COBOL: Introdução e conceituação

Neste artigo, iremos ter uma visão conceituação sobre uma linguagem de programação criada em 1959 e que até hoje é utilizada.

Avatar


31/01/2022 | 12:10 Atualizado há 152 dias

Fala, meus consagrados! Tudo beleza com vocês?

Neste artigo, iremos ter uma visão conceituação sobre uma linguagem de programação criada em 1959 e que até hoje é utilizada. Estamos falando do COBOL.

Teoria

COBOL significa Common Business Oriented Language. É uma linguagem de alto nível e orientada para negócios. Seu principal objetivo foi o de ser uma linguagem voltada para aplicações comerciais, onde se manipulavam grandes arquivos de dados.

É apresentado como uma linguagem que comporta o uso de recursos de banco de dados, sendo possível empregar código SQL. Esse recurso amplia o alcance do COBOL em termos de processamento em ambiente integrado.

COBOL foi criado com o objetivo de oferecer maior controle aos negócios, especialmente para as instituições ligadas à área financeira. COBOL ainda é considerado uma das melhores linguagens para a área corporativa devido à sua elevada capacidade de processamento, lidando com grandes volumes de dados por causa de suas capacidades de processamento avançado de arquivos, e às normas específicas de segurança que foram desenvolvidas ao longo das décadas.

COBOL é uma Linguagem de Terceira Geração (3GL). Como revisão, temos as seguintes gerações e linguagens:

Uma Linguagem de Terceira Geração (3GL) é uma linguagem de programação de computador de alto nível que tende a ser mais independente da máquina e amigável ao programador do que código de máquina da Primeira Geração (1GL) ou linguagens Assembly da Segunda Geração (2GL), embora tenha um foco menos específico para a quarta e quinta gerações.

Na imagem a seguir, podemos ver a evolução da linguagem COBOL:

Como características, COBOL é uma linguagem:

  • Procedural;
    • Uma linguagem procedural especifica os passos que um programa deve seguir para alcançar um estado desejado e é baseada no conceito de chamadas a procedimento;
  • Imperativa;
    • Sendo uma linguagem imperativa, COBOL é orientada a ações, onde a computação é vista como uma sequência de instruções que manipulam valores de variáveis
  • Compilada;
    • Os programas feitos em COBOL são traduzidos para linguagem de máquina, a fim de serem executados;
  • Estruturada;
    • COBOL segue o paradigma estruturado, ou seja, os programas são escritos em estruturas lineares simples de sub-rotinas e iterações;
    • Fornece também organizações de controle lógico como, if, else e evaluate;
  • Orientada a objetos;
    • Apesar de ter sido projetada como uma linguagem estruturada, em 2002 foi lançada uma versão orientada a objetos, o que faz o COBOL suportar os conceitos da orientação a objetos.

Outras características:

  • Foi a primeira linguagem de programação de alto-nível amplamente utilizada;
  • É também usada como uma linguagem de autodocumentação;
  • Pode lidar com grande processamento de dados;
  • É compatível com as suas versões anteriores; e
  • Tem mensagens de erro eficazes e, portanto, a resolução de bugs é mais fácil.

COBOL é uma linguagem poderosa quando se trata de erros de software porque a linguagem oferece um grande número de ferramentas de debug e testes para diversas plataformas, o que ajuda ao desenvolvedor a escrever códigos robustos e sem erros.

COBOL inicialmente foi criado com o intuito de ser simples e direta. Por isso, o COBOL apresenta um escopo de função limitado, não permitindo a definição de ponteiros, funções e tipos.

COBOL teve como objetivo quando foi criado permitir que pessoas leigas em programação conseguissem entender uma aplicação escrita na linguagem, assim, sua sintaxe foi desenvolvida utilizando elementos estruturais semelhantes ao inglês, o que favoreceu a legibilidade, documentação e manutenção dos códigos.

Questões de concursos

[CESPE 2008 SERPRO – Analista – Desenvolvimento de Sistemas] Com relação às linguagens, julgue os itens a seguir.

COBOL é uma linguagem de primeira geração, presente em sistemas corporativos e de governo, e tem a desvantagem de não se integrar com outras linguagens orientadas a objetos.

Comentários:

COBOL é uma linguagem de terceira geração, presente em sistemas corporativos e de governo, e tem a vantagem de se integrar com outras linguagens orientadas a objetos.

Gabarito: ERRADO.

[CS/UFG 2018 SANEAGO/GO – Analista de Sistemas] A linguagem COBOL (Marque o texto da questão como CERTO ou ERRADO)

(A) é procedural, declarativa, imperativa e recentemente orientada a objetos.

Comentários:

COBOL não é declarativa.

Uma das principais características do paradigma declarativo é que não há preocupação na maneira ou método de execução de uma determinada rotina. SQL é um exemplo de linguagem declarativa.

Gabarito: ERRADO.

[IBADE 2019 Prefeitura de Jaru/RO – Técnico em Informática] A linguagem que não é interpretável, necessitando ser obrigatoriamente compilada para ser executada denomina-se:

(A) Java.

(B) Basic.

(C) Phyton.

(D) COBOL.

(E) Rexx.

Comentários:

Estudamos que COBOL é uma linguagem compilada. Os programas feitos em COBOL são traduzidos para linguagem de máquina, a fim de serem executados.

Gabarito: letra D.

Então é isso!
[]s e até a próxima!
_________________________
Professor Rogerão Araújo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.