Concurso Anvisa – Regressiva: dica gratuita de Noções de Arquivologia!

Avatar


23 de Setembro de 2016 4 min. de leitura

72-dias-anvisa-quadrado-fw

Confira a dica de hoje sobre Arquivologia com foco em documentos:

ARQUIVOLOGIA

  1. CONCEITOS BÁSICOS

A Arquivologia é a ciência que estuda os arquivos; e com base em normas, métodos, técnicas e princípios, ela identifica, organiza, avalia e preserva o patrimônio informacional acumulado em decorrência das atividades desenvolvidas por pessoas físicas e jurídicas, públicas ou privadas.

Essa ciência, surgiu da necessidade de se realizar o gerenciamento das informações produzidas e recebidas, sobretudo após a chamada “explosão informacional”, e para ser compreendida, primeiro precisamos entender seu objeto: o documento.

O documento é a junção de informação e suporte. A informação é o conteúdo, a mensagem, a ideia apresentada. O suporte é o meio físico no qual essas informações são registradas, como por exemplo: papel, papel fotográfico, películas e mídias digitais.

DICA: quando a questão for sobre suporte, é preciso lembrar que o suporte é o material sem a informação registrada.

Como assim professora? É simples, aluno! Vejamos:

O papel é um suporte, mas, quando escrevemos algo nele (uma informação), ele passa a ser documento. Ou ainda, o filme é suporte, mas, ao registrarmos uma imagem nele, teremos o negativo fotográfico. O negativo é uma imagem (informação) em um filme (material no qual registramos a informação), ou seja, o negativo já é um documento. Veja o esquema abaixo:

arquivologia-anvisa

Agora que você sabe o que é um documento, precisa também saber o que é um documento de arquivo.

A Arquivologia tem como objeto não toda e qualquer informação registrada em suporte. Ela se ocupa dos documentos orgânicos, ou seja, dos documentos produzidos e recebidos no decorrer das atividades desenvolvidas pelas pessoas físicas ou jurídicas, que justificam sua existência como tal.

TOME NOTA: o documento de arquivo é aquele dotado de organicidade. Ou seja, decorrente do exercício das atividades de pessoas físicas ou jurídicas. Portanto, se, na prova, o examinador disser que o material de referência ou informação não orgânica é considerado documento de arquivo, esse item estará errado.

Além de saber o conceito de documento, você precisa conhecer suas características e classificações. Vamos lá?

  1. CARACTERÍSTICAS DO DOCUMENTO DE ARQUIVO

Vejamos, quais são as outras características que o documento de arquivo possui, além da organicidade? Vamos recordá-las?

Segundo Luciana Duranti e o Manual de Gestão de Documentos de Arquivo do Arquivo Nacional, os documentos de arquivo possuem as seguintes características:

  1. Unicidade: cada documento de arquivo tem lugar único na estrutura documental a qual pertence. Esse aspecto está relacionado com à função “única” que os documentos executam dentro do contexto organizacional.e, não ao número de cópias produzidas;
  1. Naturalidade: os documentos são acumulados de acordo com as atividades da instituição, ou seja, sua acumulação ocorre dentro das transações por ela executadas;
  1. Imparcialidade: está relacionada ao fato de que a produção documental ocorre em determinado contexto e para determinado fim. Embora os documentos sejam redigidos por meio de uma ação humana eles são imparciais, pois são criados para atender um objetivo específico, como por exemplo, a compra de um material;
  1. Autenticidade: o documento de arquivo é autêntico quando é o que diz ser, sendo livre de adulterações ou qualquer outro tipo de corrupção. Um documento autêntico é aquele que se mantém da forma como foi produzido e, portanto, apresenta o mesmo grau de confiabilidade que tinha no momento de sua produção;
  1. Inter-relacionamento: os documentos estabelecem relação entre si e com as atividades que os geraram. Desta forma, o documento de arquivo deve ser analisado dentro do seu conjunto e não como peça isolada.

RESUMINDO:

  1. Documento de arquivo é a unidade de registro de informações, qualquer que seja o suporte, que constitui elemento de prova ou conhecimento, formando um conjunto orgânico que reflete as atividades das quais foram gerados; 
  1. São características do documento de arquivo: imparcialidade, naturalidade, unicidade, autenticidade e inter-relacionamento;
  1. Por ser um conjunto de documentos produzidos e acumulados por instituições ou pessoas, os documentos de arquivo são inter-relacionados e sua gestão deve contemplar o conjunto, e não o item documental isoladamente (inter-relacionamento);
  1. CLASSIFICAÇÃO DO DOCUMENTO DE ARQUIVO

Os documentos de arquivo são classificados segundo a espécie, o tipo (tipologia), o gênero, o formato, a forma e a natureza do assunto, conforme apresentados abaixo:

  1. Quanto à Espécie:

A espécie documental é a configuração que assume um documento de acordo com a natureza das informações neles contidas. De forma resumida e simples, podemos dizer que a espécie é o modelo do documento. Exemplos: memorando, ata, relatório.

  1. Quanto ao Tipo (Tipologia):

A tipologia é a configuração que assume a espécie documental de acordo com a atividade que o gerou. Exemplos: boletim de ocorrência, relatório de atividades, contrato de prestação de serviços gráficos.

  1. Quanto ao Gênero:

O gênero é a configuração que assume um documento de acordo com o sistema de signos utilizados na comunicação de seu conteúdo. São gêneros documentais:

  • Textual: incluem os documentos manuscritos, datilografados ou impressos, tais como: relatórios, memorandos e despachos.
  • Informático: incluem documentos processados em computador, tais como: disquetes, discos rígidos e ópticos.
  • Cartográfico: documentos contendo representações geográficas, arquitetônicas ou de engenharia, tais como: plantas, mapas e desenhos técnicos.
  • Micrográfico: documentos resultantes do processo de microfilmagem, tais como: microfilme, microficha e cartão-janela.
  • Sonoro: incluem documentos com dimensões e rotações variáveis, contendo registros fonográficos (sons), tais como: discos e fitas k7;
  • Iconográfico: incluem documentos com imagens fixas, em suportes sintéticos, em papel emulsionado ou não, tais como: negativos, diapositivos, eslaides, desenhos, fotografias e gravuras.
  • Filmográfico: incluem documentos contendo imagens em movimento, conjugados ou não a trilhas sonoras. Exemplo: filmes e fitas videomagnéticas

Obs.: Audiovisual – são os documentos que contêm registros sonoros e imagens fixas ou em movimento. Subdivide-se em: iconográfico, filmográfico e sonoro.

  1. Quanto ao formato:

O formato é o conjunto das características físicas de apresentação, das técnicas de registro e da estrutura da informação e o conteúdo de um documento, tais como: cartaz e livro.

  1. Quanto à forma:

A forma está relacionada com o estágio de preparação e de transmissão de documentos, ou seja: original, cópia ou minuta.

  1. Natureza do assunto:

Em relação ao assunto, o documento pode ser classificado em ostensivo e sigiloso. O documento ostensivo é aquele cuja divulgação não prejudica à administração, sendo assim, é de acesso livre. Os documentos sigilosos são aqueles que têm restrição de acesso às pessoas que tenham necessidade de conhecer.

Caso queira aprofundar mais sobre esse assunto, leia a legislação específica, qual seja: Lei n. 12.527/2011 e os Decretos n. 7.724/2012 e 7.845/2012.

RESUMINDO:

classificacao

Por hoje, é isso!

Mas nos encontramos em breve, para falar sobre os arquivos.

Grande abraço!

________________________________________________________________________________________________

Daliane Silvério

Graduada em Arquivologia pela Universidade de Brasília; foi servidora do Arquivo Nacional e de outros órgãos públicos. Atualmente é servidora do Senado Federal. Atuante na área de gestão documental; elaboração de normas de arquivo e protocolo; consultoria arquivística, dentre outras atividades. Ministra aulas de arquivologia utilizando as principais bibliografias, a legislação arquivística e resolução de questões de provas.

__________________________________________________________________________________________________

Detalhes:

  • bullet1.gif (844 bytes)Concurso: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Concurso Anvisa 2016)
  • bullet1.gif (844 bytes)Banca organizadora: Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe)
  • bullet1.gif (844 bytes)Cargos: Técnico Administrativo
  • bullet1.gif (844 bytes)Escolaridade: nível médio
  • bullet1.gif (844 bytes)Número de vagas: 78
  • bullet1.gif (844 bytes)Remuneração: R$ 7.680,06
  • bullet1.gif (844 bytes)Inscrições: de 9 setembro a 29 de setembro de 2016
  • bullet1.gif (844 bytes)Valor da taxa de inscrição: R$ 70,00
  • bullet1.gif (844 bytes)Data da prova: 4 de dezembro de 2016

edital

Estudando para Anvisa? Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros. Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e 26 anos de experiência em concursos públicos. 

matricule-se 3

assinatura-ilimitada-

20-dias-garantia

Depoimentos de alunos aprovados AQUI. Casos de sucesso:

CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ  CHEGUEI-LÁ-Natálial CHEGUEI-LÁ (7)

Depoimentos relacionados

Qual é o seu grande objetivo de vida? Para Raul Marcelo da Silva o foco estava em ingressar na carreira…

Natural da cidade de Poço Verde/ SE, Aialla Suelem Andrade de Souza escolheu a carreira pública não só pela estabilidade…

Dedicando-se ao estudos por cerca de 3 anos, José Roberto Ferreira conquistou não apenas a aprovação no Concurso BRB para…

Ygor Bruno Silva é de Caruaru, cidade localizada no estado de Pernambuco, e foi aprovado, em 2º lugar, na Residência…

A estabilidade que a carreira pública proporciona foi o grande atrativo que Weberti Silva teve para começar a estudar para…

A estabilidade profissional e financeira foi o que levou Pedro J. a buscar com tanto afinco a carreira pública e…

O sonho de ser policial desde criança, fez com que Maria C. firmasse um compromisso de estudos diariamente desde 2018…

Em busca de estabilidade e para dar um futuro melhor para esposa e filha, Regis B. estudou bastante para ser…

Comentários (1)

Avatar José Messias 30 de Novembro de 2016

Faltou colocar na tabela resumo de Classificação dos documentos o Formato e a Forma (resumos das ideias).

 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *