#PergunteaoGG

#PergunteaoGG (10): Compensa estudar de madrugada?

estudar de madrugada

Olá, Gabriel Granjeiro!

Li várias dicas suas sobre planejamento do estudo para concursos. Como sou professor, tenho pouco tempo para me dedicar à preparação durante o dia. Você tem alguma recomendação sobre o estudo de madrugada? Acha que é uma boa opção? Quais são as vantagens e desvantagens?

Amauri Azevedo – Macapá/AP

Olá, Amauri!

Mais importante do que o horário dedicado ao estudo é a qualidade dele. Você pode optar por estudar de manhã bem cedo, ou no horário do almoço, ou de noite, ou até durante a madrugada, desde que tenha prazer pelo que está fazendo, empregue a técnica mais adequada (veja AQUI as mais eficazes, segundo a ciência) e desenvolva o hábito de estudar sempre (veja AQUI um artigo que fala sobre a criação do hábito de estudos).

Estudar de madrugada tem algumas vantagens: não haverá ninguém para interromper, o celular não vai tocar – ainda assim, recomendo que você o mantenha bem longe –, vai haver menos distrações, a concentração fica mais fácil, graças ao silêncio da noite… Contudo, essa opção também tem algumas desvantagens que, se não forem bem administradas, podem prejudicar o candidato.

A primeira delas é que o estudo até tarde tende a atrapalhar o rendimento no trabalho, no dia seguinte, especialmente se for preciso acordar cedo. Além disso, pode diminuir o rendimento do concurseiro que quiser estudar um pouco nos horários vagos durante o dia. É natural que o estudante notívago se sinta um pouco cansado de dia, já que o corpo, em regra, não é feito para trocar o dia pela noite. Aliás, muitas pessoas só conseguem estudar durante a madrugada à base de cafeína e de bebidas energéticas, que precisam ser consumidas com moderação para não prejudicarem a saúde no médio prazo.

Não se trata, portanto, de prática recomendada para todos. Todavia, se você não tem alternativa e essa for a sua única solução, vá em frente. Eu, mesmo, já virei inúmeras noites estudando e conheço muito bem todas as vantagens e desvantagens dessa opção. Hoje, olhando para trás, percebo que às vezes era inevitável recorrer a ela, mas, em outras ocasiões, eu poderia ter pelo menos reduzido essa necessidade se tivesse organizado melhor o meu tempo. Por isso, minha principal dica é que você avalie bem o seu caso. Calcule exatamente o tempo de que você dispõe durante o dia. Considere cada minutinho vago, e, caso não tenha jeito mesmo, estude de madrugada, sabendo que é algo temporário e imprescindível para que você, em breve, melhore de vida.

Só um detalhe: não desmereça a importância do sono para a memória. Durante o dia, as informações são guardadas apenas na memória de curto prazo. É durante o nosso repouso noturno que elas se deslocam para a memória de longo prazo. Apenas as informações que tratamos como importantes são efetivamente guardadas na mente, mas precisamos dar ao cérebro o comando de que elas devem ser lembradas oportunamente. Portanto, aconselho que você durma pelo menos o mínimo necessário para manter sua memória funcional, ou os seus estudos não renderão os frutos esperados.

Por fim, saiba que o organismo vai reclamar no início, quando você começar a abrir mão de algumas horas de sono para estudar madrugada a dentro. Cabe a você forçar a adaptação do seu relógio biológico e criar o novo hábito. Sei que é um desafio e tanto! Pode contar conosco nessa missão.

Bons estudos e GRAN sucesso,


Gabriel Granjeiro – Diretor-Presidente e fundador do Gran Cursos Online e da GG Educacional. Sempre soube que a sua missão de vida era ser empreendedor. Por força do destino, ingressou no mercado de concursos muito novo, há mais de 10 anos. Acumulou experiências de grande valia ao acompanhar as atividades empresariais de seus pais, ambos ex-servidores com quase 3 décadas de experiência no mercado de concursos. Em 2013, decidiu que queria montar sua própria empresa e convidou o amigo Rodrigo Calado, também muito experiente na área, para ser o seu sócio. Nasceu ali a GG Educacional, uma organização totalmente dedicada à educação a distância, cujo lema é: “Ensino aliado à tecnologia”. Esse foco, em conjunto com o trabalho de colaboradores e professores dedicados e altamente especializados, resultou em crescimento exponencial ao longo dos últimos 2 anos. Atualmente, o Gran Cursos Online, principal marca da empresa, está entre as maiores do País e é referência em sua esfera de atuação.

É formado em Administração e Marketing pela New York University Stern School of Business, instituição de grande destaque no mundo corporativo. Nela, estudaram empreendedores de sucesso, como Jack Dorsey (fundador do Twitter) e John Paulson (fundador e presidente de um dos maiores fundos de investimento do mundo). Lá, participou de projetos desafiadores, interagindo com alunos do mundo inteiro e de visões muito diferentes da sua. Essa educação global e empreendedora hoje faz parte do DNA de Gabriel e da empresa que ele lidera, onde busca oferecer aos alunos o que há de melhor; tudo para ajudá-los a atingir os seus objetivos e a mudar de vida.

Cheguei Lá

4 Comentários

4 Comentários

  1. Cleonilde Soares Nobre

    14/07/2017 17:05 em 17:05

    excelente artigo,obrigada por compartilha!

  2. Luana Lopes

    14/07/2017 17:13 em 17:13

    E como tudo nessa vida, o início é bem desafiador. Muito! Mas depois que o relógio biológico acostuma, a madrugada torna-se a melhor aliada para aqueles que necessitariam de mais de 24h no dia para conseguir driblar a sua rotina nada tranquila. Contudo, acho que por não conseguir administrar bem (encarando com uma obrigação e não como uma opção, talvez), há pessoas que não acham proveitoso/produtivo a adoção desse hábito, que, como tratado no artigo, às vezes é inevitável – falo isso também por experiência própria, pois tornei-me oficialmente notívaga há quase quatro anos, quando ingressei na universidade (passando o dia na instituição, a noite e a madrugada tornaram-se, para mim, os únicos turnos disponíveis para fazer os trabalhos acadêmicos e revisar os conteúdos diários).
    PS: E não pretendo deixar de ser notívaga tão cedo, pois agora, além de universitária, também tornei-me concurseira – e só não me tornei antes por não ter a idade mínima exigida para prestar as provas e também por não ter decidido, antes, ser servidora pública. E se servir de consolo/incentivo: sim, para mim é proveitoso/produtivo estudar de madrugada. Bastante! E não uso cafeína ou qualquer outro tipo de energético – “vai na raça mesmo” (rsrsrs). Um bom incentivo é pensar que isso não será para sempre, caros colegas, todo sacrifício é temporário (e quanto maior ele for, mais rápido findara-se). 😉
    Obs.: Meninas, sim , o corretor de olheiras torna-se um amicíssimo nessa fase. Rsrsrs.

  3. Luana Lopes

    14/07/2017 17:23 em 17:23

    Ops! *findarar-se

  4. Luana Lopes

    14/07/2017 17:32 em 17:32

    *findará-se

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo