Gabriel Granjeiro

Sete lições de Michael Jordan para a vida

“Eu posso aceitar o fracasso. Todo mundo falha em alguma coisa. Mas eu não posso aceitar não tentar.” – Michael Jordan

Michael Jordan é um ícone da história do esporte mundial, um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, senão o maior. Competitivo ao extremo, disciplinado, talentoso, carismático, líder do “Dream Team”, fez a NBA se tornar a maior marca esportiva do mundo e, como garoto-propaganda, levou a Nike a assumir a liderança do mercado de venda de artigos esportivos, especialmente tênis.

Além de reunir esses atributos todos, Jordan ainda é um grande frasista e sabe como poucos sintetizar grandes lições em poucas palavras. Eis uma pequena amostra da sabedoria desse que já é uma lenda dos esportes: “Eu tenho uma história repleta de falhas e fracassos em minha vida. E é exatamente por isso que sou um sucesso”; “Algumas pessoas gostariam que algo acontecesse. Algumas desejam que aconteça. E outras fazem acontecer”; “Nunca diga nunca, pois os limites são como os medos: sempre são apenas ilusão”; “Para ter sucesso, é preciso primeiro fracassar”; “Sempre acreditei que os resultados vêm do trabalho”.

O homem sabe das coisas porque viveu uma vida de tentativas, de fracassos e de acertos. Ele sempre se dedicou aos treinos com muito mais afinco do que qualquer outro esportista. Por tudo isso, Michael Jordan é e deve ser fonte de inspiração para qualquer um que participe de alguma competição, quer se trate de um atleta que almeja chegar ao pódio e conquistar uma coleção de medalhas e de troféus, quer se trate de um concurseiro que luta para ter o nome na lista de aprovados.

Sabendo disso, reuni alguns dos mais belos ensinamentos de Jordan, que compartilho agora com você, leitor amigo. São lições especialmente edificantes para todos aqueles com propósitos, objetivos, metas e sonhos a conquistar, o que – tenho certeza – é o seu caso. Minha fonte foi a versão em língua portuguesa do livro “Nunca deixe de tentar”, que traz o depoimento do atleta e comentários do treinador Bernadinho. A obra foi indicação de leitura do nosso “Clube do Livro GG” de março.

  1. “Sabia exatamente aonde queria chegar e mantinha o FOCO naquela direção. À medida que alcançava as minhas metas, os resultados iam se somando. E eu ganhava confiança.”

Todo candidato a uma vaga no serviço público tem de saber em qual cargo ou área quer ingressar e essa escolha tem de se pautar pela vocação e pela afinidade com as matérias a serem estudadas. Sabe aquela sensação de calor dentro do corpo que você tem quando olha para a imagem da autoridade-espelho que afixou no seu mural dos sonhos? É ela que deve nortear a sua decisão. Depois de feita a escolha, saiba que virão muitos editais, muitas inscrições, muitas provas. A evolução do seu desempenho se dará aos poucos. A ideia é você ir desenvolvendo autoconfiança e adquirindo experiência progressivamente, sempre treinando muito, até garantir o senso de merecimento.

  1. “Não é muito diferente de alguém que deseja se tornar médico. Se esse é o seu objetivo, mas você só tira nota 5 em Biologia, a primeira coisa que deve fazer é tirar 7 para, então, tirar 10. É preciso se aperfeiçoar e superar esse primeiro obstáculo antes de enfrentar matérias como Química e Física.”

Aplicando o ensinamento de Michael Jordan ao nosso contexto, o concurseiro tem de estar ciente de que, para se classificar bem em um concurso público, precisa obter notas boas em várias disciplinas, inclusive naquelas em que tem maior dificuldade. Não basta gabaritar as provas de Direito se o desempenho, por exemplo, em Língua Portuguesa for ruim. Há muitos casos de candidatos que reprovam em concursos por conta de uma matéria que deixaram totalmente de lado. Há que cobrir o estudo de todas as matérias, com dedicação especial às de maior peso, às que impõem mais dificuldades e às que são novidade da banca. Planejamento, aqui, é a palavra de ordem. Observação importante: o concurseiro deve estudar várias matérias ao mesmo tempo, diferentemente do que Jordan deu a entender acima. Leia AQUI mais sobre isso.

  1. “Não tenho receio de perguntar quando não sei algo. Por que deveria? Estou tentando chegar a algum lugar. Ajude-me, dê-me orientação – não há nada de errado nisso.”

Eis aí uma excelente lição. Concurseiro que se preza é questionador ao extremo. É quem mais faz perguntas aos professores, aos colegas de preparação e aos atuais servidores do órgão ou da entidade em que pretende trabalhar. Agora, a palavra de ordem é humildade.

  1. “Não acredito que seja possível conseguir qualquer coisa com uma atitude passiva. Sei que para algumas pessoas o medo pode ser um obstáculo, mas para mim não passa de uma ilusão.”

Quando decidimos nos envolver em um projeto, precisamos direcionar o nosso pensamento todo para a conquista almejada. Nada pode tirar o nosso foco da vitória. Não permita que sentimentos como o medo tomem conta e comprometam a sua jornada rumo à aprovação. A palavra de ordem, aqui, é coragem. Coragem para aproveitar toda oportunidade que surgir.

  1. “Portanto, esqueça o resultado. Você sabe que está fazendo a coisa certa. Relaxe e execute. A partir daí você já não está mais no controle. Está fora das suas mãos, então não se preocupe.”

Ora, amigo leitor, se você está fazendo tudo direitinho, se está agindo como manda o figurino, então não há com o que se preocupar. Relaxe, que os resultados virão, as aprovações também, e, com elas, as boas classificações. Tudo no seu tempo. A palavra de ordem passa a ser paciência, muita paciência.

  1. “Não importa que você vença ou não, desde que dê tudo o que há em seu coração e se empenhe 110% naquilo que está fazendo.”

Uma vez na fila para uma vaga no serviço público, não se espera de você nada menos do que dedicação integral e apaixonada. Espera-se que você faça um bom planejamento e o siga à risca, cumprindo todas as rotinas e respeitando todos os horários traçados. Qualquer conquista exige 90% de transpiração, de trabalho, e apenas 10% de inspiração, de talento. Portanto, aqui, a palavra de ordem é disciplina.

  1. “As pessoas diziam que eu deveria me desviar desse caminho difícil, mas eu não tinha intenção de fazer isso. Havia tomado minha decisão, estava comprometido com as minhas metas. Queria descobrir o meu valor, ter ideia da minha capacidade.”

Na rotina de operário de estudos, você vai deparar mais com pessoas que atrapalham do que com pessoas que ajudam. Vai encontrar muita gente nociva, de energia ruim mesmo. Combata-as fazendo brilhar a sua luz e se fortaleça tendo convicção dos seus ideais, dos seus valores, da sua capacidade. A palavra de ordem, aqui, é foco.

É isso, amigo. Assim na vida como no esporte: fazendo, praticando, aprendendo!

“Eu perdi mais de 9 mil lances na minha carreira. Eu perdi quase 300 jogos. 26 vezes, eu acreditei que conseguiria ganhar o jogo e perdi. Eu falhei uma e outra vez na minha vida. E é por isso que eu consegui.” – Michael Jordan

Não poderia concluir nossa conversa de hoje sem mencionar o lema da obra que a inspirou. É bem simples: “Nunca deixe de tentar”.

Se você acredita nisso, repita conosco:  “NUNCA deixarei de tentar!”

Bons estudos e GRAN sucesso,

PS: Siga-me (moderadamente, é claro) em minha página no Facebook e em meu perfil no Instagram. Lá, postarei pequenos textos de conteúdo motivacional. Serão dicas bem objetivas, mas, ainda assim, capazes de ajudá-lo em sua jornada rumo ao serviço público.

Mais artigos para ajudar em sua preparação:


Gabriel Granjeiro – Diretor-Presidente e Fundador do Gran Cursos Online. Vive e respira concursos há mais de 10 anos. Fascinado pelo empreendedorismo, pelo ensino a distância e por mudar vidas. Formado em Administração e Marketing pela New York University, Leonardo N. Stern School of Business.

Cheguei Lá

40 Comentários

40 Comentários

  1. Larissa

    11/06/2018 22:14 em 22:14

    Nunca deixarei de tentar!

  2. Ester dos Santos

    14/06/2018 11:43 em 11:43

    Nunca deixareide tentar.

  3. Cesar Rubio

    26/06/2018 11:48 em 11:48

    Nunca deixarei de tentar !

  4. Papai Lebron

    20/07/2018 23:55 em 23:55

    #SegueOLíder!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo