Nacional

Concurso para Policial Rodoviário Federal (PRF): Todos os detalhes da carreira! Pedido de 1.500 vagas!

Policial Rodoviário Federal

A expectativa pela abertura do concurso para Policial Rodoviário Federal (PRF) aumentou desde que o órgão informou que já reencaminhou novo pedido de concurso ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). Desta vez, o objetivo é o preenchimento de 1.500 vagas, quantitativo que pode ser ainda maior, devido à necessidade de pessoal na PRF.

O aval para abertura da seleção poderá se dar de forma excepcional, uma vez que o MPOG admitiu a possibilidade de autorizar novos concursos este ano. A expectativa é que o departamento obtenha a permissão pleiteada desde 2014. As liberações poderão ocorrer em períodos de emergência ou de grande necessidade, caso da PRF, que, em dois anos, poderá perder 4 mil policiais, o equivalente a cerca de 40% do efetivo atual. 

Para ingressar no cargo de Policial Rodoviário Federal, é necessário possuir o ensino superior completo em qualquer área de formação e carteira de habilitação, na categoria B em diante. O cargo é aberto a homens e mulheres e proporciona estabilidade, devido às contratações via regime estatutário. A remuneração inicial é de R$ 7.177,91, incluindo auxílio-alimentação de R$ 458. Quem tem filho tem direito, ainda, a auxílio-creche de R$ 321.

Dando a largada aos estudos, os candidatos devem ter em mente o quão fascinante é a carreira de Policial Rodoviário Federal, que passou a se estruturar da seguinte forma a partir de 2013, com a sanção da Lei Federal n. 12.775/2012:

 

Polícia Rodoviário Federal

ESPECIAL

PRIMEIRA

SEGUNDA

TERCEIRA

A ordem deve ser seguida de forma decrescente

Atribuições de cada grau:

  • Classe Especial: atividades de natureza policial e administrativa, envolvendo direção, planejamento, coordenação, supervisão, controle e avaliação administrativa e operacional, coordenação e direção das atividades de corregedoria, inteligência e ensino, bem como a articulação e o intercâmbio com outras organizações e corporações policiais, em âmbito nacional e internacional, além das atribuições da Primeira Classe;
  • Primeira Classe: atividades de natureza policial, envolvendo planejamento, coordenação, capacitação, controle e execução administrativa e operacional, bem como articulação e intercâmbio com outras organizações policiais, em âmbito nacional, além das atribuições da Segunda Classe; 
  • Segunda Classe: atividades de natureza policial envolvendo a execução e controle administrativo e operacional das atividades inerentes ao cargo, além das atribuições da Terceira Classe; e 
  • Terceira Classe: atividades de natureza policial envolvendo a fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições relacionadas com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal.

Progressão: o candidato aprovado no próximo concurso para Policial Rodoviário Federal (PRF) terá as atribuições da Terceira Classe, mas, além das classes, os candidatos serão postulados a outro título dentro de uma classe, ou seja, ingressarão na Terceira Classe – Padrão I, conforme abaixo:

PRF2

 

Explicando melhor, cada ano equivale a um padrão. Anualmente, os candidatos que ingressarem no posto de policial serão avaliados e, caso isso ocorra de forma positiva, acontecerá a progressão para o padrão posterior. Cada classe é composta por padrões e, ao final de alguns anos, os aprovados passarão de uma classe para outra. Isso acontecerá até que se chegue à última classe e ao último padrão, geralmente após 18 anos de trabalho na PRF, quando o servidor fará parte da Classe Especial – Padrão III.

Evolução remuneratória: consequentemente, os valores da remuneração aumentarão. Ganhando inicialmente R$ 7 mil, o servidor chega à Classe Especial recebendo mais de R$ 13 mil, conforme abaixo.

PRF Remuneração

 

Jornada de Trabalho: os novos policiais, e todos da carreira, exercem suas atribuições em jornada de 40 horas semanais. A distribuição desse quantitativo se dá em escala de serviço, realizada de forma que se trabalhe 24 horas seguidas com folga de 72 horas, ou seja, trabalha um dia e folga três dias.

Lotação: os recém-concursados são lotados, prioritariamente, nas regiões de fronteiras. A necessidade de reforçar a presença da PRF nas fronteiras é outro fator que pode influenciar a autorização do concurso ainda em 2016. Uma auditoria feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU) apontou que o efetivo do departamento na região é insuficiente para combater os crimes de fronteira, cujo prejuízo estimado é de R$ 1 bilhão aos cofres públicos. 

Diante de todas as explanações, você conheceu um pouco da carreira. E agora, mais do que nunca, deve iniciar seus estudos, pois os concursos da PRF sempre atraem quantitativo alto de inscritos. No último, por exemplo, foram mais de 60 mil inscritos e concorrência de 110 candidatos por vaga. O que pode te ajudar neste momento são os estudos pré-edital. Assim, todo conteúdo estará consolidado até a publicação do edital, sobrando tempo para revisar e aprofundar possíveis inclusões.

Detalhes:

  • bullet1.gif (844 bytes)Concurso: Polícia Rodoviária Federal (Concurso PRF 2016)
  • bullet1.gif (844 bytes)Banca organizadora: Em definição
  • bullet1.gif (844 bytes)Cargos: Policial
  • bullet1.gif (844 bytes)Escolaridade: Nível superior
  • bullet1.gif (844 bytes)Número de vagas: 1.500 (expectativa)
  • bullet1.gif (844 bytes)Remuneração: R$ 7 mil
  • bullet1.gif (844 bytes)Situação: Previsto
  • bullet1.gif (844 bytes)Previsão p/ publicação do edital: 2016
  • bullet1.gif (844 bytes)Link do último edital

O Gran Cursos Online preparou um curso exclusivo para o certame, abordando toda a parte teórica do último edital, com professores (delegados federais, policiais rodoviários federais, juízes,promotores, procuradores, doutores, mestres, especialistas) renomados no mercado educacional.

Cheguei Lá

33 Comentários

33 Comentários

  1. Raquel Marques

    17/04/2016 11:01 em 11:01

    Pode ocorrer de ter concursos a PRF para o nível médio?

  2. Paulo

    22/10/2016 13:30 em 13:30

    Olá, vcs sabem como é que funciona o regulamento para transferência de locais para servir, se tipo tu fica 3 anos e é certeza que pode sair pra qualquer lugar que pedir, ou pode ficar tipo servindo 10 anos lá na fronteira, e quais localidades o pessoal gosta mais de servir, se o RS é muito procurado. Desde já agradeço.

  3. Fernando dos santos oliveira

    28/05/2017 15:31 em 15:31

    Boa tarde gostaria de saber si quem tem tatuagen sera aprovado no exame medico,pode ter ou não?

  4. Milena

    17/10/2017 17:35 em 17:35

    Oi. Gostaria saber se quem tem tatuagem nao exposta pode seguir carreira? e exposta?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo