaga. Muito obrigado pelo incentivo sou concurseiro aqui no Rio de Janeiro.

    • LY

      22/06/2016 21:58em21:58

      foi inss?
      Fiz 70 pontos,mas muito concorrido no DF

      • Lucas Lira

        23/06/2016 13:21em13:21

        LY, se foi INSS sinto muito mas esses 39 pontos líquidos dele não dá pra nada, em todas as capitais esse concurso foi super-concorrido com pessoas fazendo até mais de 90% líquidos! Eu fiz 77, sou do Nordeste e estou muitíssimo distante até do CR, infelizmente. Agora é continuar e partir para outro com Fé em Deus!

  5. Louise

    22/06/2016 18:13em18:13

    Como sempre com sábias palavras de incentivo aos seus alunos e concurseiros! Obrigada professor!

  6. Katia Rodrigues de Anchieta

    22/06/2016 18:17em18:17

    boa noite ! mais a minha triste e não saber como foi minha nota pois aqui tive nota para esta na gerência por baixo 82 tenho duvidas em algumas questões mais não meu nome na lista isso e desanimador quero sabe onde errei.

  7. Andréa

    22/06/2016 19:11em19:11

    Ótimas palavras de incentivos. ?

  8. Bruno Rafael N. Gonçalves

    22/06/2016 20:45em20:45

    Gostei demais do “post”, era o que eu precisava escutar. Existem momentos e momentos na vida do concurseiro, assim como existem provas e provas, onde, às vezes, os resultados e situações corriqueiras são totalmente diferentes do esperado. A verdade da vida é: não olhe para o inesperado, mas acredite no seu potencial e siga em frente sempre até alcançar o seu objetivo! Parabéns pela msg dada! Rumo à aprovação! Deus abençoe! #Paaz

  9. Cristiane

    22/06/2016 21:35em21:35

    Sábias palavras.
    Reflete a atual situação de muitos concurseiro.
    Ha momentos em que realmente o desânimo bate e nos deixa sem vontade de estudar.
    Mas devemos ser forte e acreditar que uma hora vai acontecer.
    E quando essa hora chegar devemos estar preparado para abraçar as oportunidades que nos são dadas.
    Continuaremos sim. Firme e forte.
    Um forte abraço a todos os companheiros que continuam como eu na fila. Nossa hora vai chegar.

  10. LY

    22/06/2016 22:02em22:02

    As vezes dá uma vontade enorme de desistir e desanimar,mas o desistir é para sempre.

  11. elda Maria saraiva rocha

    22/06/2016 22:25em22:25

    Fiz 50 pontos. Gostaria de saber sobre essas “notas de corte” Há tempos não estudava, com certeza o Gran Cursos foi muito importante, amei(o) estudar com vocês! Não me canso de elogiá-los, realmente a equipe é excelente!

  12. José Alexandre Ferreira

    22/06/2016 22:51em22:51

    Obrigado pelo incentivo professor Wellington Antunes, estou estudando com você algumas aulas de Direito Constitucional. Estou gostando muito dos estudos. Iniciei os estudos para o concurso do INSS. Minha nota foi 62. Depois de vários anos sem participar de nenhum concurso público, reiniciei com esse do INSS para Técnico do Seguro Social. Me identifiquei muito com os critérios utilizados pela Banca CESPE.

  13. francilenegran cu

    22/06/2016 23:20em23:20

    realmente há momentos na vida que a caminhada fica lenta as vezes até pensamos em desistir para encontrar a solução , mas é sempre bom perceber que não e desistindo que resolve, por isso é bom esta sempre atento e ser firme nos nossos objetivos, para não perder o foco.
    muito obrigado por incentivo ,com certeza vai ser sempre bem vindo.

  14. GILMÁRIO PEREIRA

    22/06/2016 23:48em23:48

    Eu precisa ler essa grande mensagem incentivadora, porque depois dessa reprovação no concursos no INSS, eu já com certeza iria parar de estudar, nem que seja apenas por um tempo. Mas agora consegui uma maior motivação para continuar até a minha vitória. #euvouconseguir

  15. Israel valter silva

    23/06/2016 04:16em04:16

    Sábias palavras professor min ajudou muito e tudo que estou passando neste momento porque foi reprovado no concurso que más sonhei . Valeu professor desistir ja más.

  16. Aguibara

    23/06/2016 06:15em06:15

    Excelente “dissertação motivadora” professor! Tuas palavras me motivam a cada manhã que as leio e renovam meu espírito de perseverança. Parar? Só depois de aprovar!
    Obrigado!

  17. Alexandre Ferreira

    23/06/2016 06:48em06:48

    Muito bom!

  18. Atrícia Fernandes

    23/06/2016 10:33em10:33

    Excelente artigo. Vai na nossa ferida, que, em diversas vezes, não queremos tratar! Mas a verdade liberta, como está ma bíblia. E essa me libertou hoje (; muito obrigada pelas palavras. Foram um considerável alento na caminhada rumo a um cargo público ou a um cargo público melhor, caso em que me encaixo. Abraço!

  19. Lucas Lira

    23/06/2016 13:35em13:35

    Excelentes palavras, que possamos compreende-las e absorve-las para que possamos continuar nessa batalha que é tão árdua mas que também proporciona tantas alegrias! Que Deus nos ajude!

  20. Isabel Reis

    23/06/2016 16:29em16:29

    Estou precisando ler e ouvir coisas assim. Concordo com essas idéias, por isso não desisti; mas confesso que já estou começando a sentir ódio de tudo isso, pois a minha trajetória tem sido de muito esforço, disciplina, dedicação, mas sem o resultado esperado. Embora não tenha parado de estudar, tem me faltado esperança…
    Obrigada, professor!

  21. Eliel Martins

    23/06/2016 18:28em18:28

    muito obrigado professor, que o senhor jesus continue te iluminado…parabéns. com esses incentivos ,com certeza vamos alcançar nossos objetivos….!!!

  22. Rogério Silva

    23/06/2016 19:42em19:42

    Obrigado Mestre por essas belas palavras, realmente não é fácil. Estou com cinquenta e um anos e há quatro meses estou buscando um lugar ao sol. Fico muito feliz por essa maravilhosa ajuda. Desistir jamais!!!!!!!!!!!!!!!!!

  23. Christian Freitas

    23/06/2016 19:44em19:44

    Parabéns Professor Wellington Antunes pelo texto. confesso que após o INSS baixei a guarda, mas é com esse tipo de incentivo que nos sentimos revigorados a continuar e persistir na jornada edificadora dos estudos. Hoje penso que estudando ou não o tempo vai passar da mesma forma e as oportunidades vão surgir, no entanto só os preparados vão aproveitá-las.

  24. Zenilda SOUZA

    23/06/2016 23:28em23:28

    Com certeza , nao foi desta vez? Agora vamos aproveitar estudar maisssssss , com certeza um dia vamos sim, conserguir a sonhada varga no concurso publico .

  25. Anderson Pereira

    24/06/2016 11:49em11:49

    Obrigado Wellington, pelo incentivo de continuar no estudo.

  26. feliciana araujo

    24/06/2016 21:36em21:36

    belos conselhos nao vou parar de estudar vou lutar ate ao fim

  27. Zy

    25/06/2016 00:49em00:49

    INSS não vai chamar ngm

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo