Antes de melhorar, piora

Gabriel Granjeiro


07/10/2019 | 15:50 Atualizado há 290 dias

Toda mudança provoca certo desconforto e alguma dor de cabeça. A desordem é inevitável. Se resolvemos alterar algo em nossa vida, podemos esperar que as coisas piorem um pouco antes de melhorarem, por mais estranho e até paradoxal que isso pareça. Felizmente, porém, a bagunça é temporária, desde que, é claro, trabalhemos para isso e aguardemos o prazo necessário para a modificação ser concluída e as coisas voltarem ao normal. Afinal, há tempo de plantar, de fazer a poda, de regar, de colher, de comer, de usufruir.

“Afinal, há tempo de plantar, de fazer a poda, de regar, de colher, de comer, de usufruir.”

Imagine que você esteja fazendo uma grande reforma em casa. Decidiu trocar o piso, a tubulação e a fiação elétrica antiga, está quebrando algumas paredes, levantando outras e mudando a cor das paredes para imprimir um ar mais moderno e vibrante aos ambientes. A fim de viabilizar toda essa renovação, se viu obrigado a passar os dois últimos meses dormindo no chão, porque os móveis – inclusive sua cama – estão empacotados para se manterem protegidos da poeira, do cimento e da tinta. Tem sido difícil aguentar tanta bagunça. Mas eis que você se lembra do mantra: “Antes de melhorar, piora”. Abre, então, um grande sorriso e continua firme na obra, pensando apenas em como a casa ficará linda depois.

É assim com todo mundo. Quem me acompanha neste espaço sabe que já li inúmeras biografias de empreendedores e líderes conhecidos no Brasil e no mundo inteiro. Sabe o que eles têm em comum? O fato de, antes de alcançarem o nível de excelência pelo qual são conhecidos ou auferirem os vultosos ganhos que os tornaram ricos, todos – TODOS – atravessaram turbulências que os obrigaram a desenvolver habilidades, adquirir conhecimentos, adotar novas atitudes, formar traços diferentes de personalidade, especialmente a resiliência e a disciplina. A trajetória de todos eles foi marcada por transições nada fáceis.

Para confirmar a regra, posso relatar a minha própria experiência. Quando Rodrigo e eu começamos o Gran Cursos Online, as coisas pioraram muito para mim antes de enfim melhorarem. Trabalhava muito mais do que trabalharia em qualquer outro lugar e ganhava até menos do que ganharia se tivesse optado por uma carreira no mercado financeiro, como cogitei por um tempo. As dificuldades e os problemas me pareciam muito maiores, e os desafios me consumiam bem mais do que consumiriam se eu fosse apenas empregado de uma empresa qualquer. Ora, não podia ser diferente, afinal era a minha pele, meu patrimônio, meu nome em jogo. Passei por maus bocados até o Gran Cursos Online crescer e se tornar o que é hoje, uma empresa que tenho imensa honra de presidir.

O que quero dizer, amigo leitor, é que há uma razão para as tormentas que atravessam nossa jornada. São momentos nos quais somos testados em nosso senso de propósito, para descobrirmos até que ponto aquilo que estamos nos dispondo a fazer é mesmo importante para nós. Veja o caso de uma mulher que decide se tornar mãe. Vem a gravidez, e a barriga cresce, o peso aumenta, a pele ganha manchas, os seios ficam enormes, há os enjoos… Em resumo, surgem incômodos que nem todos encarariam. Por algum tempo, a vida se torna bem mais difícil. Mas, então, ela se lembra de que, passada essa fase mais chatinha da gestação, nascerá um serzinho lindo, fruto – e objeto – do mais puro amor. Do seu útero sairá uma criança que se tornará a razão de viver dos pais, dos avós, da família. Essa lembrança renova as energias e faz a mulher sublimar o desconforto físico.

Percebe como as coisas podem piorar muito antes de melhorarem? O que não podemos fazer nos momentos de baixa é desistir. Você, concurseiro, provavelmente está estudando há meses, talvez anos, para passar em um concurso e, enfim, colher os frutos dessa longa dedicação, materializados na melhora das condições de vida, na estabilidade financeira e na possibilidade de ajudar as pessoas que dependem de você. Em outras palavras, está plantando, regando e nutrindo aquilo que, depois de alguma espera e muito trabalho, se converterá em realização – pessoal e profissional.

“Vai lhe faltar paciência, dinheiro e tempo para dar conta de tudo. Por outro lado, sobrarão dores, angústias, desânimo e vontade de desistir.”

No processo até a colheita, porém, tudo deve piorar bastante, e você precisa ter isso em mente para saber lidar com o estresse. Vai lhe faltar paciência, dinheiro e tempo para dar conta de tudo. Por outro lado, sobrarão dores, angústias, desânimo e vontade de desistir. Quando alcançar esse estágio, só lhe peço que evoque o conselho de quem um dia lhe disse: “Olha, antes de melhorar, piora”. Ouça esse conselho com sua alma e recobre a consciência de que você está cada vez mais próximo de conquistar sua vaga e realizar seus sonhos.

Eu entendo: é complicado lidar bem com uma situação muito difícil – a tempestade que antecede a bonança – quando se está ansioso e cansado como você, concurseiro, deve estar neste momento. Contudo, não importa se estamos envolvidos com um projeto que nos consome demais, cabe a nós mesmos nos mantermos firmes no propósito de concluir nossa missão. A única certeza é a de que a vida não é um livro só de prazeres ou só de tragédias. Não mesmo. É, sim, um ir e vir de tristezas e alegrias, de derrotas e vitórias. Se ainda não deu certo, é porque você ainda não chegou ao fim, e a luta continua. Espere um pouco mais, prossiga fazendo a sua parte e caminhando na direção certa, que o resultado virá! Permaneça em sua caminhada com alegria, trabalho produtivo, tranquilidade, disciplina e paciência. Vai valer a pena.

“Em síntese, meu amigo, minha amiga, tudo funciona assim: antes de melhorar, piora. Não por outra razão, é preciso repelir os pensamentos negativos, que são praga a perturbar a mente e induzir à tomada de decisões atrapalhadas, contrárias aos mais sublimes sonhos.”

Em síntese, meu amigo, minha amiga, tudo funciona assim: antes de melhorar, piora. Não por outra razão, é preciso repelir os pensamentos negativos, que são praga a perturbar a mente e induzir à tomada de decisões atrapalhadas, contrárias aos mais sublimes sonhos. Se as coisas pioram e os pensamentos ruins encontram caminho livre, o sofrimento pode dominar e pôr tudo a perder. Evite isso cuidando do corpo e da alma. Redescubra seu senso de propósito.

Vamos em frente, rumo à alta, por mais que no curto ou médio prazo enfrentemos a baixa.

Se concorda com esta mensagem, registre nos comentários “Vai melhorar!” e venha conosco.

PS: Siga-me (moderadamente, é claro) em minha página no Facebook e em meu perfil no Instagram. Lá, postarei pequenos textos de conteúdo motivacional. Serão dicas bem objetivas, mas, ainda assim, capazes de ajudá-lo em sua jornada rumo ao serviço público.

Mais artigos para ajudar em sua preparação:


Gabriel Granjeiro – Diretor-Presidente e Fundador do Gran Cursos Online. Vive e respira concursos há mais de 10 anos. Formado em Administração e Marketing pela New York University, Leonardo N. Stern School of Business. Fascinado pelo empreendedorismo e pelo ensino a distância.

 

Gabriel Granjeiro

Presidente e sócio-fundador do Gran Cursos Online
0

125


Tudo que sabemos sobre:

gabriel granjeiro


Comentários (125)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *