Concurso Bombeiros-DF 2016: Últimos detalhes em definição! Edital para 779 vagas vem aí!

Concurso Bombeiros-DF 2016

Edital do concurso para o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (Concurso Bombeiros-DF) passa por ajustes finais. Veja os detalhes

Quem deseja ingressar no concurso que vem por aí para o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (Concurso Bombeiros-DF 2016) deve intensificar a preparação, pois faltam poucos detalhes para que enfim o edital seja publicado. Uma das últimas pendências foi sanada nos últimos dias e diz respeito ao banco responsável pela efetivação do pagamento da taxa de inscrição, que será o BRB, e o critério para o auferimento do limite de idade, no qual será utilizado o parecer da PGDF e a decisão do TCDF.

Com todos entraves sanados, espera-se que o edital seja publicado nos próximos dias no DODF. Uma foto tirada no Centro de Treinamento Operacional do CBMDF (Cetop) e compartilhada no Instagram oficial do órgão confirma essa tese. A imagem refere-se aos Cursos de Formação de Oficiais, Praças e Habilitação da primeira categoria. Na publicação, os internautas, e possíveis candidatos ao próximo certame, são indagados sobre se estariam prontos, pois a corporação já os estaria aguardando. As hashtags vem edital, Curso de Formação de Oficiais e Curso de Formação de Praças são utilizadas na postagem (veja abaixo).

bombeiros-df-instagram

A oferta será de 779 vagas, distribuídas, em sua maioria, para admissão ao Curso de Formação de Praças Bombeiro Militar do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CFPBM) para o ano de 2017-2018 para preenchimento de vagas na Qualificação de Bombeiro Militar Geral Operacional (QBMG-01), além de oportunidades para admissão ao curso de Formação de Oficiais Bombeiros Militares (CFO BM) do Quadro de Oficiais Combatentes, para o curso de Habilitação de Oficiais (CHO), do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, para preenchimento de vagas nos Quadros de Oficiais Bombeiros Militares Complementar (QOBM/Compl.) e Saúde (QOBM/S). 

Se você possui alguns requisitos básicos como ter concluído o ensino superior, até o momento do ingresso e matrícula no CFPBM, possuir, no mínimo, 18 (dezoito) anos e, no máximo 28 (vinte e oito) anos de idade até o fim das inscrições do concurso, conforme novo entendimento do TCDF, entre outros,  poderá se candidatar a oportunidade iminente que será aberta pela corporação para o seu quadro de praças e oficiais.

Conquistar um cargo no concurso Bombeiros-DF Oficiais e Praças requer do candidato muita disciplina e horas intensas de estudos. Neste momento inicial, os candidatos que pretendem participar do certame devem conhecer todas as etapas prováveis desta difícil seleção. Então vamos à análise das etapas desta excelente oportunidade.

Inicialmente, o concurso programa estar dividido em duas etapas, com cinco avaliações. São elas: prova objetiva,  prova discursiva, prova de capacidade física, avaliação psicológica, exame médico, investigação social e avaliação de títulos, além de curso de formação profissional, que fará parte da segunda etapa. Ufa! Extenso não? Pois é, este será o caminho a ser trilhado pelos futuros Soldados e Oficiais do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, uma das mais respeitadas corporações do nosso país.

Os interessados que pretendem disputar uma das 779 oportunidades deverão estar preparados em cada uma das fases, que exigem instrução e treinamento específicos. Estar atento às particularidades de cada avaliação é essencial!

Prova Objetiva

O primeiro passo para a aprovação será aplicado em Brasília-DF,  sendo composta por questões de múltipla escolha, com 4 (quatro) opções (A a D) e uma única resposta correta. Não só por ser a primeira avaliação, o candidato deve estar com todos os conteúdos exigidos em edital estudados, além de estar familiarizado com o estilo de cobrança do Idecan.

Para o concurso para ingresso no Corpo de Bombeiros do DF, é esperado que se cobrem conteúdos já cobrados em concursos anteriores, como Português, Matemática, Informática, Biologia, Física, Química e Conhecimentos Específicos. Além desses, no entanto, é possível que sejam cobrados conteúdos de Atualidades. Unir o estudo do conteúdo teórico com a resolução de questões é uma forma eficaz de assimilar todas as disciplinas. 

Prova Discursiva

A prova discursiva consistirá da redação de texto dissertativo, de no máximo 30 linhas, abordando tema a ser elaborado pelo organizador, Idecan, estando confirmado para o posto de oficial. Com base em editais anteriores do Instituto para algumas corporações, como bombeiros e polícias civil ou militar, é possível que se cobre exame discursivo para praças do CBM-DF.

Avaliação psicológica

A avaliação psicológica, de caráter eliminatório, consistirá na aplicação e na avaliação de instrumentos e técnicas psicológicas, que permitam identificar a compatibilidade das características psicológicas do candidato com os requisitos necessários e os restritivos ao desempenho das atribuições do cargo pleiteado.

Será avaliado dos futuros integrantes do CBM-DF a sua responsabilidade, controle emocional, trabalho em equipe, inteligência, tomada de decisão, iniciativa, relacionamento interpessoal, atenção dividida, planejamento, persistência, meticulosidade, dinamismo, raciocínio espacial, memória visual, atenção concentrada, organização, raciocínio abstrato, raciocínio verbal.

Na avaliação psicológica, o candidato será considerado apto ou inapto. Será considerado apto o candidato que apresentar adequação nos requisitos psicológicos necessários e nos restritivos ao cargo pleiteado. Será considerado inapto o candidato que não apresentar adequação nos requisitos psicológicos necessários e nos restritivos ao cargo pleiteado.

Teste de Aptidão Física  (TAF)

Barra Fixa

Dicas: Você pode treinar as flexões em barra fixa na etapa de testes físicos em lugares como: praças, parques, praias e academias. Treine todos os dias!

O que o edital PODERÁ cobrar?

Sexo Masculino: A metodologia para a preparação e a execução do teste dinâmico de barra para os candidatos do sexo masculino obedecerá aos seguintes critérios: a) posição inicial: ao comando “em posição”, o candidato deverá ficar suspenso na barra horizontal, a largura da pegada deve ser aproximadamente a dos ombros, a pegada das mãos será em pronação (dorsos das mãos voltados para o corpo do executante) ou supinação (palmas das mãos voltadas para o corpo do executante), os cotovelos em extensão, não poderá haver nenhum contato dos pés com o solo, todo o corpo completamente na posição vertical (cabeça, tronco e membros inferiores); b) ao comando “iniciar”, o candidato deverá flexionar os cotovelos, elevando o seu corpo até que o queixo ultrapasse o nível da barra, sem apoiar o queixo na barra. Em seguida, deverá estender novamente os cotovelos, baixando o seu corpo até a posição inicial. Esse movimento completo, finalizado com o retorno à posição inicial, corresponderá a uma unidade de execução.

Sexo Feminino:  A metodologia para a preparação e a execução do teste estático de barra para as candidatas do sexo feminino será constituída de: a) posição inicial: a candidata deverá posicionar-se sob a barra. Ao comando de “em posição”, a candidata, podendo utilizar um ponto de apoio, empunhará a barra, sendo que a largura da pegada deve ser aproximadamente a dos ombros, a pegada das mãos será em pronação (dorsos das mãos voltados para o corpo do executante) ou supinação (palmas das mãos voltadas para o corpo do executante) e queixo acima da parte superior da barra, mas sem tocar na barra com o queixo, mantendo os cotovelos flexionados e pés ainda em contato com o ponto de apoio. b) ao comando de iniciar, o ponto de apoio é retirado e a candidata deverá ficar imediatamente com o corpo na posição vertical, joelhos estendidos, quando será iniciada a cronometragem do tempo de permanência da candidata na posição, devendo permanecer sustentada apenas com o esforço de seus membros superiores, com os dois cotovelos completamente flexionados e queixo acima da parte superior da barra, mas sem tocar a barra com o queixo, corpo na posição vertical (cabeça, tronco e membros inferiores). 

Corrida

A duração da prova é de 12 minutos e os candidatos devem percorrer a maior distância que conseguirem.

O candidato, em uma única tentativa, terá o prazo de 12 minutos para percorrer a distância mínima exigida, em local previamente demarcado, com identificação da metragem ao longo do trajeto.  

Natação

Provavelmente, o concurso CBM-DF cobrará natação em seu teste de aptidão física. A distância percorrida a nado é de 50 metros, no dia do teste. Ao comando da banca examinadora, emitido por sinal sonoro, o candidato deverá saltar na piscina e nadar 50 metros em nado livre, no tempo máximo de 01 (um) minuto para o candidato do sexo masculino, e 1 (um) minuto e 5 (cinco) segundos para a candidata do sexo feminino. c) na virada, será permitido ao candidato tocar a borda e impulsionar-se na parede (borda) – isso ocorrerá somente quando o comprimento da piscina for menor que 50 metros; d) a chegada dar-se-á quando o candidato tocar, com qualquer parte do corpo, a borda de chegada.

O candidato que não realizar quaisquer dos testes, ou que não atingir o desempenho mínimo em quaisquer dos testes do Exame de Aptidão Física – no prazo determinado ou modo previsto neste edital – ou que não comparecer para a sua realização no dia e horário previstos será considerado inapto e, consequentemente, eliminado do concurso público, não tendo classificação alguma no certame. 8.7 O candidato que não atingir o índice mínimo exigido em qualquer um dos testes não

Exame médico

O exame médico terá caráter eliminatório e o candidato será considerado apto ou inapto. O exame médico objetiva aferir se o candidato goza de boa saúde física e psíquica para suportar os exercícios a que será submetido durante o Curso de Formação e para desempenhar as tarefas típicas da categoria funcional. Para mais detalhes, acesse o edital abaixo.

Investigação Social

A investigação social verificará a conduta irrepreensível e a idoneidade moral necessária ao exercício do cargo, tendo como resultado recomendado ou não recomendado. Todos os candidatos serão submetidos à investigação social que se estenderá da inscrição até a nomeação, observando-se antecedentes criminais, sociais, familiares e profissionais.

O candidato não recomendado na investigação social será eliminado e não terá classificação alguma no concurso.

Curso de Formação Profissional

O CFP/BM, de caráter eliminatório e classificatório, será realizado no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal com dedicação integral e exclusiva com conteúdo e carga horária definidos pela Diretoria de Ensino da Corporação, devendo, o Aluno sujeitar-se ao regime escolar e às demais exigências previstas no currículo.

Necessidade de pessoal é alta – O Corpo de Bombeiro Militar do DF (Corpo de Bombeiros-DF) vive uma realidade dramática. É que a corporação conta hoje com apenas 60% da demanda ideal para o exato exercícios de suas atribuições. A média geral hoje é de cerca de 6,2 mil bombeiros, enquanto a Lei que dispõe sobre os militares da Polícia Militar do Distrito Federal e do Corpo de Bombeiros Militar do DF (Lei Federal nº 12.086 de 6 de novembro de 2009) estabelece que seriam necessários 9.703 militares para atendimento aos quase 3 milhões de habitantes da capital federal. O número não considera militares na reserva, alunos ou aspirantes a oficiais. É importante destacar que os efetivos incluem funcionários do quadro administrativo e de saúde. 

Desde a publicação da lei, em 2009, o DF teve um aumento de 8% na população, saindo do ideal de 247 habitantes para 309 habitantes por Bombeiro.  Hoje, as unidades do Corpo de Bombeiros do DF operam com média diária de 30 militares, quando o ideal seria um efetivo de 90. Para que isso fique em um patamar sólido, anualmente seria necessário o ingresso de, pelo menos, 400 novos militares.

O gráfico abaixo demonstra como é crítica a situação. Em 2014 apenas 2 novos militares foram admitidos! Ainda não temos os dados consolidados de 2015, mas a tendência é que o número tenha sido tão baixo como o de 2014.

Captura de Tela 2016-03-30 às 13.36.10

Tornado ainda mais difícil a situação da corporação nos próximos anos, temos o quantitativo de militares aptos para a reserva nos próximos 5 anos, fazendo com que o efetivo entre na estaca de menos 30%, afetando consideravelmente o atendimento à população. O Corpo de Bombeiros do DF deveria ter uma média ideal de idade de 25 anos, quando acontece o contrário.

Para tentar diminuir este quadro alarmante, o CBM-DF já conta com autorização para realização de concurso público para preenchimento de vagas nos postos de soldado e oficial.

Tradição de muitas nomeações – Concurseiros que estão se preparando para o concurso que será realizado pelo Corpo de Bombeiros Militar do DF podem ficar otimistas.  O motivo é bom. Trata-se do número de candidatos nomeados em suas últimas seleções fora do número inicial de vagas.  No último certame, realizado em 2011, por exemplo, somente para o cargo de soldado foram mais de 1.400 nomeações, de uma total de pouco mais de 1.500 candidatos aprovados. O detalhe é que o concurso contou com apenas com 224 vagas. Por tanto, podemos afirmar que tradição da corporação é chamar muitos candidatos aprovados em suas seleções. Mais um bom motivo para você que está se preparando para a seleção ficar firme e não desanimar na preparação.

Suspensão não afetará o concurso – No que diz respeito ao recente Decreto nº 36.777, de 29 de setembro de 2015, que dispõe sobre a suspensão da realização de novos concursos públicos, em função dos limites impostos pela LRF, há respaldo pela exceção prevista no parágrafo único, do art. 1º. Cabe ressaltar, ainda, que a “nomeação em cargo de provimento efetivo, para os órgãos de segurança pública, que sejam integralmente custeados com recursos do fundo constitucional (PM, Polícia Civil e Bombeiros), não impacta diretamente a folha de pagamento do DF, já que suportada por dotação orçamentária própria da União,  a quem compete manter e organizar tais corporações, ex vi do art. 21, XIV, da CRFB.

Último concurso – No último concurso do Corpo de Bombeiros do DF, a organizadora foi o Cespe/UnB. A seleção contou com provas objetivas, exames de aptidão física, inspeção de saúde, avaliação psicológica e investigação social e funcional. A parte objetiva foi composta de120 tópicos, sendo 70 de conhecimentos básicos e 50 de conhecimentos específicos. Conhecimentos básicos contou com temas sobre língua portuguesa, ciências da natureza e matemática e noções de informática. Em conhecimentos específicos foram cobrados temas de emergência pré-hospitalar, lei orgânica do Distrito Federal e legislação do CBMDF.

Detalhes:

Comece a sua preparação hoje mesmo com quem é imbatível em aprovação nas carreiras policiais.
O Gran Cursos aprovou mais de 7.300 alunos nos últimos concursos para o DEPEN,
PRF, Polícia Federal e PMDF.

Preparatórios online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!
Prepare-se com quem mais aprova há 25 anos e conquiste a sua vaga!

matricule-se 3

BLOG

garantia GCO

grupo bombeiros df 2015

carreiras policiaisPRF: Gran Cursos em primeiro lugar!

Antecipe sua preparação e saia na frente!

Depoimentos de alunos aprovados AQUI. Casos de sucesso:
CHEGUEI-LÁ2        CHEGUEI-LÁ     CHEGUEI-LÁ2       CHEGUEI-LÁ-Natálial    CHEGUEI-LÁ (7)

 

Principais de Distrito Federal

1 comentário

1 Comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo