Regressiva Anvisa

Concurso Anvisa – Regressiva : dica gratuita de Arquivologia II !

1

Olá, queridos alunos e alunas, tudo bem?

A nossa dica de hoje é bem simples, mas pode salvar você em uma prova. Ou seja, classificar algo como simples, não é classificar como desnecessário, ainda mais quando isso envolve nossos sonhos!

Sabe aquela questão que você tinha certeza que acertou, mas, ao sair o gabarito, você percebeu que errou e nem sabe onde estava o erro?

Pois é! Hoje falarei de um assunto que muitas vezes o candidato erra na prova, mas não sabe o porquê! E a razão é uma só: você acredita que biblioteca e arquivo têm as mesmas características, objetivos, método de avaliação etc.? Vou te mostrar que não é por aí!

Apesar de serem áreas da Ciência da Informação, os arquivos e bibliotecas têm suas diferenças. Vamos conhecê-las?

Estão lembrados que conversamos sobre os conceitos de arquivo (suas classificações, finalidades e função) e também sobre os conceitos, características e classificações dos documentos? Então, precisarei de boa parte daquelas informações para que você não se perca nesse nosso novo artigo.

Vamos nessa?! Vamos aprender as diferenças entre os arquivos e bibliotecas? Partirei de algumas ideias apresentadas nos outros artigos para depois apresentar as característica específicas do arquivo e da biblioteca.

1. Aquisição x Produção natural

  • Um dos conceitos de arquivo (e o principal deles) é aquele que está definido no Artigo 2º da Lei n. 8.159/1991, a saber: “conjunto de documentos produzidos e recebidos por órgãos públicos, instituições de caráter público e entidades privadas, em decorrência do exercício de atividades específicas, bem como por pessoa física, qualquer que seja o suporte da informação ou a natureza dos documentos”.
  • São características do documento de arquivo: imparcialidade, naturalidade, unicidade, autenticidade e inter-relacionamento.

 

Partindo dessas duas informações, analise a assertiva a seguir:

(CESPE) Os documentos de interesse da instituição que tenham sido adquiridos por meio de compra, doação ou permuta devem ser considerados como arquivos.

 

Caro (a) aluno (a), tomando por base o que estudamos, você entende que os documentos de arquivo são adquiridos (seja por compra, doação ou permuta) ou eles são produzidos naturalmente no decurso das ações. Ou seja, os documentos são acumulados de acordo com as atividades da instituição?

Os documentos são produzidos naturalmente não é mesmo? Muito bem!

Agora, imagina: como os exemplares chegam às bibliotecas? Só tem um caminho: aquisição, por compra doação ou permuta.

Sendo assim, o item acima está errado!

TOME NOTA: a entrada de documentos em bibliotecas se dá por aquisição; enquanto, nos arquivos, ela é resultante de produção/acumulação natural.

 

2. Exemplar único x exemplares múltiplos

  • Os documentos de arquivo são produzidos em exemplar único ou em reduzido nº de cópias/vias.
  • Os documentos das bibliotecas são produzidos em exemplares múltiplos, espalhados em diversas bibliotecas.

 

Veja estes itens do Cespe. Qual deles está correto?

  1. Os documentos de arquivo não são criados ou produzidos em exemplares múltiplos, mas em um único exemplar ou em um número limitado de cópias. Esses documentos mantêm uma relação orgânica entre si.
  1. Os documentos de arquivo são produzidos, originariamente, nos arquivos correntes, em múltiplos exemplares.

O primeiro item esta certíssimo, não é mesmo!? Tenho certeza de que você também acertou!

TOME NOTA: no arquivo, temos exemplar único ou reduzido nº de vias; enquanto, nas bibliotecas, teremos exemplares múltiplos.

 

3. Objetivo Cultural x Objetivo Funcional

  • Segundo Marilena Leite Paes: “os documentos de arquivo são produzidos e conservados com objetivos funcionais, enquanto os documentos de biblioteca são produzidos e conservados com objetivos culturais.”
  • Segundo Heloísa Liberalli Bellotto: “biblioteca é órgão colecionador (reúne artificialmente o que vai surgindo e interessando à sua especialidade), em cujo acervo as unidades estão reunidas pelo conteúdo. Os objetivos dessa coleção são culturais, técnicos e científicos.”

 

Com base nesses conceitos, este item está certo ou errado?

(CESPE) A diferença entre os arquivos e as bibliotecas pode ser reconhecida na função administrativa que os arquivos têm para uma organização pública ou privada, diferentemente da função cultural das bibliotecas.

 

Isso mesmo, o item está correto!

TOME NOTA: podemos verificar que, enquanto o arquivo tem finalidade funcional (administrativa), a finalidade das bibliotecas é essencialmente cultural.

4. Arquivo é uma coleção de documentos?

Para respondermos a essa pergunta, quero apresentar as considerações da Bellotto:

  • “Biblioteca é órgão colecionador (reúne artificialmente o que vai surgindo e interessando à sua especialidade), em cujo acervo as unidades estão reunidas pelo conteúdo. Os objetivos dessa coleção são culturais, técnicos e científicos.”
  • “Arquivo é órgão receptor e em seu acervo os conjuntos documentais estão reunidos segundo sua origem e função.”

Associado a esses conceitos, podemos também aplicar o conceito do Princípio da Proveniência, que nos traz a seguinte ideia: “princípio segundo o qual o arquivo produzido por uma entidade coletiva, pessoa ou família não deve ser misturado aos de outras entidades produtoras.” Ou seja, os arquivos são organizados com base no produtor/origem.

 E agora? Você consegue responder este item do Cespe?

(CESPE) Diferentemente da biblioteca, o arquivo não é uma coleção de documentos, mas uma acumulação natural de documentos.

Perfeito esse item! Certíssimo! O arquivo não é uma coleção!

Veja estes outros itens sobre essa matéria. Qual é o gabarito destas questões também elaboradas pelo Cespe?

 

  1. Os documentos de arquivo são produzidos, originariamente, nos arquivos correntes, em múltiplos exemplares.
  2. Os documentos de arquivo não são objeto de coleção, mas produtos e subprodutos das funções e das atividades de uma organização pública ou privada e das atividades de uma pessoa física.
  3. O arquivo caracteriza-se por ser um conjunto orgânico, resultado das atividades de uma pessoa física ou jurídica, e não uma coleção de documentos de diversas fontes.
  4. Os arquivos são organizados, mantidos e preservados originalmente devido a sua função cultural.

 

 

 

Gabarito:

  1. E
  2. C
  3. C
  4. E

_______________________________________________________________________________

Daliane Silvério – Graduada em Arquivologia pela Universidade de Brasília; foi servidora do Arquivo Nacional e de outros órgãos públicos. Atualmente é servidora do Senado Federal. Atuante na área de gestão documental; elaboração de normas de arquivo e protocolo; consultoria arquivística, dentre outras atividades. Ministra aulas de arquivologia utilizando as principais bibliografias, a legislação arquivística e resolução de questões de provas.

 

 

_______________________________________________________________________________

Detalhes:

  • bullet1.gif (844 bytes)Concurso: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Concurso Anvisa 2016)
  • bullet1.gif (844 bytes)Banca organizadora: Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe)
  • bullet1.gif (844 bytes)Cargos: Técnico Administrativo
  • bullet1.gif (844 bytes)Escolaridade: nível médio
  • bullet1.gif (844 bytes)Número de vagas: 78
  • bullet1.gif (844 bytes)Remuneração: R$ 7.680,06
  • bullet1.gif (844 bytes)Inscrições: de 9 setembro a 29 de setembro de 2016
  • bullet1.gif (844 bytes)Valor da taxa de inscrição: R$ 70,00
  • bullet1.gif (844 bytes)Data da prova: 4 de dezembro de 2016

edital

Gostou dessa oportunidade? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e 26 anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros

matricule-se 3

assinatura-ilimitada-

garantia-de-satisfacao-30

Depoimentos de alunos aprovados AQUI. Casos de sucesso:

CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ-Natálial CHEGUEI-LÁ (7)
Para o Topo