Gabriel Granjeiro

Dias de LUTA, dias de GLÓRIA

 “História, nossas histórias. Dias de luta, dias de glória.” – Charlie Brown Jr.

Sim, o tema da nossa mensagem de hoje foi extraído de uma música da banda brasileira de rock Charlie Brown Jr. A canção, tão conhecida pelos brasileiros e integrante até mesmo do meu bastante limitado repertório musical, funciona quase como um hino, um chamamento à luta para a conquista da glória. Acredito que seu enorme sucesso se deva ao fato de a letra resumir uma máxima da nossa existência: nunca existirão dias de glória sem, antes, dias de luta doída, sofrida, chorada. É verdade: ninguém vence uma guerra sem ter, antes, perdido algumas batalhas. É a arte exercendo seu papel de nos alertar de que nada nesta vida vem fácil ou sem um preço a pagar, tal como comentamos em nosso último artigo.

Mas você pode perguntar: por que tratar desse tema agora, Gabriel? Ora, meu caro imparável, porque é tempo de carnaval, e os dias de carnaval são um verdadeiro presente para um concurseiro como você. São ótimos para um concurseiro disciplinado estudar e avançar no plano de estudos. São perfeitos para um concurseiro dedicado assistir às aulas gratuitas dos nossos professores foliões que oferecem eventos aos concurseiros de plantão. São ideais para um concurseiro com sangue nos olhos pular de uma videoaula para outra, ou de um PDF para outro, no ritmo do frevo, do samba ou outro de sua preferência.

“Os dias de carnaval devem, pois, ser de luta feroz em busca de sua glória pessoal: a aprovação.”

Enfim, não há período melhor do que o carnaval para que um candidato a uma vaga no serviço público como você vista a fantasia do cargo dos sonhos, já se imaginando empossado e no desempenho das novas atribuições. Os dias de carnaval devem, pois, ser de luta feroz em busca de sua glória pessoal: a aprovação. Pense que, mais tarde, você terá todo tempo do mundo – e as condições financeiras ideais – para curtir os carnavais em diferentes locais do nosso imenso Brasil e do mundo. Só depende de um pouco mais de sacrifício, esforço e dedicação.

“A vida de concurseiro é mesmo de muita ralação. Felizmente, quanto mais ele estuda para passar, mais se torna competitivo, confiante, preparado e merecedor.”

A letra da música “Dias de luta, dias de glória”, que inspira esta mensagem, é mesmo iluminada e pode ser interpretada para quem quer um amor, um cargo, um bem, qualquer coisa que se deseja muito. Seu título, seu refrão e seus versos parecem conversar também com quem está na árdua luta por uma vaga no serviço público brasileiro. Esta parte, em especial, tem tudo a ver com a realidade desses guerreiros: “Na minha vida tudo acontece/mas, quanto mais a gente rala, mais a gente cresce”. A vida de concurseiro é mesmo de muita ralação. Felizmente, quanto mais ele estuda para passar, mais se torna competitivo, confiante, preparado e merecedor. Quando o candidato é disciplinado assim, até mesmo a sorte começa a sorrir para ele: nas provas, parece cair só o que ele mais estudou durante a preparação. Na verdade, trata-se de ilusão: o que parece sorte, nesse caso, nada mais é do que o resultado de muita determinação e de muito treino.

“A verdade é que só cresce na vida e na carreira quem rala.”

A verdade é que só cresce na vida e na carreira quem rala. Para um concurseiro, todo dia é dia de batalha, e só mais tarde, depois de muito empenho, será possível desfrutar da glória, com a sonhada aprovação. A vida é assim, “é difícil pra você e é difícil pra mim”, como ensina outra canção da banda Charlie Brown Jr.

O grupo de rock que tinha como vocalista o inesquecível Chorão é autor de canções com mensagens incríveis, sobretudo para quem sofre na luta diária por seus objetivos. Algo surpreendente nas histórias narradas nesses versos é que são inspiradas nas experiências vividas pelos próprios integrantes da banda. Saber disso dignifica ainda mais letras como a de “Só os loucos sabem”: “Nada é impossível – e isso só os loucos sabem! Eles dizem que é impossível encontrar o amor sem perder a razão, mas pra quem tem pensamento forte o impossível é só questão de opinião. E disso os loucos sabem!”

Para aqueles dias em que tudo parece dar errado, a banda nos oferece outra melodia inspiradora: “Senhor do tempo”. Nela, aprendemos que o tempo passa e, com ele, não só as coisas ruins, mas as boas também. Entendemos que um dia olharemos para trás e veremos que tudo tem uma explicação. Mais do que isso, concluiremos que tudo vale a pena. Perceberemos que o tempo tem o poder de transformar qualquer coisa e é o melhor remédio para curar os males da alma e do coração. Talvez a passagem mais forte dessa canção, por sua objetividade, seja esta: “Tem gente que reclama da vida o tempo todo, mas a lei da vida é quem dita o fim do jogo”. Ora, o seu jogo, concurseiro, concurseira, só termina com a aprovação e nomeação. Se você ainda não chegou lá, é porque o jogo ainda não acabou.

Encerro nossa conversa de hoje com mais um verso da poesia de Charlie Brown Jr.: “Toda positividade eu desejo a você, pois precisamos disso nos dias de luta”.

Tenha em mente essas palavras de incentivo e aproveite bem os dias de carnaval e todos os demais, daqui por diante. Aproveite para fazer deles dias de trabalho e de vitórias, dias de perseverança e de conquistas, dias de luta e de glória. Amém?

Se você concorda com esta mensagem, deixe, aqui, o comentário: “Hoje, luta. Em breve, glória!”.

A vida me ensinou a nunca desistir. Nem ganhar, nem perder, mas procurar evoluir. Quanto mais a gente rala mais a gente cresce.” – Charlie Brown Jr.

PS: Siga-me (moderadamente, é claro) em minha página no Facebook e em meu perfil no Instagram. Lá, postarei pequenos textos de conteúdo motivacional. Serão dicas bem objetivas, mas, ainda assim, capazes de ajudá-lo em sua jornada rumo ao serviço público.

Mais artigos para ajudar em sua preparação:


Gabriel Granjeiro – Diretor-Presidente e Fundador do Gran Cursos Online. Vive e respira concursos há mais de 10 anos. Formado em Administração e Marketing pela New York University, Leonardo N. Stern School of Business. Fascinado pelo empreendedorismo e pelo ensino a distância.

 

 

Para o Topo