Concursos de Enfermagem para os Tribunais

tribunais-superioresTrabalhar em tribunais é o sonho de muitas pessoas. É o seu também? Vamos conversar sobre as atribuições da equipe de enfermagem no tribunal e traçar algumas estratégias para tornar esse sonho uma realidade na sua vida.

Concursos de tribunais, na área de enfermagem, são difíceis de aparecer. Porém, você precisa estar preparado para que, quando ele aconteça, a vaga possa ser sua.

As vagas são limitadas, porém as inscrições também são. As pessoas se intimidam com concursos de poucas vagas e sempre há poucos inscritos para concorrer, em comparação com outros concursos que ofertam muitas vagas.

Um detalhe importante é que, nos concursos para os tribunais, existe a possibilidade de aproveitamento da lista de aprovados em outros tribunais do poder judiciário da União. Ou seja, não serão nomeados apenas o primeiro e o segundo colocados, mas há chances de ter mais nomeações para outros tribunais do poder judiciário da União. Um exemplo claro é o meu caso. Fui aprovada em segundo lugar no concurso do Superior Tribunal Militar (STM) cujo edital ofertava apenas uma vaga. Após a homologação, a primeira colocada foi nomeada e eu fui aproveitada no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Dos 4 técnicos de enfermagem que trabalham no TST, 3 deles foram aproveitados da lista de aprovados do STM.

Então, pessoal, animem-se em estudar para concursos com poucas vagas, porque o trabalho vale muito a pena. Vamos conferir as atribuições da nossa equipe nesse contexto.

O enfermeiro do Tribunal atua em diversas atividades. As atribuições administrativas compreendem a supervisão da equipe de técnicos de enfermagem, fiscalização de contratos de manutenção e compras de equipamentos para o serviço médico, além de fiscalizar contratos de compras de medicações e materiais hospitalares.

O enfermeiro também gerencia os programas de prevenção de doenças mais prevalentes na população, como Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus. Também é possível instituir palestras para gestantes, com foco educativo, sobre amamentação e cuidados com o recém-nascido.

O atendimento de enfermagem, com base na saúde do trabalhador, é o aspecto mais relevante da nossa assistência. É necessário o acompanhamento dos exames periódicos regulares dos magistrados e servidores, com ênfase em instituir orientações para prevenção de doenças ocupacionais.

Quanto às atividades assistenciais, prestamos atendimento de urgência e emergência aos magistrados e servidores que estão em atividade no tribunal. As intercorrências acontecem com frequência e a equipe de enfermagem deve estar preparada para atuar na estabilização do quadro clínico do paciente e efetuar remoções, em ambulância, para o hospital mais próximo. Para essa atribuição, recebemos treinamentos periódicos de suporte avançado de vida.

Além dos atendimentos de emergências, também efetuamos a triagem clínica para efetuar a classificação de risco e priorizar as necessidades mais importantes dentro da assistência ao paciente.

O enfermeiro realiza curativos, administra medicações e realiza outros procedimentos necessários aos magistrados e servidores.

Os técnicos de enfermagem atuam mantendo a organização do posto de enfermagem, consultórios médicos e ambulância; prestam atendimento aos magistrados e servidores sob a supervisão do enfermeiro; realizam a remoção de pacientes, em ambulância, após estabilização do quadro clínico, juntamente com o médico e o enfermeiro.

Importante destacar os diferenciais e as vantagens de trabalhar no tribunal para motivar, ainda mais, essa trajetória. O clima organizacional é muito bom. Trabalhamos de segunda a sexta, sem plantões noturnos ou aos finais de semana, além do recesso, ao final do ano, de 15 dias. Além disso, temos um salário muito acima do valor de mercado e de outros concursos.

É isso aí, pessoal. Essas são as nossas atribuições nos tribunais. Espero que você tenha se animado, ainda mais, para trabalhar nesse ambiente.

Vou agora compartilhar dicas de como alcançar esse concurso dos seus sonhos, vamos lá?

A primeira coisa que você precisa trabalhar é a sua motivação e dedicar, diariamente, um tempo para os estudos. Segue algumas estratégias usadas por mim nesse processo: acordar mais cedo, dormir mais tarde, estudar nos intervalos dos plantões, na hora do almoço, no dia de folga, enfim, ter determinação para alcançar o seu sonho. Falta de tempo não é desculpa. Quando temos um propósito firme, o tempo aparece. É uma questão de priorizar os estudos.

O segundo aspecto que quero enfatizar é a parte básica da prova. O candidato deve dominar as matérias que sempre estão nas provas para os tribunais: Português, Direito Administrativo, Constitucional, Informática, Raciocínio Lógico e o Regimento Interno do respectivo tribunal devem ser detalhados e aprofundados.

O enfermeiro realizará a mesma prova básica proposta para os analistas judiciários – área administrativa e os técnicos de enfermagem a mesma prova para os técnicos administrativo, ou seja, cargos bastante concorridos e com provas de alto nível. Dessa forma, as jurisprudências não podem ser esquecidas, não fique apenas no BÁSICO, aprofunde seus estudos na parte básica. Nesse aspecto, o Gran Cursos me ajudou, pois foi lá que aprendi, do básico ao avançado, a parte básica.

A parte específica de enfermagem não é diferencial, pois, nesse quesito, a maioria dos candidatos já dominam os assuntos. Se você ainda não a domina, precisa começar já!! Inicie fazendo resumos dos assuntos dos últimos editais. Depois, passe para a realização de questões de todas as bancas. Por último, revise as questões das bancas CESPE e FCC, bancas que realizam a maioria desses concursos de grande porte. Nesse aspecto, podem contar com a minha ajuda nos cursos de enfermagem do Gran Cursos Online, aulas aprofundadas e com muitas questões e dicas de realização das provas.

Fernanda Barboza é graduada em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia e Pós-Graduada em Saúde Pública e Vigilância Sanitária. Atualmente, servidora do Tribunal Superior do Trabalho, cargo: Analista Judiciário- especialidade Enfermagem, Professora e Coach em concursos. Trabalhou 8 anos como enfermeira do Hospital Sarah. Nomeada nos seguintes concursos: 1º lugar para o Ministério da Justiça, 2º lugar no Hemocentro – DF, 1º lugar para fiscal sanitário da prefeitura de Salvador, 2º lugar no Superior Tribunal Militar (nomeada pelo TST). Além desses, foi nomeada duas vezes como enfermeira do Estado da Bahia e na SES-DF. Na área administrativa foi nomeada no CNJ, MPU, TRF 1ª região e INSS (2º lugar), dentre outras aprovações.

 

Anna Rodrigues
Anna Rodrigues
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online

Principais de Saúde

15 Comentários

15 Comentários

  1. Leonardo

    13/10/2018 18:24 em 18:24

    Olá boa tarde,

    Procurando uma nova oportunidade https://go.hotmart.com/Q9424276T

    Apostila Digital para Concurso Público cargo Técnico de Enfermagem – PDF – Série Médica. Se preparando para o próximo concurso público para cargo Técnico de enfermagem? Que tal uma ajuda a mais para seus estudos? Experimente a mais nova Apostila em PDF para Técnico de Enfermagem, um ótimo material para aumentar seus conhecimentos sobre a matéria e assim, garantir sua vaga. Apostila Digital com 260 páginas por Download – 4 MB Matérias: – Língua Portuguesa – Conhecimentos Específicos Autor: Apostilas Opção Edição: Preparatória

  2. Juliana

    23/01/2019 08:04 em 08:04

    Olá bom dia
    Gostaria de saber qd foi o último concurso do mpu para enfermeiro ?!
    E se já tem boatos que irão abrir por ora ?!
    Desde já agradeço

  3. mariana simões

    09/06/2019 21:15 em 21:15

    alguém aí pode me responder se acontece de ter vagas para enfermeiro no TRF1?

  4. Maria

    23/06/2019 22:05 em 22:05

    Olá !
    O gran cursos tem algum curso específico para enfermagem para tribunais??? Gostaria de fazer.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo