Quando você não tem opção, você vai lá e faz!

Cada desafio, por mais desprovido de opções que pareça, é uma oportunidade disfarçada aguardando ser revelada. Veja mais no artigo de hoje!

Avatar


08 de janeiro3 min. de leitura

No evento da reinvenção 2024, a professora Ludimilla, que também foi aluna do Gran, proferiu uma frase que imediatamente me deu ideia para um artigo. “Quando você não tem opção, você vai lá e faz”. Nossa mestra teve uma trajetória incrivelmente difícil. Ainda criança, viu-se obrigada a abandonar o lar com a mãe e a irmã, para escaparem da violência de um pai que sofria de alcoolismo. Quando fala daquele tempo, Ludimilla o descreve como uma época de penúria, em que faltava de tudo, até comida. Hoje, porém, graças à opção do concurso público e da dedicação aos estudos, nossa ex-aluna pode proporcionar à filha uma infância completamente diferente – para melhor – da sua (veja o depoimento dela AQUI).

Histórias de vida como essa me fazem ter uma certeza: é quando o caminho parece mais estreito e as escolhas mais escassas que a nossa verdadeira força se revela, e se revela em diversos atributos inestimáveis.

O primeiro deles, e mais óbvio, é a criatividade. Encaramos a ausência de opções não como um beco sem saída, mas como um convite para recorrermos a uma inventividade antes entorpecida nas profundezas da alma. Quem já passou por alguma dificuldade, por menor que tenha sido, sabe bem que nessas situações somos impelidos a, como diz o clichê, “pensar fora da caixa”, explorando possibilidades que antes pareciam inimagináveis. A necessidade aguça, mesmo, nossa capacidade de inovar, tal qual um artista que, no palco, põe em prática toda sua habilidade de improvisar, com coragem, determinação e fé, a fim de que o show seja um sucesso.

Mas a falta de alternativa faz mais por nós. Longe de funcionar como um impasse paralisante, ela instiga nossa vontade de agir e de encarar os desafios com o ânimo renovado e, sobretudo, mais coragem. Ora, sem audácia, como implementar as ideias surgidas na fase da criatividade? Quando a escolha parece uma miragem, a disposição para assumir riscos torna-se uma aliada, materializando uma autoconfiança que costumava ser impensável, especialmente entre aqueles que sofreram ou sofrem de privações severas.

E é assim que a escassez acaba por despertar em nós outra preciosidade: o sentimento de gratidão. Uma vez superada a fase difícil, ainda que à custa de muito esforço, olhamos para trás a fim de identificar cada fator que haja contribuído para o sucesso da empreitada. Pode ter sido uma qualidade que nem sabíamos possuir, como, por exemplo, resiliência… Ou pode ter sido algo mais concreto, como o surgimento de uma incrível oportunidade, a exemplo do lançamento de um edital para aquela vaga perfeita que parece ter sido pensada para você… Seja como for, a gratidão nos abate com força nesse momento de reflexão. E digo mais: ela se estende no tempo, tornando-se fagulha que reacende o calor no coração toda vez que o feito é relembrado.

Portanto, encarar a falta de opções como uma inescapável derrota é um equívoco. Melhor é enxergá-la como uma oportunidade em si. Sim, oportunidade para autodescoberta e transformação. Como vimos, desafios expõem aspectos desconhecidos da nossa personalidade, além de talentos que podem se mostrar bastante úteis. Inúmeras histórias de sucesso nascidas da adversidade são a prova disso.

Esses atributos se tornam bússola a nos orientar através de territórios inexplorados. Optar por seguir em frente, apesar dos obstáculos, não apenas fortalece nosso caráter como também expande nossa visão para além do horizonte visível. Avançar a despeito da ausência de escolhas pressupõe, portanto, coragem, resiliência e aceitação, inclusive das transformações pelas quais inevitavelmente passaremos. Trata-se de um mergulho num novo oceano de possibilidades, desde que estejamos dispostos a receber orientação e apoio das mais diversas fontes, terrenas ou transcendentais.

No chamado para enfrentar o desconhecido, não temos dúvida de que seremos guiados de alguma forma. Estamos convictos de que essa jornada é fruto da dinâmica entre ação humana e o apoio do Universo, na qual cabe a nós dar o primeiro passo. Essa, muitas vezes, é a única opção que temos, embora nem sempre esteja evidente. 

Em resumo, diante da ausência de escolhas claras, é hora de confiar em nossa capacidade de adaptação, de abraçar a criatividade, de tomar a iniciativa e, acima de tudo, de persistir, de se reinventar, como fez a professora Ludimilla. Cada desafio, por mais desprovido de opções que pareça, é uma oportunidade disfarçada aguardando ser revelada. 

Neste 2024, proponho criarmos juntos as opções que nos faltam. Vamos fazer acontecer, porque realmente não temos outra escolha. Vamos nessa?

Participe do Canal do Imparável no Telegram e tenha acesso em primeira mão ao artigo da semana e ao áudio do artigo com a voz do autor, além de muitos outros conteúdos para inspirar você, mesmo em dias difíceis!

P.S.: Siga-me (moderadamente, é claro) em meu perfil no Instagram . Lá, postarei pequenos textos de conteúdo motivacional. Serão dicas bem objetivas, mas, ainda assim, capazes de ajudá-lo em sua jornada rumo ao serviço público.

Mais artigos para ajudar em sua preparação:

  1. O poder de se reiventar
  2. Luzes de esperança
  3. 2023 não acabou!
  4. 11 lições de 11 anos de Gran
  5. Pequenos hábitos, grandes resultados
  6. O grande palco do agora
  7. O trabalho que alivia a dor
  8. A força aperfeiçoada na fraqueza
  9. Crie o seu futuro
  10. Apenas comece
  11. A importância de ser útil
  12. Destrua os rótulos
  13. Bata à porta!
  14. Nada como um dia após o outro
  15. Um novo ponto de vista
  16. Já TENTEI de TUDO!
  17. Quando dizem que é impossível…
  18. Deserto não é moradia, é passagem
  19. Você tem um propósito
  20. A importância do ambiente

Quer ficar por dentro dos concursos públicos abertos e previstos pelo Brasil? Clique nos links abaixo:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2023

Receba gratuitamente no seu celular as principais notícias do mundo dos concursos! Clique no link abaixo e inscreva-se gratuitamente:

TELEGRAM

Avatar


08 de janeiro3 min. de leitura