Gabriel Granjeiro

Nunca é tarde para (re)começar!

(re)começar“Há homens que lutam um dia e são bons; há homens que lutam um ano e são melhores; há os que lutam toda a vida e estes são imprescindíveis.” – Bertolt Brecht, poeta alemão

O que me inspirou a escrever este artigo foram as diversas mensagens que recebi de alunos questionando se já não teriam passado da idade de estudar para concursos públicos. Este texto, portanto, é direcionado a você que tem mais de 30, 40 ou 50 anos de idade e acha que pode ser tarde para recomeçar a sua vida profissional. Mas nem por isso quem é mais jovem deve deixar de participar desta nossa conversa. Afinal, quem mal começou a vida e está ansioso para conquistar seu espaço pode e deve se valer dos exemplos de pessoas que iniciaram grandes projetos quando já haviam deixado a juventude biológica (acredito que a juventude de espírito pode ser eterna) para trás. É sobre pessoas com esse tipo de trajetória que falaremos hoje.

Sempre é tempo de mudar de atitude, de começar a fazer o bem, de aprender a dizer não, de dar a volta por cima, de desenvolver disciplina para estudar com afinco. (Re)começar é preciso, e pior do que errar é não arriscar, é ficar paralisado e deixar de tomar a iniciativa para fazer o que precisa ser feito.

Você sente que precisa mudar de carreira, ainda que esteja bem na sua? Quer enveredar pelos caminhos do concurso público em busca de mais tranquilidade financeira? Ou sua ideia é iniciar um empreendimento? É fazer outra faculdade? Talvez você esteja hesitando em mergulhar em um novo relacionamento? Ou, quem sabe, esteja pensando em desenvolver um projeto social? Pode ser, ainda, que esteja interessado simplesmente em melhorar a saúde e a qualidade de vida e, para isso, quer praticar uma atividade física? Não importa qual é o seu desejo de mudança, caro leitor, saiba que nunca é tarde demais para começar tudo de novo. Sempre é tempo de mudar de atitude, de começar a fazer o bem, de aprender a dizer não, de dar a volta por cima, de desenvolver disciplina para estudar com afinco. (Re)começar é preciso, e pior do que errar é não arriscar, é ficar paralisado e deixar de tomar a iniciativa para fazer o que precisa ser feito.

A vida é um constante recomeço. Nunca se dê por derrotado, pois você é imparável e deve seguir sempre adiante. As pedras que hoje atrapalham a sua caminhada, amanhã hão de  enfeitar a estrada. Às vezes, é preciso pegar uma velha história e reescrever para ela um fim florescente, próspero. Todavia, para que esse final feliz de fato aconteça, é preciso haver um novo início para a história. E, a cada recomeço, é preciso se engajar com disposição e paciência, sabendo quando e por que esperar. Há hora certa para tudo, mas não podemos nos esquecer de que o tempo da vida pode ser bem diferente do nosso. Acima de tudo, a necessidade de aguardar não pode nos impedir de comemorar cada pequena conquista. Precisamos muito desse fôlego. Ele nos renova e nos dá energia para continuar em frente.

A idade biológica em nada interfere na sua possibilidade de alcançar o que você deseja, a não ser que você mesmo desista.

Há algo em comum nas histórias bem-sucedidas de recomeço: em todas elas, há um momento em que o protagonista relata ter ficado surdo para as críticas e para tudo que não lhe servisse de incentivo. De fato, caro leitor, as tentativas de fazer você desistir de um concurso por causa da sua idade é um desses “conselhos” que você deve ignorar. A idade biológica em nada interfere na sua possibilidade de alcançar o que você deseja, a não ser que você mesmo desista. Digo isso como alguém que é jovem e já foi muitas vezes subestimado precisamente por isso, mas também como alguém que conhece a história de várias pessoas que alcançaram sucesso pessoal e profissional um pouco mais tarde do que a média. Quer ser vencedor? Tape os ouvidos para as pessoas de mentalidade de escassez e tenha cuidado ao selecionar as suas companhias, como já aconselhamos aqui.

Listarei a seguir alguns exemplos de pessoas que, acreditando que nunca é tarde para recomeçar, se tornaram autoras de feitos incríveis. No mundo empreendedor, posso começar por Atílio Fontana, que, aos 43 anos de idade, fundou o Grupo Sadia. Ray Croc, por sua vez, deu início ao McDonald’s com 52 anos. John Pemberton inventou a Coca-Cola com 55. Roberto Marinho fundou a rede Globo aos 60. Coronel Harland Sanders, fundador da rede mundial de fast-food KFC, tornou-se chef profissional aos 40 e conseguiu franquiar o seu negócio bem mais tarde, quando já estava com 62. Mas foi só aos 75 (!), quando vendeu a empresa, que ele virou o ícone que conhecemos hoje. Sua trajetória antes disso foi marcada por inúmeros fracassos e dificuldades que pareciam não ter fim: ele passou metade da vida exercendo ofícios aleatórios, tendo sido vendedor de seguros, operador de barcos e vendedor de pneus, por exemplo. Sua história é realmente incrível!

Até mesmo no mundo de tecnologia, conhecido por seus jovens prodígios, encontramos casos marcantes de pessoas que alcançaram o sucesso depois dos 30. É o caso de Jan Koum e Jimmy Wales, que só aos 35 anos de idade fundaram, respectivamente, o WhatsApp e a Wikipedia. Robert Noyce criou a hoje gigante Intel aos 41. Note que eles começaram com essa idade, mas demorou anos para os negócios se consolidarem depois disso. Paciência para recomeçar a vida após inúmeros fracassos anteriores foi o que fez toda a diferença para eles. E é o que fará toda a diferença para você.

Nos Estados Unidos, Anthony Brutto tornou-se o mais velho graduado na história da Universidade de West Virgínia quando se formou bacharel em Regência de Artes. Tinha 94 anos. Mais próximo de nós, há outros exemplos. Amélia Diniz, estudante e residente aqui no Distrito Federal, concluiu aos 86 anos o curso superior de Teologia. Sua filosofia de vida? “Quero aproveitar a vida da melhor maneira que eu puder.”  Esses e outros são exemplos extraordinários de pessoas que amam a vida e gostam de realizar e de pensar – e agir – fora da curva, bem além da zona de conforto.

Nosso ex-aluno Marcelo Mozzilli, hoje com 55 anos de idade, foi aprovado em 10 concursos depois dos 50. Antes de voltar aos estudos, ele passou mais de 30 anos apenas trabalhando. Na lista de concursos em que foi aprovado estão CRN/PR (1º lugar), EBSERH/PR (4º lugar), TRT/MG (10º lugar), TRT/RS (30º lugar), Copel/PR (5º lugar),TRE/AP (4º lugar), TRT/PR (22º lugar), TRE/MT (9º lugar), DPU (3º lugar) e MP/RJ (43º lugar). Quer ver o depoimento completo dele? Confira AQUI .

Como todo concurseiro sabe, existe uma idade mínima para tomar posse em um cargo público, 18 anos, mas não há, legalmente, idade máxima para prestar concurso. O que um edital pode prever são requisitos e qualificações para a posse em determinadas carreiras. Na maioria dos casos, com exceção dos militares, a idade-limite para a posse corresponde à idade para a aposentadoria compulsória no serviço público: 75 anos.

Portanto, se você que me lê ainda está começando a vida, inspire-se nos exemplos que citei para aumentar a sua resiliência, a sua paciência, a sua fé, a sua confiança no que está fazendo. Os maiores projetos são todos de longo prazo, o que faz de você um privilegiado por ter começado cedo. Sei que é fácil falar e difícil fazer, mas a vida é assim. Pense nisso.

Não se trata de começar do zero, mas de dar novo rumo a sua trajetória, que traz consigo algumas vantagens em relação à dos mais jovens, como sabedoria e autoconhecimento.

Agora, se estou me dirigindo a alguém que já passou da casa dos 30, 40, 50 ou 60 e se considera “velho demais”, peço que você reflita sobre os exemplos acima e conclua que é, sim, perfeitamente possível recomeçar. Não se trata de começar do zero, mas de dar novo rumo a sua trajetória, que traz consigo algumas vantagens em relação à dos mais jovens, como sabedoria e autoconhecimento. Se aquelas pessoas conseguiram, por que você não conseguiria? Não citei nenhum gênio, mas apenas indivíduos esforçados que aproveitaram a oportunidade no momento que ela surgiu. Em alguns casos, esse momento chegou um pouco mais cedo, em outros um pouco mais tarde, mas sempre no tempo perfeito da vida, que, como eu já disse, costuma ser diferente do nosso.

É sempre tempo de não desistir e de ter inteligência para perceber que podemos – e às vezes devemos – mudar a rota e começar de novo.

Vamos re(começar)?!

Se sim, registre nos comentários, conforme o seu contexto: “Nunca é tarde para começar!”, ou: “Nunca é tarde para recomeçar!”.

 “Prefiro as lágrimas por ter tentado à vergonha de não ter lutado”  – Autor desconhecido

 

Gabriel Granjeiro

Bons estudos e GRAN sucesso,

PS: Siga-me (moderadamente, é claro) em minha página no Facebook e em meu perfil no Instagram. Lá, postarei pequenos textos de conteúdo motivacional. Serão dicas bem objetivas, mas, ainda assim, capazes de ajudá-lo em sua jornada rumo ao serviço público.

 

Mais artigos para ajudar em sua preparação:

 


Gabriel Granjeiro – Diretor-Presidente e Fundador do Gran Cursos Online. Vive e respira concursos há mais de 10 anos. Formado em Administração e Marketing pela New York University, Leonardo N. Stern School of Business. Fascinado pelo empreendedorismo e pelo ensino a distância.

 

 

 


 

Cheguei Lá

91 Comentários

91 Comentários

  1. Denise Aguiar

    03/09/2018 22:06 em 22:06

    “Nunca é tarde para recomeçar!”

  2. Vanessa Lopes

    13/09/2018 07:22 em 07:22

    Nunca é tarde pra recomeçar, após 6 anos de formada, e 11 anos trabalhando na iniciativa privada, decidi dá um novo rumo a minha vida, e me jogar de cabeça nos estudos, meu sonho e objetivo é ingressar na carreira pública federal, um sonho que cresce em mim desde 2013 porém eu mesma vinha ignorando, e agora mais do que nunca estou certa e confiante do que quero, e sei que só depende de mim pra chegar lá!
    Seus artigos são excelentes, sempre motivadores, continue nos dando força.

  3. Alexandra

    14/09/2018 21:36 em 21:36

    Nunca é tarde para recomeçar! Excelente reflexão! Obrigada!

  4. Marineide

    08/01/2019 22:41 em 22:41

    “Nunca é tarde para recomeçar!”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo