Concurso Polícia Militar 2016 (PMCE): Saiba TUDO sobre o Teste de Aptidão Física (TAF)!

Avatar


18/08/2016 | 13:15 Atualizado há 1857 dias

Concurso Polícia Militar 2016 (PMCE)

Veja todos os detalhes e confira as dicas para o TAF do Concurso Polícia Militar 2016 (PMCE)! Oferta de 4,2 mil vagas para quem nível médio e inicial de R$ 3 mil.

Está em reta final as inscrições do concurso Polícia Militar 2016 – PMCE (Polícia Militar do Estado do Ceará). Uma das novidades é o modelo de cobrança da prova, em que os candidatos terão que resolver 120 itens para julgamento de CERTO ou ERRADO, famoso modelo da banca mais popular do país, o Cespe/UnB. Porém, quem organiza o concurso Polícia Militar 2016 é o Instituto Aocp, que resolveu inovar, mas está com o mesmo método de avaliação do Cespe, que penaliza pelo chute.

Após a etapa de provas, os candidatos terão pela frente o teste de capacidade física, que é tão importante quanto à parte teórica. Eliminatórios, o índice de reprovação nesse tipo de exame chega a 48%. Um grande problema é que muitos candidatos que deixam para se preparar para o exame físico na última hora correm o risco de ter lesões durante a preparação e ficarem impossibilitados de fazer a prova.

Nos testes, são avaliadas as condições físicas de realização de determinados exercícios dentro dos tempos e /ou execuções previstas. Por exemplo, testes de 12 minutos, de barra fixa. Com uma preparação adequada, o candidato estará apto para a realização dos testes físicos previstos nos concursos.

Por isso, é bom começar desde já. Procure um profissional e apresente os dados que iremos lhe mostrar agora.

Compõem os Testes de Aptidão Física (TAF) da PMCE e realizados na seguinte ordem:

 1- Flexão Dinâmica de Braço na Barra Fixa (sexo masculino) ou Estático Superior (queixo acima da barra)  (sexo feminino);

 2- Flexão Abdominal (sexos masculino e feminino);

 3- corrida de 12 minutos (sexos masculino e feminino).

Dicas do especialista

Aquecimento: antes de começar a treinar

Faça exercícios para aquecer o corpo. O aquecimento proporciona lubrificação das articulações, prevenindo lesões, e ainda, ocorre o aumento da temperatura corporal e da frequência cardíaca, avisando ao corpo que haverá um treinamento físico.

Não faça alongamentos. Estudos recentes mostraram que o alongamento prejudica o desempenho físico.

Barra Fixa

Dicas: Considerado um dos testes mais difíceis, a barra fixa deixa muito concurseiro de “cabelo em pé”. Saiba aqui algumas dicas para o treinamento para Barra Fixa.

A Equipe AprovaTAF tem a honra em dizer que a experiência em mais de 20 anos relacionada a Testes Físicos de concursos nos deu autoridade para dar dicas sobre a preparação física para o Teste de Flexão na Barra.

  1. ADAPTAÇÃO

Primeiramente é preciso ter em mente que o aluno somente conseguirá realizar a flexão na barra se tiver evolução no treinamento. Não adianta “querer fazer barra”, se o aluno ainda não consegue nem sequer ficar pendurado.

Para se ter essa evolução, é preciso dar condições aos músculos envolvidos na flexão da barra se adaptarem dentro de um período de tempo.

Diversos tipos de treino existem para se ter essa adaptação. Se o aluno não consegue realizar a subida na barra, o treino em diagonal é um dos melhores exercícios para a adaptação.

Outro exercício bastante eficaz é o exercício na vertical, mas com ajuda das pernas através da colocação de um banco embaixo dos pés. Essa ajuda das pernas irá auxiliar a execução para quem ainda não consegue realizar nenhuma repetição.

Outros exercícios também são importantes aqui na fase de adaptação como por exemplo, o exercício da barra em suspensão. É preciso também desenvolver os músculos flexores dos dedos. Nesse exercício, o aluno se manterá apenas dependurado na barra, sem executar nenhuma flexão.

Um aspecto muito importante é saber a quantidade de repetições, o número de séries e a frequência semanal para cada exercício. Por isso falamos sempre em PERIODIZAÇÃO. É preciso ter cuidado para não haver o excesso de treino e levar o aluno a se lesionar. E ao mesmo tempo é importante saber dar a carga ideal para que o aluno tenha os estímulos necessários e assim os músculos envolvidos recebam as sinalizações para o aumento da força.

Portanto, uma ideia de periodização dessa fase inicial é ter nas 2 a 4 primeiras semanas uma boa adaptação como por exemplo, 3 a 4 séries de 8 a 12 repetições de carga leve a moderada (se consiga chegar entre 8 a 12 repetições sem dificuldade).

  1. CARGA e SOBRECARGA

Após esse período de adaptação, agora é hora de colocar os músculos para “ralar”. Agora chegou a hora de trabalhar de verdade a musculatura.

É nessa fase que se aplicará cargas elevadas para que o músculo se desenvolva. Ou seja, o aluno terá que pegar pesado em cada exercício. Pois somente através de estímulos em alta intensidade, o corpo terá sinalizações para o desenvolvimento da força pura.

Assim, as séries devem ser aumentadas, como por exemplo, 5 a 6 séries de 4 a 6 repetições até a falha muscular. É muito importante em cada série o aluno chegar até a exaustão que será a grande chave para que ele consiga “fazer a barra” posteriormente.

E a cada período de 2 a 4 semanas, é preciso aumentar a carga, ou seja, fazer a sobrecarga. É preciso colocar uma carga maior em relação a anterior.

Essa fase de Carga e Sobrecarga sempre estará presente durante todo o treinamento. O aluno precisa manter esse treino continuadamente.

Os exercícios anteriores da fase de adaptação deverão ser mantidos (diagonal, com banco e suspensão). Mas outros deverão ser acrescentados como o Exercício de Isometria . Esse exercício é um dos melhores treinos para dar a força necessária em cada ângulo específico. Ele consiste em ficar um determinado período de tempo (ex 10 segundos) em uma determinada angulação (por exemplo 90º graus). Não deixe de treinar esse exercício. Ele vai te surpreender no desenvolvimento da força.

E também não poderia faltar e logicamente, o treino da barra propriamente dita. Ou seja, o treino de “fazer a barra” completamente (vide foto abaixo) deve ser incluído nessa fase.

Outro aspecto muito importante nessa fase é dar o descanso adequado. Quando se treina com muita carga, é preciso dar no mínimo 48 horas de repouso ao músculo para que ele possa se desenvolver.

Por isso, renegamos qualquer treino que fuja da especificidade. Não adianta fazer treino funcional, ou treino com corda, ou cheio de firulas. Se você não pegar na barra, com certeza não fará barra. O músculo não é burro!!!

Quer treinar com a Equipe que mais aprova no TAF?

Diante disso, a  Equipe AprovaTAF em conjunto com o Gran Cursos Online prepararam planilhas de treinamento e videoaulas especificamente para a flexão na Barra para você se preparar da melhor forma possível e começar a fazer a barra em pouco tempo.

E ainda, planos de acordo com o nível de aptidão física do aluno (avaliado no início do programa) para que o aluno possa ter toda a periodização descrita acima e ter a liberdade de treinar quando e onde quiser.

Não perca tempo e deixe seu corpo se adaptar com progressão adequada. Procure um dos cursos com TAF, feitos por Mestres e Doutores em Educação Física, disponíveis em nosso site.

O que o edital cobra?

Sexo Masculinoo candidato posiciona-se sob a barra, à frente do examinador. Ao comando de “em posição”, o candidato empunhará a barra com as palmas das mãos voltadas para fora (empunhadura em pronação), mantendo os braços completamente estendidos, com o corpo na posição vertical, pernas estendidas e pés sem contato com o solo. 

Execução: ao comando de “iniciar”, o candidato flexionará simultaneamente os cotovelos até ultrapassar com o queixo a parte superior da barra. Em seguida, voltará à posição inicial pela extensão completa dos braços. O corpo deve permanecer na posição vertical durante o exercício.

Para ser considerado APTO neste teste, o candidato deverá realizar 03 (três) repetições corretamente.

Sexo Feminino:  a candidata posiciona-se sob a barra, à frente do examinador, pisando sobre um ponto de apoio. Ao comando de “em posição”, a candidata empunhará a barra com as palmas das mãos voltadas para fora (empunhadura em pronação), mantendo os braços completamente flexionados, com o corpo na posição vertical, pernas estendidas e pés em contato com o ponto de apoio.

Execução: ao comando de iniciar, o ponto de apoio é retirado, devendo a candidata permanecer com os 2 (dois) braços completamente flexionados e com o queixo acima da barra horizontal, porém sem apoiar com o queixo sobre a mesma. A partir dessa posição o examinador, com o auxílio de um cronômetro, registrará o tempo (estático) de permanência da candidata na posição.

Para ser considerada APTA neste teste, a candidata deverá permanecer na posição de Flexão Estática por 08 (oito) segundos.

Mais uma dica:

Dependendo do edital, as mãos devem ser voltadas para frente (pronação) ou para o rosto (supinação), sendo que a maioria libera as 2 posições a escolha livre pelo candidato.

Quando a pegada for de livre escolha, a melhor posição é a supinada (palma das mãos viradas para o rosto), pois desta forma ocorre uma vantagem mecânica que vai auxiliar o executante a fazer a flexão na barra com maior desempenho e evitar fadigar o músculo precocemente.

Flexão Abdominal

O teste terá a duração de um minuto e será iniciado e terminado com um apito. A metodologia para a preparação e a execução do teste de flexão abdominal para os candidatos dos sexos masculino e feminino obedecerá aos seguintes critérios:

Posição Inicial: será tomada com o candidato deitado de costas, na posição completamente horizontal de todo o corpo em relação ao solo, com as costas e a cabeça em contato pleno com o solo, joelhos estendidos, os braços atrás da cabeça, cotovelos estendidos e dorso das mãos tocando o solo.

Execução: após o silvo de apito, o candidato começará a primeira fase do movimento, realizando um movimento simultâneo, em que os joelhos deverão ser flexionados, os pés deverão tocar o solo, o quadril deverá ser flexionado (posição sentado) e os cotovelos deverão alcançar ou ultrapassar os joelhos pelo lado de fora do corpo. Em seguida, e sem interrupção, o candidato deverá voltar à posição inicial realizando o movimento inverso. Esse movimento completo, finalizado com o retorno à posição inicial, corresponderá a uma unidade de execução.

Para ser considerado APTO neste teste: O candidato do sexo masculino deverá realizar 35 (trinta e cinco) repetições, realizadas de forma ininterrupta; A candidata do sexo feminino deverá realizar 28 (vinte e oito) repetições, realizadas de forma ininterrupta.

Teste de Corrida

O teste será realizado em local previamente demarcado, com identificação da metragem ao longo do trajeto. O candidato terá o prazo de 12 (doze) minutos para executar o teste. Para a realização do teste de corrida, o candidato poderá, durante os doze minutos, deslocar-se em qualquer ritmo, correndo ou caminhando, podendo, inclusive, parar e depois prosseguir. Durante a realização do teste, o candidato não poderá abandonar a pista antes da liberação do fiscal, dar ou receber qualquer tipo de ajuda física (como puxar, empurrar, carregar, segurar na mão etc.), bem como deslocar-se, findos os doze minutos, no sentido progressivo ou regressivo da marcação da pista sem a respectiva liberação do fiscal, sob pena de ser considerado inapto e, consequentemente, eliminado do concurso.

Para ser considerado APTO neste teste: O candidato do sexo masculino deverá percorrer a distância de 2.300 (dois mil e trezentos) metros, dentro do tempo de 12 (doze) minutos; A candidata do sexo feminino deverá percorrer a distância de 1.900 (um mil e novecentos) metros, dentro do tempo de 12 (doze) minutos.

O certame destina-se ao preenchimento de 4.200 (quatro mil e duzentas) vagas para o cargo de Soldado da PMCE, sendo 3.990 (três mil novecentos e noventa) destinadas aos candidatos do sexo masculino e 210 (duzentos e dez) destinadas aos candidatos do sexo feminino.

Candidatos precisam ter apenas o nível médio completo, além de ter, na data de inscrição no Curso de Formação para o qual foi convocado, idade igual ou superior a 18 (dezoito) anos e, no primeiro dia de inscrição do concurso, idade inferior a 30 (trinta) anos, altura mínima de 1,62m para homens e 1,57 para mulheres e ser portador de carteira nacional de habilitação classificada, no mínimo, na categoria “B”, na data da matrícula no Curso de Formação Profissional.

Baixe AQUI o edital verticalizado p/ Soldado da PMCE e otimize sua preparação! É grátis!

Pessoas com menos de 18 anos também poderão se inscrever no certame, desde que tenham atingido a maioridade na data da matrícula do Curso de Formação.

A carga de trabalho é integral, com exclusiva dedicação às atividades do cargo, com jornada semanal de quarenta e quatro horas, respeitadas as peculiaridades do cargo, podendo ser convocado a qualquer tempo, a critério da Administração da PMCE. 

Ao posto de Soldado da Carreira de Praças da Polícia Militar do Ceará caberá executar o policiamento ostensivo, fardado, planejado pelas autoridades policiais competentes, com observância dos princípios da legalidade, hierarquia e disciplina, a fim de assegurar o cumprimento da lei, o respeito à cidadania, a manutenção da ordem pública, em todas as suas modalidades, para inibir os atos atentatórios contra pessoas, bens e meio ambiente, e assegurar o exercício dos poderes constituídos, atuando conforme as missões institucionais previstas nas Constituições Federal e Estadual, no Estatuto dos Militares Estaduais do Ceará. A remuneração inicial bruta é de R$ 3.134,58.

As inscrições seguem até 23h59 do dia 22 de agosto, no site do organizador, o Instituto AOCP. A taxa é de R$ 100 e o boleto gerado no ato da inscrição deverá ser pago até o dia 23 de agosto, em toda a rede bancária ou estabelecimentos credenciados.

O concurso está dividido em três etapas. A primeira é a fase intelectual, com a aplicação de provas objetivas; a segunda fase inclui exames médico, biométrico, odontológico e toxicológico, e a terceira etapa do certame é o Curso de Formação Profissional, que inclui ainda avaliação psicológica, teste de capacidade física, investigação social e avaliação final do curso de formação profissional, sendo todas de caráter eliminatório.

A primeira etapa (prova objetiva) está prevista para o dia 25 de setembro, na cidade de Fortaleza, Estado do Ceará, sendo composta por 120 questões das disciplinas de Língua Portuguesa (20), Atualidades (10), Matemática (10), Raciocínio Lógico (5), Informática (15) e Conhecimentos Específicos (60) – acesse AQUI o conteúdo programático completo. Tradicionalmente, a banca Aocp costuma cobrar questões de múltipla escolha, mas neste certame resolveu inovar e seguirá o padrão da conhecida banca Cespe/UnB, para julgamento das questões: CERTO ou ERRADO.

O concurso terá validade de dois anos, a contar da data de homologação do resultado final da 1ª Turma do concurso, podendo ser prorrogado por uma única vez, por igual período, a critério da Administração Pública. Veja abaixo o quadro com a quantidade e distribuição de vagas para o Curso de Formação.

Curso de Formação

Os candidatos aprovados serão alunos do Curso de Formação Profissional que será realizado pela Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE) e terá uma carga horária de 1.020 horas/aula, presenciais em regime de dedicação exclusiva. No período de aulas o aluno-candidato receberá uma bolsa de custeio.

A capacitação inclui aulas teóricas e práticas de diversas áreas como: sociedade, ética e cidadania; tiro policial defensivo; direitos humanos; polícia comunitária; defesa pessoal; técnica policial militar; atendimento em emergências médicas e direção veicular aplicada à atividade policial militar; e outros conhecimentos que preparam o novo soldado para o policiamento ostensivo e preventivo das ruas.

Detalhes:

  • bullet1.gif (844 bytes)Concurso: Polícia Militar do Ceará 2016 (PMCE)
  • bullet1.gif (844 bytes)Banca organizadora: Instituto AOCP
  • bullet1.gif (844 bytes)Cargos: Soldado
  • bullet1.gif (844 bytes)Escolaridade: Nível médio
  • bullet1.gif (844 bytes)Número de vagas: 4.200
  • bullet1.gif (844 bytes)Inscrições: de 22 de julho de 2016 a 22 de agosto de 2016
  • bullet1.gif (844 bytes)Taxa: R$ 100
  • bullet1.gif (844 bytes)Remuneração: R$ 3.134,58
  • bullet1.gif (844 bytes)Prova objetiva: 25 de setembro de 2016

edital

Todos os cursos em nosso portal estão sendo reformulados conforme o novo edital e contarão com exercícios do AOCP, simulados exclusivos e materiais. Ao adquirir um dos preparatórios disponíveis, você terá a garantia de um conteúdo completo e atualizado para o certame de 2016. Aproveite e matricule-se agora com valor promocional!

Preparatórios online com início imediato e visualizações ilimitadas!
Prepare-se com quem mais aprova há 26 anos e conquiste a sua vaga!

matricule-se 3

carreiras policiaisPRF: Gran Cursos em primeiro lugar!

assinatura-ilimitada-

20-dias-garantia

Depoimentos de alunos aprovados AQUI. Casos de sucesso:
CHEGUEI-LÁ2        CHEGUEI-LÁ     CHEGUEI-LÁ2       CHEGUEI-LÁ-Natálial    CHEGUEI-LÁ (7)

delegado-pcdf-2

Comentários (1)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *