Câncer Infantojuvenil

Olá pessoal, o dia 23 de novembro é o dia do combate ao câncer infanto-juvenil, vamos aproveitar para estudar um resumo desse problema?

Utilizei o site do INCA e o manual do ABC do Câncer para trazer um resumo para você.

O câncer infantojuvenil é o que ocorre em menores de 19 anos é uma das principais causas de mortes por doença entre crianças e adolescentes. O câncer infantojuvenil corresponde de 1% a 3% de todos os tumores malignos na maioria das populações.

Os principais tipos de câncer nessa população são: leucemias (afetam os glóbulos brancos), câncer do SNC e linfomas (sistema linfático).

Vamos às características? Os tumores pediátricos apresentam menores períodos de latência. Aparecem rapidamente e são mais invasivos ou agressivos; porém respondem melhor ao tratamento e são considerados de bom prognóstico.   A incidência total de tumores malignos na infância é maior no sexo masculino. O câncer infanto-juvenil deve ser estudado separadamente do câncer do adulto por apresentar diferenças nos locais primários, diferentes origens histológicas e diferentes comportamentos clínicos. A ênfase atual deve ser dada ao diagnóstico precoce e à orientação terapêutica de qualidade.

Sinais e sintomas dos cânceres infantojuvenil:

Leucemias: aumento de infecções,  palidez, sangramentos e dor óssea.

Retinoblastoma:  “reflexo do olho do gato”, embranquecimento da pupila quando exposta à luz,  fotofobia (sensibilidade exagerada à luz) ou estrabismo.  Pode ser diagnóstica no teste do reflexo do olhinho (triagem neonatal). Geralmente acomete crianças antes dos três anos.

Tumor de Wilms (que afeta os rins) ou neuroblastoma: aumento do volume ou surgimento de massa no abdômen e dor nos membros.

Osteossarcoma (tumor no osso em crescimento), mais comum em adolescentes: dor local.

Tumor do SNC: dores de cabeça, vômitos, alterações motoras, alterações de comportamento e paralisia de nervos.

Câncer mais comum em crianças: Leucemias, Linfomas e tumores do SNC.

 

Vamos às questões sobre o tema?

 

1. (FUNCAB 2013) Na hospitalização infantil oncológica, qual das neoplasias abaixo é a mais frequente?

 

A Leucemia

B Tumor de Wilms

C Retinoblastoma

D Tumor Geminativo

E Osteosarcoma

 

Gabarito: Letra A

 

O Tumor de Wilms é um tumor renal, retinoblastoma é um tumor ocular e o Osteosarcoma é um tumor ósseo maligno. O mais comum é a leucemia, seguida do linfoma e depois do tumor de SNC, como o ependimoma e o astrocitoma. Na sequência apresenta o tumor do SNP (neuroblastoma), depois retinoblastoma e tumores renais.

 

1° Leucemia

2° linfoma

3°SNC (ex. ependimoma e  astrocitoma)

4°SNP (neuroblastoma – frequentemente de localização abdominal.

5°retinoblastoma  – afeta a retina, fundo do olho

6° tumores renais (tumor de Wilms)

7° Tumores Hepáticos

8° tumores ósseos .(osteossarcoma, Condrossarcomas, c.Tumor de Ewing e sarcomas ósseos relacionados)

 

  1. (ADMTEC 2020) Leia as afirmativas a seguir:

 

I. A prevenção do câncer é o conjunto de medidas que evitam ou reduzem a exposição a fatores que aumentam a possibilidade de se desenvolver um câncer, conhecidos como fatores de risco.

II. O paciente com neoplasia maligna tem direito de se submeter ao primeiro tratamento no SUS no prazo de até 60 (sessenta) dias, contados a partir do dia em que for firmado o diagnóstico em laudo patológico.

 

Marque a alternativa CORRETA:

 

A As duas afirmativas são verdadeiras.

B A afirmativa I é verdadeira, e a II é falsa.

C A afirmativa II é verdadeira, e a I é falsa.

D As duas afirmativas são falsas.

 

Gabarito: Letra A.

Comentários:  As duas alternativas estão corretas, e é importante você conhecer a lei n° 12.732/2012:

Art. 2º O paciente com neoplasia maligna tem direito de se submeter ao primeiro tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS), no prazo de até 60 (sessenta) dias contados a partir do dia em que for firmado o diagnóstico em laudo patológico ou em prazo menor, conforme a necessidade terapêutica do caso registrada em prontuário único.

  • 1º Para efeito do cumprimento do prazo estipulado no caput , considerar-se-á efetivamente iniciado o primeiro tratamento da neoplasia maligna, com a realização de terapia cirúrgica ou com o início de radioterapia, ou de quimioterapia, conforme a necessidade terapêutica do caso.

Terminamos o nosso resumo sobre o câncer infantojuvenil, esse é um assunto muito importante de ser conversado para que o diagnóstico seja precoce e aumente a chance de cura, bem como pode aparecer na sua prova. Conheça os nossos cursos do Gran Saúde para potencializar sua aprovação.

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Fernanda Barboza
Professora e coordenadora-científica do Gran Cursos Saúde
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo