Alagoas

Edital TRF 5: AQUI análise completa do edital! Até R$ 14 mil!

Edital TRF 5 é publicado!

Edital TRF 5 é publicado! VEJA os detalhes!

Tribunal Regional Federal da 5ª Região (edital TRF 5), com jurisdição nos estados do Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe, divulgou o edital TRF 5 para abertura de concurso público. São oferecidas inicialmente 14 vagas, além das que surgirem na validade do certame, de dois anos, podendo dobrar.

Esta pauta está recheada de informações sobre o documento oficial de abertura de inscrições e uma análise completa e exclusiva do concurso TRF 5 para contratação de servidores de níveis médio e superior.

Inscrições no edital TRF 5

A organizadora é a  Fundação Carlos Chagas (FCC) e as inscrições  ficarão abertas, exclusivamente, via Internet, no período de 10h do dia 02 de outubro de 2017 às 14h do dia 27 do mesmo mês (horário de Brasília). Os candidatos devem efetuar a taxa para efetivação da participação somente no Banco do Brasil, até a data limite para pagamento das inscrições, 27/10/2017, no valor R$ 70,85  para os cargos de Analista Judiciário todas as Áreas e Especialidades; Ensino Médio Completo: R$ 60,85  para os cargos de Técnico Judiciário todas as Áreas e Especialidades. 

Análise completa do EDITAL TRF 5 e dicas! 

 

Cargos no edital TRF 5

Para nível médio, as ofertas serão na carreira de técnico nas áreas administrativa (Administração e Segurança/Transporte) e de apoio (Informática).

Detalhes e escolaridade ao edital TRF 5.

Detalhes e escolaridade ao edital TRF 5.

Já os graduados terão oportunidades na carreira de analista nas áreas judiciária (Judiciária e Execução de Mandados), administrativa e apoio especializado (Informática, Medicina e Contadoria).

Detalhes de vagas para graduados presentes no edital TRF 5.

Detalhes de vagas para graduados presentes no edital TRF 5.

Quadro de vagas do edital TRF 5

Quadro geral de vagas do edital TRF 5.

Quadro geral de vagas do edital TRF 5.

A lotação dos cargos efetivos ocorrerá no TRF da 5ª Região ou nas seis seções judiciárias: Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas e Sergipe.

Etapas do edital TRF 5 

Todos os candidatos passarão por provas objetivas de conhecimentos gerais e específicos. Além disso, haverá uma avaliação discursiva que será um estudo de caso (analista) ou uma redação (técnicos). Já a terceira etapa será somente para os cargos de nível médio, que consiste em uma prova prática. Os exames serão aplicadas nos municípios de Aracaju-SE, Fortaleza–CE, João Pessoa–PB, Maceió–AL, Natal–RN e Recife–PE.

Tipo de prova por cargo no edital TRF 5.

Tipo de prova por cargo no edital TRF 5.

Quadro geral de provas do edital TRF 5.

Quadro geral de provas do edital TRF 5.

Classificação dos aprovados no edital TRF 5

Observada a reserva de vagas para candidatos portadores de deficiência e os que se autodeclararem negros e respeitados os empates na última colocação, serão corrigidas as provas discursivas dos candidatos aos cargos de Analista e Técnico Judiciário habilitados nas provas objetivas e classificados conforme a seguir:

Estado de classificação ao edital TRF 5.

Estado de classificação ao edital TRF 5.

O edital TRF 5 de 2012

Na ocasião, foram oferecidas vagas para formação de cadastro de reserva nos cargos de analista e técnico judiciários. Houve prova de conhecimentos gerais e específicos, além de prova discursiva (redação) para todos os cargos, sendo aplicadas nas cidades de Recife (PE), João Pessoa (PB), Natal (RN), Fortaleza (CE), Maceió (AL) e Aracaju (SE).

Foram aplicadas, ainda, prova prática de digitação para Técnico Judiciário da área Administrativa e para Técnico Judiciário da área Administrativa na especialidade de Segurança e Transporte.

Nomeações do último edital TRF 5

Nomeações do último edital TRF 5.

Nomeações do último edital TRF 5.

Remunerações do edital TRF 5

O sonho de servir à sociedade em um órgão famoso por oferecer boas remunerações não é o único combustível que deverá atrair milhares candidatos. A estabilidade no emprego, por conta da contratação pelo regime estatutário, é outro atrativo dos cargos do edital TRF 5. Os iniciais das carreiras podem alcançar a casa do R$ 14 mil para analistas.

A remuneração do Analista Judiciário, Áreas Judiciária, Administrativa e demais especialidades serão de R$ 11.007, somado aos auxílios-alimentação e saúde, chegam a R$ 11.921, podendo ainda ser acrescida de auxílio-natalidade de R$ 700, para candidatos que tenham filho.

A remuneração informada acima será acrescida, para a função de Analista Área Judiciária, Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal, de gratificação de atividade no valor de R$ 1.670,43, alcançando R$ 13.861, podendo ainda ser acrescida de auxílio-natalidade de R$ 700, para candidatos que tenham filho.

O valor de um Técnico Judiciário é de R$ 6.709, somados aos mesmos benefícios básicos, é de R$ 7.893, podendo ainda ser acrescida de auxílio-natalidade de R$ 700, para candidatos que tenham filho.

Todos os valores mencionados estão de acordo com a Lei 13.317, sancionada em junho deste ano pelo governo, onde são reajustados tanto o salário-base quanto a gratificação de atividade judiciária (GAJ). No topo das carreiras chegará, em 2019, a R$ 11.398 e R$ 18.701. 


Detalhes do edital TRF 5:

  • Concurso: Tribunal Regional Federal da 5ª Região (Edital TRF 5)
  • Banca organizadora: FCC
  • Cargos: Analista; Técnico
  • Escolaridade: Nível médio e superior
  • Número de vagas: 12 + CR
  • Remuneração: Inicial de até R$ 14 mil
  • Inscrições: Entre 02 e 27 de outubro de 2017
  • Taxa: R$ 70,85 ou R$ 60,85
  • Data da prova: 03 de dezembro de 2017

Edital

Gostou desta oportunidade? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e mais de 27 anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros

.

Cheguei Lá

9 Comentários

9 Comentários

  1. mucio dantas

    11/08/2017 23:47 em 23:47

    Gostaria de saber se o Granconcursos terá o curso preparatório para área de segurança e transporte do TRF-5 . E também uma apostila específica para este cargo .

  2. Paulo

    12/08/2017 13:14 em 13:14

    Algum palpite sobre a redação ser classificatória ou habilitatória?

  3. paulo henrique

    12/08/2017 14:04 em 14:04

    AS VANTAGENS DE ESTUDAR REDAÇÃO PARA CONCURSOS

    Há um mito em torno da redação que todo concurseiro precisa romper: a ideia de que escrever é um ato de inspiração e, por isso, ninguém precisaria aprender como escrever ou estudar sobre isso.

    Essa é uma ideia relativamente falsa, pois também é possível escrever sem inspiração, mas, para isso, deve-se empregar muito esforço e dedicação no estudo da redação, pois podemos sim aprender a escrever, mesmo quando temos muitas dificuldades de escrita. Por isso, vamos apresentar aqui algumas vantagens de se estudar redação e mostrar os segredos de uma boa dissertação. Referência: https://blog.preparoconcursos.com.br/2017/07/25/por-que-temos-de-estudar-redacao-para-concurso-publico/

  4. Henrique

    25/09/2017 21:07 em 21:07

    Terá edital verticalizado?

  5. Hugo Passos

    26/09/2017 15:41 em 15:41

    O Edital não fala nada sobre prova de digitação. De onde vocês tiraram isso?

    • Eduardo

      03/11/2017 07:58 em 07:58

      O edital de 2012? Porque eles mencionaram a prova de digitação no edital de 2012 e somente para técnicos.

  6. Sophia

    26/09/2017 17:40 em 17:40

    Haverá edital verticalizado?

  7. Grazi

    27/09/2017 13:50 em 13:50

    O Gran Cursos vende disciplinas isoladas? Por exemplo: apenas aulas de Administração financeira e orçamentária voltada para o concurso do TRF 5?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo