Carreiras

Concurso Receita Federal: em análise! 21 mil cargos vagos!

Receita Federal aponta déficit de 21 mil no quadro de pessoal!

Concurso Receita Federal necessita de novo concurso! O déficit é de vagas para nível médio e superior!

Concurso Receita Federal necessita de novo edital! O déficit é de vagas para níveis médio e superior!

Receita Federal do Brasil (Concurso Receita Federal) tem previsão de realizar o seu aguardado concurso público para as carreiras de auditor-fiscal, analista tributário e assistente técnico-administrativo em breve. A solicitação de um novo certame continua em análise interna e aguarda o aval do Ministério da Economia, órgão que absorveu a pasta do Planejamento e outras, em 2019, por decisão da nova gestão do governo federal.

Vale ressaltar que, em janeiro deste ano, foi divulgada a Lei Orçamentária Anual (LOA 2019) que indica a previsão de recursos do qual o governo poderá utilizar e tem a possibilidade de uso para a elaboração do Projeto Básico e realização do concurso da Receita Federal.

Em contato com a assessoria de imprensa do Ministério da Economia, o Gran Cursos Online Blog foi informado que a autorização do certame poderá acontecer em caso excepcional, a pedido e necessidade da Administração Federal.

A expectativa é de que o concurso Receita Federal seja incluído entre os casos excepcionais, tendo em vista a grande necessidade de pessoal e a importância da atividade desenvolvida pelo órgão para a recuperação econômica do país.

Concurso RFB: déficit de pessoal e operação do órgão

A Coordenação de Gestão de Pessoas da Receita Federal do Brasil, indica que há déficit de servidores entre auditores, analistas e área administrativa que tem crescido a cada ano e a tendência é aumentar por conta das aposentadorias. Informações do órgão apontam ainda que o déficit atual é de 21.741 servidores, sendo 11.325 auditores fiscais e 10.416 analistas tributários.

Segundo o diretor de comunicação do Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita), Odair Ambrósio, em entrevista à Folha Dirigida, a instituição está operando com apenas 40% do efetivo necessário para atender as demandas.

Ambrósio afirma que a situação mais grave é que muitos já estão aptos a se aposentar, “20 % dos auditores, 13% dos analistas e 47% servidores administrativos já podem se aposentar e hoje recebem abono permanência. Em resumo, o órgão responsável por arrecadar, fiscalizar, cobrar tributos e controlar o comércio internacional e as fronteiras do país opera hoje com pouco mais de 40% do efetivo necessário de servidores e com forte restrição orçamentária e está ameaçado a paralisar suas atividades”, alerta o diretor.

Segundo o SindiReceita, a situação na fiscalização das fronteiras está se tornando crítica por conta da falta de auditores-fiscais. É notável a situação tanto nas fronteiras terrestres, quanto em portos e aeroportos. O órgão tem sido pressionado pelo SindiReceita em razão da necessidade de um novo concurso para contratação de pessoal, e como resposta a isso, a Receita afirma estar cobrando do governo a autorização para o certame.

Segundo o levantamento realizado em dezembro de 2017, detalhado abaixo, o estado no órgão está crítico e precisa ser realizado um concurso para provimento de pessoal o quanto antes. A solicitação do concurso Receita Federal segue em análise e a expectativa é que o concurso seja autorizado em breve, porque o déficit de pessoal tem prejudicado as atividades do órgão.

COGEP demonstra necessidade de concurso Receita Federal.

COGEP demonstra necessidade de concurso Receita Federal.

 Receita Federal: pedido de concurso

O pedido para os concursos do Ministério da Fazenda já está no Ministério da Economia. A solicitação, que visa a realização de certames para o preenchimento de vagas nas carreiras fazendárias, como informa o processo, foi cadastrado no Planejamento no final de maio de 2017, mas recebeu vários reforços no ano de 2018 sendo transitado em vários setores para estudos técnicos.

De acordo com Carlos Roberto da Silva, Representante Regional do Sindicato Nacional dos Servidores Administrativos do Ministério da Fazenda (Sindfazenda) no Rio de Janeiro, esse pedido deveria conter um número maior de vagas, levando em consideração que o trabalho já está sendo prejudicado e que até 2019 espera-se uma defasagem de mais de 4.000 servidores administrativos no órgão.

Dos 4.300 servidores administrativos, 90% já estão em abono de permanência, podendo deixar o órgão em 2019, quando a gratificação chegar a 100%. 

De acordo com informações do diretor do Departamento de Relações de Trabalho no Serviço Público (Deret), Paulo Campolina, que esteve presente na reunião realizada em setembro de 2018 entre o SindiReceita e os gestores do Ministério do Planejamento, o número de vagas na solicitação de autorização para o concurso aumentou. Anteriormente, o órgão havia solicitado 2.083 vagas e agora o número subiu para 5.000.

O diretor informou que o pedido foi reajustado por conta do déficit de pessoal. O órgão tinha solicitado 1.453 vagas para serem preenchidas emergencialmente no execício de 2018, e houve um acréscimo de 1.547 vagas, sendo agora, 3.000 vagas a nova solicitação para analista tributário. Para auditor-fiscal, a solicitação é de 2.000 vagas. No total são 5.000 vagas solicitadas que precisam de autorização urgente.

O cenário apontado ultimamente em relação ao número de aposentadoria e nenhuma contratação nova de servidores, aumenta a necessidade de aprovação do pedido de criação do concurso para a Receita Federal enviado ao Ministério da Economia, desde 2017 (veja na foto abaixo). A saída de auditores representa mais de 40% do número de vagas solicitadas, que são, minimamente, 700 auditores, 1.453 analistas, 904 assistente técnico administrativo e 257 analista técnico administrativo, de acordo com o quantitativo disponibilizado em 2017 pelo órgão.

Confira abaixo a última movimentação realizada sobre o pedido de concurso da RFB:

Concurso RFB: última movimentação no Ministério da Economia foi em dezembro de 2018!

Concurso RFB: última movimentação no Ministério da Economia foi em dezembro de 2018!

Alerta do TCU sobre a falta de pessoal e necessidade do concurso Receita Federal

O Tribunal de Contas da União (TCU) alertou para a urgência de um novo concurso Receita Federal, em vista do déficit de servidores, que contribuiu para a queda da arrecadação no país. “As evidências mostram que não está bem dimensionada a força de trabalho, em virtude da dificuldade para mapear os processos de trabalho, da redução constante do número de servidores, da falta de gestão plena sobre cargos administrativos, entre outras razões”, alertou o tribunal.

O TCU ainda avaliou que o cenário contribuiu para diminuir a capacidade operacional da Receita, arrecadando menos impostos, e apontou que existem 17,5 mil auditores e analistas desempenhando funções administrativas, o que aumenta o custo das atividades, pois os salários são maiores do que os das funções administrativas.

O relatório do TCU ainda aponta que o governo perdeu pelo menos R$ 1,5 bilhão em dívida ativa tributária por falta de servidores na Receita e que o órgão deve aprimorar o planejamento da força de trabalho. “O impacto do quantitativo inadequado também foi classificado como alto, pois a falta de pessoal pode comprometer significativamente o alcance dos resultados organizacionais”, diz o texto.

A análise também acrescenta que reivindicações por reajustes salariais e reestruturação de carreiras, aliados à falta de pessoas, comprometeram o desempenho da Receita. O TCU ainda recomenda que o documento seja enviado à Secretaria de Gestão de Pessoas do Ministério do Planejamento, órgão responsável pela autorização de concursos. 

Remunerações do concurso Receita Federal

Os valores do concurso Receita Federal são os seguintes:

  • Os iniciais para analista corresponderão a R$ 12.142,39 neste ano.
  • No caso do auditor, serão de R$ 21.029,09.

Havia expectativa de incorporação do bônus eficiência, que fariam com que o menor valor fosse de 24 mil, porém isso foi retirado após aprovação no congresso. Agora, o mesmo necessitará de regulamentação (lei própria definirá os parâmetros), porém, até tal ato, o valor será de R$ 3 mil para auditor e R$ 1,8 para analista.

Sendo assim,

  • O teto da carreira de Auditor-Fiscal é de R$ 27.303,62 neste ano (que, somado aos 3.000 reais de bônus, ultrapassa R$ 30.000,00).
  • E o teto da carreira de Analista-Tributário para este ano é de R$ 16,627,05 (que, somado aos 1.800 reais de bônus, chega a quase R$ 18,5 mil).

Aos valores soma-se, ainda:  

  • auxílio-alimentação no valor de R$ 458;
  • auxílio-saúde de até R$ 124 (por pessoa) e;
  • benefício pré-escolar, que hoje é de R$ 321.

Requisitos do concurso Receita Federal

Para o concurso Receita Federal qualquer formação superior é exigida para analista e auditor. Nos dois casos, as contratações são pelo regime estatutário, que prevê estabilidade. Já a função de assistente técnico-administrativo (ATA) exige o nível médio completo.

Concurso Receita Federal: veja detalhes dos cargos e atuação

No vídeo abaixo, a professora Liziane Meira explica os detalhes da carreira na Receita Federal e dá dicas para você passar no concurso Receita Federal!

Segundo a professora, dentro das matérias que compõem os estudos de um auditor, “ter gosto em matemática, ter certa facilidade com contabilidade, que são matérias que compõem o que será utilizado ao longo da carreira”.

Para a professora, é necessário elevar os estudos nas matérias específicas. “Com tempo e com tranquilidade, é necessário estudar e revisar os estudos. O concurso exige tempo, mas não não é um edital que destoa dos demais”, afirma a professora.

“Muitos vão para fiscalização na zona primária, ou seja, trabalhar em portos, aeroportos e nas fronteiras secas. Este é um trabalho que exige atenção e, muitas vezes, regime de plantão”, diz Liziane sobre as primeiras funções dos aprovados no concurso.

Últimos concursos Receita Federal

Para auditor, a última seleção do concurso Receita Federal foi feita em 2014.

Disciplinas do concurso Receita Federal – 2014

  1. Língua Portuguesa
  2. Espanhol ou Inglês
  3. Raciocínio Lógico-Quantitativo
  4. Administração Geral e Pública
  5. Direito Constitucional
  6. Direito Administrativo
  7. Direito Tributário
  8. Auditoria
  9. Contabilidade Geral e Avançada
  10. Legislação Tributária e Comércio Internacional
  11. Legislação Aduaneira

Já para analista, o último concurso foi em 2012.

Disciplinas do concurso Receita Federal – 2012

  1. Língua Português
  2. Espanhol ou Inglês
  3. Raciocínio Lógico-Quantitativo
  4. Direito Constitucional e Administrativo
  5. Administração Geral
  6. Direito Tributário
  7. Contabilidade Geral
  8. Legislação Tributária e Aduaneira (área Geral) ou Direito Tributário
  9. Contabilidade Geral
  10. Informática (área de Informática).

500 dicas sobre a prova do concurso Receita Federal

O concurso Receita Federal será grande e extremamente importante para diversos concurseiros que almejam um cargo público de nível federal. Pensando nisso, o Gran Cursos Online preparou uma série de dicas para facilitar os estudos de qualquer candidato.

Enquanto o edital Receita Federal ainda não é publicado, o concurseiro já deve começar seus estudos e ver todas as dicas que profissionais qualificados podem dar.

Na série de 500 dicas,

  • Liziane Meira mostra a tradição de nomeação do concurso a cada concurso, explica a locação dos aprovados entre outros;
  • já Cládio Zorzo fornece dicas sobre a função, objetivo, objeto da contabilidade, além de passar pelo conceito de conta, essencial para qualquer estudo na disciplina;
  • Por sua vez, Thalis Andrade explica pontos importantes de comércio internacional, assunto presente na prova de auditor fiscal da Receita Federal;
  • Gustavo Scatolino começa sua série de dicas explorando a teoria venire contra factum proprium, que, segundo o professor, se trata da proibição de comportamentos contraditórios;
  • Paula Gonçalves faz do direito tributário um assunto fácil de lidar;
  • enquanto Rodrigo Cardoso tem como pontapé de suas  aulas da série o tema do regime jurídico administrativo.

Veja abaixo a primeira dica e a lista de disciplinas abordadas:

Aqui, a lista completa de matérias do concurso Receita Federal abordadas pelos nossos professores:

Dicas de estudo e análise do concurso Receita Federal

Veja abaixo o professor Vilson Cortez e a professora Liziane Meira, servidora da Receita Federal desde 1992, apresentando dicas de estudo para o concurso Receita Federal.

“O concurso da Receita Federal é o carro-chefe dos concurso da área fiscal”, explica Vilson. “Entre o edital e a prova há pouco tempo para preparo, é necessário se preparar antes”, complementa.

“Há matérias, como legislação tributária e legislação aduaneira, que são específicas da Receita Federal. Elas pedem um tempo maior de estudo e revisão”, assinala Liziane. Segundo a professora, tanto a carreira de auditor como de analista são interessantes. O analista acaba entendendo como funciona o órgão e se prepara para uma futura oportunidade de auditor.

Tradição de nomeação do concurso Receita Federal

Revendo o número de convocações dos últimos concursos Receita Federal, fica evidente a grande necessidade de auditores e o número de chamadas excedentes em todas as seleções que são abertas. Desde 2009 a receita nomeia sempre de 50% a 100% o número de aprovados em seus certames.

Oferecendo 450 vagas em edital, o concurso receita federal de 2009 culminou com nomeação de mais de 700 aprovados, sendo o primeiro a ter provas discursivas e o primeiro a chamar candidatos além das vagas iniciais.

Em 2012, com um nível de dificuldade maior que o do último aberto, das 200 vagas ofertadas e um total de 252 aprovados, todos foram chamados e não houve convocação de excedentes, pois o número de candidatos que fizeram o mínimo não chegava ao quantitativo de 50%, o que foi positivo, pois todos foram nomeados de uma vez.

Em  2014, eram 278 vagas em edital e foram nomeados 100% dos excedentes, ou seja, mais de 560 oportunidades.

Detalhes concurso Receita Federal:

  • Concurso: Receita Federal do Brasil (Concurso Receita Federal)
  • Banca organizadora: A definir 
  • Cargos: Auditor-Fiscal; Analista-Tributário; área administrativa
  • Escolaridade: Níveis médio e superior 
  • Número de vagas: 5.000 solicitadas
  • Remuneração: Inicial de R$ 12 mil
  • Situação: EM ANÁLISE PELO MINISTÉRIO DA ECONOMIA!
  • Previsão de publicação do edital: 2019
  • Link do último edital: Auditor Analista

WHATSAPP GCO: receba gratuitamente notícias de concursos! Clique AQUI!

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 920.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Cheguei Lá

95 Comentários

95 Comentários

  1. Elza mARTINS DE carvalho

    25/03/2019 07:52 em 07:52

    SOU estudante de direito e quero passar no concurso da Recita Federal ,por isso preciso preparar – me.

  2. Cláudia

    07/04/2019 14:50 em 14:50

    Gostaria de saber realmente quando terá um novo concurso da Receita Federal, pois o cenário indica que não haverá um concurso tão cedo.
    Li uma reportagem que a Receita Federal irá fazer uma reestruturação para enxugar a máquina e não contratar servidores.

    • Roberto

      20/04/2019 15:47 em 15:47

      Isso mesmo Claudia até julho para ser feita a reestruturação, pensar em concurso para RFB só após o mês de julho para analisar a necessidade.

  3. Mariana Machado

    16/04/2019 07:38 em 07:38

    Queria ver as infos do vídeo mas o cara fala além da conta viu vai direto ao ponto meu

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo