Concurso de BH – Prova de fiscal sanitário Questões sujeitas a anulação

Fernanda Barboza


29/07/2021 | 17:14 Atualizado há 51 dias

Na prova de fiscal sanitário municipal da Prefeitura de Belo Horizonte, na parte de Saúde Pública, foram encontradas duas questões claramente passíveis de anulação, as quais seguem abaixo (13 e 20) com as devidas justificativas (ou embasamento para anulação).

 

Questão 13. Assinale a alternativa que apresenta uma doença de notificação semanal.

  • Febre amarela
  • Sarampo
  • Varicela – caso grave internado ou óbito
  • Dengue – óbitos

 

Justificativas para anulação:

Todas as opções apresentadas são de notificação imediata, segundo a (vigente) Portaria 1.061 de 18 de maio de 2020:

  • Febre amarela – de notificação imediata às esferas municipal, estadual e federal;
  • Sarampo – de notificação imediata às esferas de municipal, estadual e federal;
  • Varicela – de notificação imediata às esferas municipal e estadual, apenas; e
  • Óbitos por dengue – diferentemente dos casos de dengue (que são de notificação semanal), são de notificação imediata às esferas municipal, estadual e federal.

Vale salientar que, embora a notificação negativa de doenças como o sarampo (e rubéola) seja semanal (o que significa que todas as semanas deve-se informar às vigilâncias que, de fato, não foram detectados casos suspeitos), diante de um caso suspeito de sarampo é obrigatória a notificação imediata às três esferas de governo.

Desta forma, fica muito clara a necessidade de anulação da questão 13.

 

Questão 20. Constituem-se objetivos específicos da PNSP:

  • Ser responsável apenas pela difusão de conhecimentos sobre segurança do paciente.
  • Promover e apoiar a implementação de iniciativas voltadas à segurança do paciente, especificamente nas áreas de gestão de serviços de saúde.
  • Fomentar a inclusão do tema segurança do paciente no ensino médio, somente na área da saúde.
  • Envolver os pacientes e familiares nas ações de segurança do paciente.

 

Justificativas para anulação:

  • Uso de sigla (PNSP), no enunciado, sem explicar do que se trata.
  • O verbo constituir no plural, no enunciado, induz ao erro de assinalar a alternativa B, por esta ser a única que contém dois objetivos e não apenas um, como todas as demais alternativas, incluindo a letra D, que seria a opção correta.

Evidente necessidade de anulação da questão, pela falta de clareza do enunciado e tentativa deliberada de indução ao erro.

 

  1. Concurso de BH – Prova de técnica de enfermagem

Questões sujeitas a anulação

Na prova de fiscal sanitário municipal da Prefeitura de Belo Horizonte foram encontradas duas questões claramente passíveis de anulação, as quais seguem abaixo (25 e 33) com as devidas justificativas (ou embasamento para anulação).

Questão 25. Assinale a alternativa que apresenta uma doença de notificação semanal.

  • Febre amarela
  • Sarampo
  • Varicela – caso grave internado ou óbito
  • Dengue – óbitos

 

Justificativas para anulação:

Todas as opções apresentadas são de notificação imediata, segundo a (vigente) Portaria 1.061 de 18 de maio de 2020:

  • Febre amarela – de notificação imediata às esferas municipal, estadual e federal;
  • Sarampo – de notificação imediata às esferas de municipal, estadual e federal;
  • Varicela – de notificação imediata às esferas municipal e estadual, apenas; e
  • Óbitos por dengue – diferentemente dos casos de dengue (que são de notificação semanal), são de notificação imediata às esferas municipal, estadual e federal.

Vale salientar que, embora a notificação negativa de doenças como o sarampo (e rubéola) seja semanal (o que significa que todas as semanas deve-se informar às vigilâncias que, de fato, não foram detectados casos suspeitos), diante de um caso suspeito de sarampo é obrigatória a notificação imediata às três esferas de governo.

Desta forma, fica muito clara a necessidade de anulação da questão 25.

 

Questão 33. “Todos os profissionais que prestam cuidados direto ou indireto à gestante e sua família devem trabalhar harmoniosamente para garantir a individualização do cuidado. Todos devem se esforçar para que as práticas instituídas pela equipe sejam realizadas de acordo com protocolos previamente estabelecidos baseados em evidências.”

Considerando o exposto acima, após a admissão, a equipe de cuidado obstétrico deve:

( F ) considerar que a assistência à mulher gestante deve abranger todos os aspectos para o alcance de melhores resultados de saúde para ela e seu filho, partindo do pressuposto de que saúde é a ausência de doença, desta forma, os profissionais devem atuar no acompanhamento da mulher, para que não adoeça.

( V ) tomar conhecimento do plano de parto apresentado pela mulher. Dar apoio à mulher e acompanhante durante o trabalho de parto e parto, propiciando um ambiente tranquilo e acolhedor, respeitando sua individualidade e privacidade.

( F ) realizar tricotomia, clister intestinal e infusão venosa de líquidos de rotina.

( V ) estimular a ingestão de líquidos sem resíduos, na ausência de contraindicações.

Considere V para verdadeiro e F para falso para as assertivas acima e assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.

  • V / F / V / F.
  • F / V / V / F.
  • V / F / F / V.
  • F / V / V / V.

 

Justificativas para anulação:

Segundo o manual “Assistência ao Parto e Nascimento” da Prefeitura de BH, de 2015, a segunda assertiva é verdadeira (V), conforme descrito na página 19, último parágrafo:

“Desta maneira, após a admissão, a equipe de cuidado obstétrico deve observar os seguintes itens:

(…)

– Dar apoio à mulher e acompanhante durante o trabalho de parto e parto, propiciando um ambiente tranquilo e acolhedor, respeitando sua individualidade e privacidade.”

Ainda de acordo com o mesmo manual, na página 20, a terceira assertiva é falsa (F):

Desta maneira, após a admissão, a equipe de cuidado obstétrico deve observar os seguintes itens:

(…)

– Não realizar: tricotomia, clister intestinal e infusão venosa de líquidos de rotina.”

E por fim, seguindo o mesmo manual, ainda na página 20, a quarta assertiva é verdadeira (V):

“Desta maneira, após a admissão, a equipe de cuidado obstétrico deve observar os seguintes itens:

(…)

– Estimular ingestão de líquidos sem resíduos, na ausência de contraindicações.”

Assim, a sequência correta deveria terminar em “V – F – V”, independentemente da resposta ao primeiro item. Como a primeira assertiva está incorreta, já que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), saúde não é apenas a ausência de doença, a resposta correta seria a seguinte sequência: F – V – F – V. Tal opção de resposta não foi apresentada.

Por ausência de resposta correta, fica clara a necessidade de anulação da questão.

Fernanda Barboza

Professora e coordenadora-científica do Gran Cursos Saúde
1

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *