Desaprenda o que limita você

“Eu quero desaprender para aprender de novo. Raspar as tintas com que me pintaram.” – Rubem Alves.

Você e eu não viemos ao mundo sabendo o que devemos e o que não devemos fazer na condição de homens e mulheres. Sempre houve uma pessoa que, num dado momento, nos ensinou algo sobre o mundo. Nossa família nos encaminhou nas primeiras fases da vida, nossos professores construíram o conhecimento formal que hoje nos abre portas, um amigo mais experiente nos ajudou na integração à vida em sociedade… Em cada fase, pudemos contar com alguém para nos orientar. O problema é que, mesmo quando nosso mentor tinha as melhores intenções, seus ensinamentos chegavam até nós inevitavelmente contaminados por um entendimento de mundo que era todo dele. Querendo ou não, nossos pais, avós, parentes, professores e amigos transferiram para nós modelos dos quais talvez seja melhor nos libertarmos.

De repente você se dá conta de carregar conceitos tão entranhados em si que, mesmo tentando se livrar deles, não consegue. Sabe que alguns têm causado mais mal do que bem, percebe que são resultado de uma vida inteira sendo reprimido quanto a vontades que, sim, fazem todo o sentido para você, mas, de tanto ser tolhido, sente-se incapaz de se libertar das ideias limitantes cravadas em sua alma. O que ocorre, meu amigo, minha amiga, é que você provavelmente está se pautando na solução errada. Não se trata de ir em busca de novos conhecimentos para acrescentar aos já internalizados. Não, o que é preciso, mesmo, é tentar desaprender o que o impede de agir conforme a sua vontade. Você leu certo: meu conselho é que você desaprenda certas coisas.

Todos precisamos desenvolver novas competências e assimilar certos conteúdos a fim de garantir uma carreira de sucesso. Temos de evoluir continuamente, é claro. No entanto, de nada adianta acumular conhecimento se alguns dogmas que internalizamos seguirem cerceando nosso potencial. Quando algo está roubando a luz do nosso dia ou nos puxando para o fundo do rio, podemos e devemos fazer algo a respeito, ainda que seja abandonar algumas verdades que nos são caras. Não tenha medo de entrar em confronto consigo mesmo nesse processo de desapego.

Em artigo publicado na conceituada revista de negócios Harvard Business Review, Mark Boncheck fala da necessidade de desaprendermos algo, sobretudo se esse algo está dificultando o nosso crescimento. Ele não se refere a um processo de mero esquecimento, mas à escolha deliberada de um novo modelo mental ou paradigma, em substituição a outro que esteja funcionando como fator limitante. Segundo Mark, quando aprendemos, adicionamos conhecimentos aos que tínhamos. Quando desaprendemos, saímos de um dado modelo mental para perseguirmos outro.

E o que isso tem a ver com seus estudos para concursos e provas, amigo leitor? Explico. Talvez você nem tenha consciência disso, mas provavelmente sua autoimagem é toda moldada nas percepções que os outros têm de você. Elas foram tão exaustivamente repetidas ao longo da sua vida, que só podem ser verdadeiras, não é? Você sabe o que esperam de você e até onde pode chegar, não sabe?

Realmente, as impressões vindas de pessoas importantes para nós têm muita força na construção do que acreditamos ser e, em geral, promovem uma visão deturpada e limitante de nós mesmos, isso se não formos fortes o bastante para percebermos a armadilha e não cairmos nela. No canal Imparável, já entrevistei muita gente de origem humilde que perdeu as contas das vezes que ouviu de amigos e familiares: “pobre não passa em concurso”. Apesar de tamanha falta de incentivo, os atuais servidores, em algum momento, precisaram se desligar desse modo de ver o mundo e adotar um novo paradigma, no qual tinham alguma chance. O ponto de virada, na maioria dos casos, foi conhecer a história de alguém que partiu de situação parecida e chegou lá. “Se ele conseguiu, eu também consigo”, pensaram. É por isso que prezo demais os testemunhos e as histórias de sucesso. São fundamentais para quem precisa desaprender limitações.

Mas como desaprendemos algo? O professor Moncheck explica. São três fases:

1) Conscientização:

Se você tem a intenção de passar em um concurso e mudar de vida, por não aguentar mais as coisas como estão, precisa se desconectar do modelo mental em que as pessoas – intencionalmente ou não – o enquadraram. Traga para o nível da consciência esse paradigma e se esforce para contestá-lo. O desafio é enorme, pois os arquétipos nos quais você acredita provavelmente foram construídos em você ainda na infância, residindo, hoje, em seu subconsciente, mas saiba que é possível. De nada adianta que sua escolha de estudar para concurso seja legitimada por terceiros, se não o for por você mesmo. Permita-se!

 

2) Ação:

Comece, desde já, a criar outro modelo mental, mais propício ao sucesso. Ações pouco ortodoxas podem ser necessárias, na medida em que você terá de elaborar algo sem parâmetros de referência. Que tal começar investindo naquilo em que você é bom? Seja ainda melhor! Pare de se concentrar em seus pontos fracos e abra espaço para que sua competência se desenvolva. Ela será a sua segurança, o seu diferencial competitivo. Abandone velhos hábitos, preconceitos, atitudes negativas, técnicas ultrapassadas, habilidades desimportantes, crenças limitantes, e espelhe-se em quem faz acontecer, ainda que isso lhe custe distanciar-se de quem contribui para o pensamento que outrora o paralisava. Muitas das limitações autoimpostas vêm de relacionamentos que perderam o propósito.

 

3) Assimilação:

É hora de enraizar o novo modelo mental. Abra espaço para os hábitos bons entrarem de vez em sua vida. Tente ser uma pessoa mais proativa, tolerante a riscos, adaptável a qualquer situação e apreciadora de desafios. Tenha em mente que, se descuidar, a tendência é voltar ao antigo modelo limitante, se não nutrir os novos hábitos continuamente. Aprenda mais sobre como criar melhores hábitos AQUI e monitore com atenção gatilhos que podem fazer você retomar a rotinas anteriores. Pode parecer banal, mas até a escolha de palavras no dia a dia impactam a capacidade de virar a chave.

Desaprenda o que não merece mais ser carregado por você. Desaprenda que sua classe social o impede de ascender a uma vaga no serviço público. Desaprenda que você não tem capacidade para ser aprovado. Desaprenda que o fato de você trabalhar dificultará sua aprovação. Desaprenda que você já passou da idade de recomeçar.

Há fases na vida em que todos temos de agir conforme o figurino que criaram para nós. Muitas vezes, é questão de sobrevivência. Mas cuidado para não assumir essa postura como definitiva. Não torne condenação eterna o que por um tempo foi recurso de autopreservação. Nada de ser leal às limitações impostas pelos outros, mesmo que os “outros” sejam seus amados pais.

Tenha paciência e seja gentil consigo mesmo, valorizando os próprios talentos e virtudes. E saiba que o processo de desaprendizagem não é linear, tampouco fácil. E leva tempo. É como reaprender a andar de bicicleta, mas em uma que responde de forma inversa aos comandos do guidão. Você certamente vai sofrer algumas quedas, até que o cérebro se desvencilhe do antigo modelo mental. Com insistência, o resultado virá, e será exponencial. Quando menos esperar, você estará em alta velocidade, sentindo o vento no rosto.

“Não podemos resolver nossos problemas com os mesmos pensamentos que tivemos quando os criamos.” Albert Einstein

Se você chegou até aqui, gostaria de lhe pedir um favor: comente abaixo dizendo o que achou do texto. Foi útil? Não foi? Ajudou? Não ajudou? Seu feedback é muito importante!

P.S.: Siga-me (moderadamente, é claro) em meu perfil no Instagram. Lá, costumo postar pequenos textos de conteúdo motivacional. São dicas bem objetivas, mas, ainda assim, capazes de ajudá-lo em sua jornada rumo ao serviço público.

 

Mais artigos para ajudar em sua preparação:

  1. Decida ser intencional
  2. Pare de focar os sentimentos negativos
  3. Por que está demorando tanto?
  4. Não tenha medo de ter medo
  5. Faça da autoestima um hábito
  6. Não é o que parece
  7. Você ainda não conheceu a sua melhor versão
  8. Construa sua vida sobre a rocha
  9. Cansei de me frustrar. O que faço?
  10. Vamos ter mais foco
  11. Escolha suas dificuldades
  12. Redirecione a rejeição
  13. Os planos que funcionam
  14. Por que seus resultados estão ruins
  15. Não seja um sapo fervido
  16. Como seguir com o coração partido
  17. Como lidar com a culpa
  18. Em busca de um propósito
  19. Reinvente-se em 2021
  20. Vista-se do seu futuro
  21. Recalibre sua forma de ver o mundo

 

Gabriel Granjeiro – Diretor-Presidente e Fundador do Gran Cursos Online. Vive e respira concursos há mais de 10 anos. Formado em Administração e Marketing pela New York University, Leonardo N. Stern School of Business. Fascinado pelo empreendedorismo e pelo ensino digital.

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Gabriel Granjeiro
Gabriel Granjeiro
Diretor-Presidente e Fundador do Gran Cursos Online
53 Comentários

53 Comentários

  1. Avatar

    Sueli Bizarria Lopes da Silva

    17/05/2021 18:36em18:36

    ESTA PUBLICAÇÃO FALA MUITO DO QUE SINTO!E COMO REALMENTE É DIFICIL FAZER ESTAS MUDANÇAS.
    GOSTEI MUITO DA REFLEXÃO.

  2. Avatar

    luciana

    17/05/2021 18:58em18:58

    Fui muito útil, muito obrigada Gabriel!

  3. Avatar

    Charles

    17/05/2021 19:12em19:12

    Show de bola. Principalmente no momento que o mundo vive, que devemos desprender de algumas coisas e comportamentos, para que possamos se desenvolver como pessoa.

  4. Avatar

    Lucia

    17/05/2021 19:23em19:23

    Sim . Seus artigos são muito úteis; muito obrigada Gabriel.

  5. Avatar

    Claudiomi Pimentel e

    17/05/2021 19:24em19:24

    Excelente esse artigo.

  6. Avatar

    Lucia

    17/05/2021 19:24em19:24

    Seus artigos são muito úteis. Obrigada Gabriel.

  7. Avatar

    Danielle Lopes da Cunha Madeiro

    17/05/2021 19:39em19:39

    Olá, boa noite!

    Muito obrigada pela mensagem!
    Eu estava me sentindo bastante cansada e triste, quando esse conteúdo chegou na minha caixa de entrada. Confesso que fiquei impressionada e senti o cuidado e a sabedoria do gran curso.
    Acredito que todos do gran são inspirados por Deus!

  8. Avatar

    Mayagnes Alves Pereira

    17/05/2021 19:44em19:44

    A mais pura verdade, obrigada pela leitura ❤️

  9. Avatar

    Jaqueline da Silva Dantas

    17/05/2021 20:19em20:19

    Boa noite, cada palavra que li é muito emotivadora me sinto bem em aprende mesmo tendo dificuldade.

  10. Avatar

    Gleiciane

    17/05/2021 22:21em22:21

    Excelente artigo, Deus abençoe sua vida!

  11. Avatar

    Antônio Heleno Pinheiro Neto

    17/05/2021 22:34em22:34

    Seus artigos são inspiradores, gosto muito de lê-los e refletir sobre eles. Parabéns, por ter uma mente brilhante.

  12. Avatar

    Cris

    17/05/2021 23:01em23:01

    Você e um exemplo de jovem brilhante,exemplo a ser seguido! Tão jovem e tão maduro…Suc
    esso, sou fã do seu trabalho!!

  13. Avatar

    Eduardo

    17/05/2021 23:12em23:12

    Texto maravilhoso. Obrigado!
    Vamos lá galera.

  14. Avatar

    Concurseira raiz

    17/05/2021 23:46em23:46

    Excelente

  15. Avatar

    Aline Almeida

    18/05/2021 06:08em06:08

    Muito, muito bom!
    Obrigada pelos seus artigos,Gabriel! São muito edificantes. 👏🏼👏🏼👏🏼

  16. Avatar

    Livia

    18/05/2021 06:25em06:25

    Obrigada!
    Estava realmente precisando dessa leitura. É libertador. Vivo tentando mostras que sou capaz de passar em um concurso público, e na primeira queda (PRF) sou desmotivada a desistir, a não perder mais tempo, que isso não é pra mim… E como vc disse, às vezes vem de quem mais amamos. Não vou desistir!

  17. Avatar

    Alessandra Franco

    18/05/2021 08:22em08:22

    Excelente texto, ideias brilhantes para descontruirmos ideais que outras pessoas tentaram nos impregnar em nossas mentes. Obrigada!!!

  18. Avatar

    Cida Rezende -Brasília

    18/05/2021 08:52em08:52

    Seus artigos sempre são muito úteis, Gabriel. Vc é craque demais

  19. Avatar

    Fernanda

    18/05/2021 09:10em09:10

    Excelente reflexão para revermos nossos conceitos e mudarmos nossas atitudes…

    Sempre muito bom ler seus textos, me motiva…

  20. Avatar

    Adelucio Oliveira de Lima

    18/05/2021 09:46em09:46

    Artigo inspirador, não só para mim mas para refletir como lidar com a orientação para minha filha adolescente nesta fase de escolhas que se inicia.

  21. Avatar

    Jorge lucio

    18/05/2021 09:46em09:46

    Bom

  22. Avatar

    Jorge lucio

    18/05/2021 09:49em09:49

    Bom dia. Agradeço seu apoio à minha pessoa. Os cuidados e vontade de me ver progredir profissionalmente. Estou estudando pra Pc pa. Através das lives do gran. Obrigado

  23. Avatar

    Bruno Luís

    18/05/2021 10:09em10:09

    Excelente artigo, Gabriel! Veio na hora certa pra mim. Estava precisando recuperar a minha confiança nos estudos, para seguir em frente e não parar mais.

  24. Avatar

    Daniel

    18/05/2021 10:13em10:13

    Salve Gabriel, salve Nação Gran! O título me fisgou… o conteúdo foi um soco no estômago! De súbito ouvi os ecos mais distantes impregnados na minha mente; estão lá (estão aqui-AGORA). Meu Deus, já ´fiz bem´ uns 15 concursos. Me sinto desabando no ocaso,´caindo na real´. Todos esses demônios ocultos implantados por décadas se exteriorizam desfazendo continuamente o castelo dos sonhos (em ser aprovado). Um nó seco estorce em minha garganta nesse exato momento. Imparável!? A colisão de frente com o choque de realidade diminuiu meu impeto além de servir de ´freio de arrumação´. A bagunça está formada, a mente toda de pernas pró ar. Sinto q uma vida é pouco para destilar tanta tristeza e frustração. É excruciante a dor q me dilacera por dentro: lenta e contínua. Vendo o tempo passar, a aprovação q insiste em ñ chegar… e a idade q célere se arroja indiferente aos meus temores mais recônditos, escancara a fragilidade de uma vida destituída de realizações, ingressando na meia-idade de mãos abanando. ### Gabriel, essas foram as conjecturas q retirei do seu post. P.S. Já fui aluno Gran ´até passar´, destituído de renda não pude continuar pagando. Voltei por ironia como `aluno social´. Sim, recebi o benefício em 2020. De alguma forma especialmente hoje eu gostaria q vc soubesse que assisti a todos (TODOS) os lançamentos, atualizações e contratações(como a do Fernando Mesquita). Assisti encantado quando o Gran lançou a nova plataforma em um cenário futurístico, minimalista, impactante. `Estive´ no lançamento da Pós-Gran e estarei lá (aqui), no dia 24 de maio, às 9:45 esperando O Mapa da Aprovação. Forte abraço. Sed fugit interea fugit irreparabile tempus.

  25. Avatar

    Marinalva Costa Pereira

    18/05/2021 13:03em13:03

    Sou grata pelo texto, pois motiva a seguir em frente, mesmo tendo vontade de desistir após ter levado uma rasteira na prova do Concurso.
    Eu sabia que em se tratando de uma carreira tão desejada por muitos, seria uma prova bastante disputada, ainda assim, foi bom conhecer o tamanho do gigante que iremos enfrentar na próxima oportunidade. Espero realmente ,a partir de agora, aproveitar o conhecimento que adquiri ao longo do curso e estudar da melhor maneira possível.
    Dei o meu melhor, isso me deixa aliviada!
    Obrigada!!

  26. Avatar

    LUCELITA DE JESUS ROCHA

    18/05/2021 16:58em16:58

    Nossa,foi muito útil.muito obrigada.

  27. Avatar

    LUCELITA DE JESUS ROCHA

    18/05/2021 16:58em16:58

    Muito obrigada.

  28. Avatar

    LUCELITA DE JESUS ROCHA

    18/05/2021 17:00em17:00

    As matérias publicadas de vcs são sempre inspiradoras.

  29. Avatar

    Maria Regina Senna

    18/05/2021 17:26em17:26

    Obrigada … Estava precisando muito ler isso !!!

  30. Avatar

    Juliane Melo

    18/05/2021 17:53em17:53

    Pelo título é bom, quando chega no texto é melhor ainda!

    Ótima leitura!

  31. Avatar

    Cláudio sena

    18/05/2021 18:33em18:33

    Já comecei seguir. Muito bom

  32. Avatar

    Judite da conceição de Lima

    18/05/2021 23:36em23:36

    Olá. Têm momentos em nossas vida que parece que é o fim. E hoje sinto-me assim. Excelente trabalho que você faz, sempre projetando sonhos nas vidas dos outros. Maravilhoso o mundo no qual estamos vivendo precisa de pessoas como você. Obrigada.

  33. Avatar

    Carla Souza Oliveira

    22/05/2021 20:46em20:46

    Excelente texto!

  34. Avatar

    Patrícia Abreu

    23/05/2021 22:53em22:53

    Excelente reflexão!

  35. Avatar

    Bela

    24/05/2021 03:11em03:11

    Excelente artigo! Uma leitura que provoca reflexão, mas acima de tudo ação. Obrigada, por compartilhar conosco preciosas lições!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo