Sugestão de temas PC-GO por Vânia Araújo: Dissertação Argumentativa. Prepare-se e garanta sua vaga!

Avatar


14/09/2016 | 08:37 Atualizado há 1903 dias

PCGO

Faltando pouco mais de um mês para as provas objetiva e dissertativa para os cargos de escrivão substituto e agente substituto da Polícia Civil de Goiás (Concurso PC-GO 2016) os candidatos entram na reta final da preparação para o certame. Temida por muitos, a etapa discursiva terá caráter eliminatório e classificatório e requer preparação específica.

Com aplicação prevista para o dia 16 de outubro de 2016, a prova discursiva terá duração de 5 horas e acontecerá no período da tarde. Os candidatos deverão elaborar redação de até 30 linhas, de acordo com o tema proposto que abrangerá os conhecimentos específicos de cada cargo.

Consultada, a especialista em redações para provas de concursos públicos e professora do Gran Cursos Online, Vânia Araújo, elaborou um passo a passo de como desenvolver o texto, além de dar sugestões de 5 temas para dissertação argumentativa. Confira abaixo!

DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA

TEMA 1

A adoção, pela Assembleia Geral das Nações Unidas, da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1948, constitui o principal marco no desenvolvimento da idéia contemporânea de direitos humanos. Os direitos inscritos nessa Declaração constituem um conjunto indissociável e interdependente de direitos individuais e coletivos, civis, políticos, econômicos, sociais e culturais, sem os quais a dignidade da pessoa humana não se realiza por completo.

A Declaração transformou-se, nesta última metade do século, em uma fonte de inspiração para a elaboração de diversas cartas constitucionais e tratados internacionais voltados à proteção dos direitos humanos. Esse documento, chave do nosso tempo, tornou-se um autêntico paradigma ético a partir do qual se pode medir e contestar a legitimidade de regimes e governos. Os direitos ali inscritos constituem hoje um dos mais importantes instrumentos de nossa civilização, visando assegurar um convívio social digno, justo e pacífico.

Internet: http://www.direitoshumanos.usp.br/dhbrasil/pndh (com adaptações)

Falar em direitos humanos no Brasil é falar de lutas sociais que se desenrolam em uma sociedade que carrega marcas históricas de desmandos, violências, arbitrariedades, desigualdades e injustiças. Os resultados não poderiam ser outros, senão o quadro de violações aos direitos humanos que permeiam as relações sociais em praticamente toda a sociedade brasileira e que atingem com maior brutalidade as populações empobrecidas e socialmente excluídas.

O importante avanço institucional que conquistamos com o fim do ciclo totalitário, a redemocratização do país e a volta das instituições democráticas, não foi acompanhado de correspondente avanço no que se refere aos direitos econômicos, sociais e culturais. Perpetuam-se no Brasil os modelos econômicos que aprofundam o escandaloso quadro de concentração de renda e contrastes sociais. O agravamento da situação de desesperança de nosso povo, atingido duramente pela exclusão social, pela falência dos serviços públicos e pela violência crescente, seja no campo seja nas grandes cidades, exige da sociedade civil brasileira uma atuação consciente, transformadora e efetiva.
Internet: http://www.mvdh.org/br/asp (com adaptações).

Considerando os fragmentos de textos acima como unicamente motivadores, produza um texto dissertativo acerca do tema:
COMO GARANTIR A SEGURANÇA PÚBLICA SEM VIOLAR OS DIREITOS HUMANOS?

TEMA 2

Todos nós sabemos que não é possível extirpar, de um dia para o outro, com um passe de mágica, a injustiça, o arbítrio e a impunidade. Estamos conscientes de que o único caminho está na conjugação de uma ação obstinada do conjunto do Governo com a mobilização da sociedade civil. Este é o caminho que nós precisamos trilhar com determinação.

O objetivo é estancar a banalização da morte, seja ela no trânsito, na fila do pronto-socorro, dentro de presídios, em decorrência do uso indevido de arma ou da chacina de crianças e trabalhadores rurais.

Internet: http://www.direitoshumanos.usp.br/dhbrasil/pndh

Muitos pais querem saber que atitudes tomar quando o filho se desentende com amigos ou colegas, quando chega a casa com marcas de briga, quando tem o costume de dirigir palavrões aos outros etc.

Nesses casos, vale mais desvalorizar o fato do que procurar saber quem tinha razão. Se houve briga, foi porque todos participaram, portanto ninguém pode estar certo.

Se nos dedicarmos a ensinar aos mais novos, em família e na escola, que, para conviver, é preciso ter consideração com o outro, relevar e fazer concessões, eles aprenderão melhor a controlar seus impulsos em favor do equilíbrio da vida em grupo.
Rosely Sayão. Brigas e desentendimentos. In: Folha de São Paulo. “Equilíbrio”, 13/11/2008

Considerando que os fragmentos de textos acima são meramente motivadores, produza um texto dissertativo acerca do tema:
SEGURANÇA PÚBLICA SÓ É POSSÍVEL COM EDUCAÇÃO E CONSCIÊNCIA CÍVICA.

TEMA 3

Devido ao interesse em atender a demanda social por projetos que contribuam para a prevenção da violência e orientação das pessoas, o Instituto São Paulo Contra a Violência desenvolve atividades educacionais com a finalidade de informar e capacitar as pessoas para a adoção de medidas de prevenção, a atuação em situações de violência e o acompanhamento de programas de prevenção e redução da violência e da criminalidade.

As exposições buscam:
• manter uma contínua interação entre palestrante e ouvintes, os quais participam ativamente das palestras.
• transmitir um conjunto de conhecimentos para a construção de uma educação cidadã.
Internet: www.spcv.org.br

O Disque Denúncia é um serviço de atendimento telefônico no qual a população pode transmitir à polícia informações e denúncias sobre ações criminosas de maneira sigilosa e com garantia de anonimato. O sucesso do projeto pode ser percebido pelo crescente aumento das denúncias ano a ano, demonstrando que o projeto atingiu seu principal objetivo: conquistar a confiança tanto dos cidadãos quanto dos policiais.
Internet: www.forumseguranca.org.br

Considerando os textos acima apenas como motivadores, redija um texto dissertativo sobre o tema:
O COMBATE À VIOLÊNCIA É UM DEVER DE TODOS.

TEMA 4

Muitas constituições foram criadas de modo a fazer com que as pessoas acreditassem que todas as leis estabelecidas atendiam a desejos expressos pelo povo. Mas a verdade é que não só nos países autocráticos, como naqueles supostamente mais livres, as leis não foram feitas para atender a vontade da maioria, mas sim a vontade daqueles que detêm o poder. Portanto, elas serão sempre, e em toda parte, aquelas que mais vantagens possam trazer à classe dominante e aos poderosos.

Em toda parte e sempre, as leis são impostas utilizando os inúmeros meios capazes de fazer que algumas pessoas se submetam à vontade de outras. E nisso há violência: exigir que determinadas regras sejam cumpridas e obrigar determinadas pessoas a cumpri-las.
Não é a violência simples, que alguns homens usam contra seus semelhantes em momentos de paixão; é uma violência organizada, usada por aqueles que têm o poder nas mãos para fazer que os outros obedeçam à sua vontade.
Assim, a essência da legislação está no fato de que aqueles que controlam a violência organizada dispõem de poderes para forçar os outros a obedecê-los, fazendo aquilo que eles querem que seja feito.
Leon Tolstoi. A violência das leis. In: A escravidão de nosso tempo (com adaptações).

Considerando que o fragmento de texto acima tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo a respeito do tema:
PRATICAR A JUSTIÇA COM EQUILÍBRIO É DEVER DE TODO CIDADÃO.

____________________________

Texto escrito por Vânia Araujo, professora do Gran Cursos Online.

Vânia Araujo é Licenciada em Letras, pela Universidade de Brasília (UnB). Ministra aulas de Interpretação de textos e de Redação Discursiva há mais de dez anos nos principais cursos preparatórios para vestibulares e concursos do Distrito Federal. Já trabalhou também em cursos de Belo Horizonte e Goiânia.

____________________________

Detalhes:

  • Concurso: Polícia Civil de Goiás (Concurso PC-GO 2016)
  • Banca organizadora: Cespe/UnB
  • Cargos: Agente e Escrivão
  • Escolaridade: Nível Superior
  • Remuneração: Até R$ 3 mil (R$ 1,5 mil de vencimento inicial, além de benefícios como gratificações e horas extras)
  • Número de vagas: 500
  • Inscrições: de 11 a 31 de agosto de 2016
  • Taxa de Inscrição: R$ 110,00
  • Prova objetiva: 16 de outubro de 2016

edital

Prepare-se para a Polícia Civil de Goiás com quem é imbatível em aprovação nas carreiras policiais.
O Gran Cursos aprovou mais de 7.300 alunos nos últimos concursos para o DEPEN,
PRF, Polícia Federal e PMDF.

Preparatórios online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!
Prepare-se com quem mais aprova há 26 anos e conquiste a sua vaga!

matricule-se 3

assinatura-ilimitada-

garantia de qualidade

Depoimentos de alunos aprovados AQUI. Casos de sucesso:

CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ-Natálial CHEGUEI-LÁ (7)

Comentários (1)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *