Concurso Diplomata 2019: Segunda Fase será reavaliada!

Provas escritas do concurso de Diplomata passará por uma nova avaliação. O certame oferta 20 vagas imediatas com remunerações de até R$19 mil!

Atenção futuros diplomatas! Nesta terça-feira (26), o Instituto Americano de Desenvolvimento –  Iades, divulgou um comunicado informando sobre uma nova avaliação das provas da segunda fase do concurso de Diplomata do Instituto Rio Branco (concurso Diplomata 2019). De acordo com o comunicado as provas escritas serão reavaliadas por uma nova banca avaliadora, pois as mesmas continham identificação dos candidatos, fato que podia favorecer os candidatos na gora da correção.

Uma nova data de divulgação dos resultados será publicado no Diário Oficial da União e também pelo site da banca examinadora: http://www.iades.com.br/inscricao/Default

As provas da segunda etapa aconteceram em outubro e foi constituída de prova de geografia, política internacional, economia, direito e direito internacional público e prova de língua espanhola e francesa.

O Concurso de Diplomata é um dos mais concorridos do país e para a seleção do ano de 2019 foram destinada a contratação imediata de 20 novos servidores para a carreira de terceiro-secretário.

Navegue pela matéria através do índice:

Situação atual

O certame que visa preencher 20 vagas na carreira de terceiro-secretário do Itamaraty, concluiu sua segunda-fase, que foi composta de provas discursivas.

Após o resultado definitivo, o candidato deverá comparecer perante comissão de heteroidentificação, designada especificamente para este concurso pela diretora-geral do Instituto Rio Branco, na cidade de Brasília/DF, a expensas do candidato, na data provável de 29 de novembro de 2019.

O Ministério das Relações Exteriores divulgou no último dia 9, o novo regulamento do curso de formação de diplomatas do Instituto Rio Branco. O documento com as novas regras foi publicado no Diário Oficial da União e já vão valer para o concurso de 2019. O curso irá capacitar os profissionais e a avaliação das aptidões e competências dos aprovados no último certame.

O curso de formação de Diplomatas será dividido em dois ciclos, o primeiro com aulas de disciplinas conceituais e profissionalizantes divididos em dois semestres e o segundo com dois semestres letivos, com disciplinas de caráter profissionalizante e atividades como viagens de estudos, programas desenvolvidos em cooperação com outras instituições e estágios profissionalizantes na Secretaria de Estado das Relações Exteriores ou em postos no exterior.

Concurso Diplomata 2019: provas e etapas

Os candidatos ao Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) estão sendo avaliados por duas etapas, sendo a primeira etapa foi constituída de prova objetiva, que aconteceu no dia 08 de setembro de 2019, composta por 73 questões do tipo certo ou errado, com 04 itens de julgamento cada, subdivididas entre as disciplinas de:

  • Língua portuguesa (10);
  • Língua inglesa (09);
  • História do Brasil (11);
  • História mundial (11);
  • Política internacional (12);
  • Geografia (06);
  • Economia (08) e;
  • Direito e Direito internacional público (06).

 A segunda fase do concurso diplomata consistirá de provas escritas a serem realizadas em datas distintas,de caráter eliminatório e classificatório, compreendidas pelas seguintes disciplinas:

  • Língua portuguesa;
  • Língua inglesa;
  • História do Brasil;
  • Geografia;
  • Política internacional
  • Economia;
  • Direito e Direito internacional público;
  • Língua espanhola e língua francesa;

A prova de língua portuguesa terá duração de 5 horas, valerá 100 pontos e consistirá em redação de 65 a 70 linhas, valendo 60 pontos e dois exercícios de interpretação, de análise ou de comentário de texto de 15 a 20 linhas, valendo 20 pontos cada.

Já a avaliação discursiva de língua inglesa, também terá duração de 5h e valerá 100 pontos, sendo divididos da seguinte formas:

  • Redação sobre tema geral, com extensão de 45 a 50 linhas – 50 pontos
  • Tradução de um texto do inglês para o português – 20 pontos
  • Versão de um texto do português para o inglês – 15 pontos
  • Elaboração de um resumo, em inglês, de um texto escrito em língua inglesa, com extensão a ser estabelecida no comando do exercício, estimada entre 35% e 50% do texto a ser resumido – 15 pontos

Ainda de acordo com o documento, será estabelecida nota mínima para aprovação no conjunto das provas escritas de:

  • História do Brasil;
  • Geografia;
  • Política internacional;
  • Economia;
  • Direito e direito internacional público;
  • Língua espanhola;
  • língua francesa.

As provas das disciplinas listadas acima, terão duração de 4h e serão aplicadas conforme abaixo:

  • História do Brasil – duas questões discursivas de até 90 linhas e valor de 30 pontos e duas questões discursivas de até 60 linhas e valor de 20 pontos cada.
  • Geografia – duas questões discursivas de até 60 linhas e valor de 30 pontos cada e duas questões discursivas de até 40 linhas e valor de 20 pontos cada.
  • Política Internacional – duas questões discursivas de até 90 linhas e valor de 30 pontos cada e duas questões discursivas de até 60 linhas e valor de 20 pontos cada.
  • Economia – duas questões discursivas de até 60 linhas e valor de 30 pontos cada e duas questões discursivas de até 40 linhas e valor de 20 pontos cada
  • Direito e Direito Internacional Público – duas questões discursivas de até 60 linhas e valor de 30 pontos cada e duas questões discursivas de até 40 linhas e valor de 20 pontos cada.
  • Língua Espanhola – elaboração de resumo, em espanhol, a partir de texto escrito em língua espanhola, com extensão a ser estabelecida no comando do exercício, estimada entre 35% e 50% do texto a ser resumido, e de versão de um texto do português para o espanhol, com valor de 25 pontos cada.
  • Língua Francesa – elaboração de resumo, em francês, a partir de texto escrito em língua francesa, com extensão a ser estabelecida no comando do exercício, estimada entre 35% e 50% do texto a ser resumido, e de versão de versão de um texto do português para o francês, com valor de 25 pontos cada.

Se aprovado na segunda fase, o candidato deverá comparecer perante comissão de heteroidentificação, designada especificamente para este concurso pela diretora-geral do Instituto Rio Branco, na cidade de Brasília/DF, a expensas do candidato, na data provável de 29 de novembro de 2019.

O resultado final no concurso será publicado no Diário Oficial da União e divulgado no endereço eletrônico http://www.iades.com.br, na data provável de 17 de dezembro de 2019.

Concurso Diplomata 2019: comissão examinadora

Conforme a Portaria publicada no Diário Oficial da União no último dia 3 (três) de setembro, a Diretora-Geral do Instituto Rio Branco, Maria Stela Pompeu, alterou a composição da Banca Examinadora da 1ª Fase.

No dia 26 de agosto o então Diretor-Geral Interino, Bruno de Lacerda, divulgou a composição da Banca Examinadora com 26 integrantes. Após a revogação, a Banca passou a ter na composição oito integrantes, sendo um servidor para cada disciplina. Confira abaixo a lista atualizada:

Língua Portuguesa

  • Alessandro Warley Candeas

História do Brasil

  • Bruno Miranda Zétola

História Mundial

  • Fábio Moreira Farias

Geografia

  • Adriano Botelho

Língua Inglesa

  • João Augusto Costa Vargas

Política Internacional

  • Luiz Eduardo Fonseca de Carvalho Gonçalves

Economia

  • Fabiano Burkhardt

Direito e Direito Internacional Público

  • Valéria Mendes Costa Paranhos

Concurso Diplomata 2019: atribuições dos aprovados

Diplomata (terceiro secretário):

Para ingresso na carreira é necessário possuir diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, emitido por instituição de ensino credenciada pelo Ministério da Educação (MEC).

No caso de candidatos cuja graduação tenha sido realizada em instituição estrangeira, caberá exclusivamente ao candidato a responsabilidade de apresentar, até a data da posse, a revalidação do diploma exigida pelo MEC, nos termos do artigo 48 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996).

Aos servidores da carreira de Diplomata são incumbidas atividades de natureza diplomática e consular, em seus aspectos específicos de representação, negociação, informação e proteção de interesses brasileiros no campo internacional e os ocupantes do cargo estarão sujeitos à observância estrita dos dispositivos que regem o Regime Jurídico dos Servidores da carreira de Diplomata do serviço exterior brasileiro (Lei nº 11.440, de 29 de dezembro de 2006, e demais Leis, Decretos e portarias sobre a matéria).

Concurso Diplomata 2019: progressões na carreira

A carreira de diplomata do Serviço Exterior Brasileiro divide-se em diversas classes. A primeira delas é a de Ministro de Primeira Classe, seguida pelo Ministro de Segunda Classe, Conselheiro, Primeiro Secretário, Segundo Secretário e Terceiro Secretário, em ordem hierárquica funcional decrescente.

Dentre os ministros de primeira classe ou, eventualmente, também os de segunda classe, será escolhido o Chefe de Missão Diplomática Permanente, mais alta autoridade brasileira no país em que estiver sediado.

Excepcionalmente, poderá ser designado para exercer esta função, brasileiro nato, não pertencente aos quadros do MRE, maior de 35, de reconhecido mérito e com relevantes serviços prestados ao País.

Para preenchimento do Quadro Especial do Serviço Exterior Brasileiro devem ser seguidas algumas regras. Os ministros de primeira e segunda classe, bem como os conselheiros deverão ocupar os cargos com esta mesma denominação.

Na eventualidade de ausência de pessoal, o primeiro-secretário ocupará o cargo de conselheiro, e o segundo-secretário o de primeiro-secretário.

O candidato aprovado no próximo concurso para o CACD ingressará em cargo da classe inicial da Carreira de Diplomata (Terceiro Secretário), de acordo com a ordem de classificação obtida e com o número de vagas oferecidas no edital diplomata.

As atribuições acima mencionadas, referem-se a classe de terceiro secretário. Com o passar dos anos e de acordo com desempenho das atribuições, os diplomatas vão progredindo na carreira, conforme abaixo, em ordem seguida de forma decrescente:

  • Ministro de Primeira Classe
  • Ministro de Segunda Classe
  • Conselheiro
  • Primeiro Secretário
  • Segundo Secretário
  • Terceiro Secretário 

Anualmente, ou de acordo com a lei, os candidatos que ingressam são avaliados e caso isso ocorra de forma positiva, acontecerá a progressão para a classe posterior. Ao final de alguns anos, os aprovados passarão de uma classe para outra.

Isso acontecerá até que se chegue a última classe, cerca de 15 anos, quando o servidor fará parte da Classe de Ministro de Primeira Classe.

Consequentemente, os valores da remuneração aumentarão. Ganhando inicialmente R$ 19,1 mil, o servidor chega a classe especial com até de R$ 27,3, conforme abaixo:

Concurso diplomata: quadro de salários para a carreira.

Concurso diplomata: quadro de salários para a carreira.

Os servidores contam ainda com auxílio-alimentação de R$ 458. Quem tem filho tem direito ainda a auxílio-creche de R$ 321.

Há também benefícios como adicional de qualificação e adicional de cursos de capacitação. A Jornada de trabalho é de 40 horas semanais

Os candidatos que ingressam na carreira são lotados na sede do Itamaraty, Palácio dos Arcos, localizado em Brasília, mais conhecido como “Palácio Itamaraty”.

Concurso Diplomata 2019: Análise do edital

Garanta a sua aprovação em uma das carreiras de melhor remuneração do país e participe da nossa análise do edital! A professora Mariana Barreiras fará uma análise completa e detalhada de todas as disciplinas e principais pontos do edital nesta segunda-feira, 08 de julho, às 10 horas (horário de Brasília).



Concurso CACD: Mesa-redonda com o nosso aluno aprovado!

Assista a Mesa-redonda realizada com o Gran aluno, André Lettieri, aprovado na carreira de diplomata.

Gran Carreiras Concursos CACD: Bate-papo com o diplomata Helges Bandeira

O gran Cursos Online realizou um evento com o diplomata, Helges Bandeira. Assista e conheça melhor a carreira!

Panorama dos Concursos: fique por dentro de todas as oportunidades! Clique aqui!

 

Resumo do Concurso Diplomata 2019:

  • Concurso: Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (concurso Diplomata 2019)
  • Banca Organizadora: Iades
  • Cargo: Diplomata (terceiro-secretário)
  • Escolaridade: Nível superior
  • Número de vagas: 20
  • Remuneração: inicial R$ 19,1 mil
  • Período de inscrição: 17 de julho a 12 de agosto de 2019
  • Taxa de inscrição: R$ 208
  • Data da prova: 08 de setembro de 2019
  • Link do edital

Notícias Relacionadas

Patrícia Lourenço
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online
15 Comentários

15 Comentários

  1. Adriana Cristina Freitas

    14/02/2019 09:31em09:31

    Bom dia, na verdade é uma dúvida que quero dirimir: Posso matricular no Gran curso para fazer apenas algumas disciplinas? Não quero nem preciso de todas as disciplinas.

  2. Gabriel

    21/03/2019 15:00em15:00

    Oi, me chamo Gabriel sonho em ser diplomata e tenho algumas perguntas. Como se faculdade a distância serve? E faculdade de curso tecnólogo serve também?

    • Rogério

      16/05/2019 09:03em09:03

      a distância ou semi-presencial serve sim, desde que o diploma seja registrado no MEC (a maioria das faculs nessa modalidade são). Faça História ou Geografia…vai servir pro concurso de diplomata e também para dar aulas se você precisar trabalhar…Letras também é bom…

      • luiz miguel

        07/06/2019 17:10em17:10

        Voce tá é doido ! boa sorte hahahaha

        • Carlos Bionatto

          30/06/2019 21:34em21:34

          Muito bom saber que vai mudar a banca. O cespe/cebrasp esta cheio de ideologos de esquerda. Dá para ver pelas fontes das provas, um exemplo é a revista le monde diplomatique, uma revista totalmente esquerdista nojenta.

          • CRISTINA

            26/07/2019 09:49em09:49

            ESQUERDA FOI A MELHOR FASE DAS RELAÇOES INTERNACIONAIS.

          • Mauro

            31/10/2019 22:39em22:39

            Já começou bem para quem quer ser diplomata kakkakakakak. Rapaz, tenha amor ao seu dinheiro e ao seu tempo e troque de objetivo. Mandar essa de esquerdista numa carreira diplomática já mostra o quão raso é seu conhecimento. Não que vc não possa adquiri-lo, mas já começa mal. Grande abraço

  3. MARIA PALMIRA DA MOTA SOUZA

    19/06/2019 14:06em14:06

    Gostaria de saber qual a ídade maxima para ser aprovado para trabalhar no referido cargo.

    • james

      08/07/2019 11:03em11:03

      Não existe idade máxima, mas a aposentadoria compulsória é aos 75 anos.

  4. pobre cespe

    27/06/2019 11:11em11:11

    sacanagem demais kkkkkkkkk

  5. CRISTINA

    26/07/2019 09:50em09:50

    UM DIPLOMATA NAO TEM QUE TER PARCIALIDADE ACIMA DA BOA RELAÇAO DO PAIS.

  6. Letícia

    02/08/2019 21:23em21:23

    Uma pergunta. Sabe dizer o local de realização dessa prova no Rio de Janeiro?

  7. Igor da Silva

    15/09/2019 23:50em23:50

    Boa noite, vocês tem alguma ideia se os salários de diplomatas serão afetados pela reforma administrativa?

  8. Doug

    23/09/2019 19:00em19:00

    Thanks for sharing such a good thought, piece of writing is good,
    thats why i have read it fully

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo