Curiosidades sobre o coma

Sabia que você, profissional de saúde, precisa saber conceitos, causas e manifestações clínicas do coma? Então vem comigo que hoje nosso artigo será sobre essas curiosidades. Então mão na massa e bora lá.

Conceito de Coma

Coma é um estado de comprometimento patológico da consciência devido a alterações funcionais (função cerebral) ou estruturais (lesão da estrutura), em diversos níveis do sistema nervoso central (SNC).

Segundo Andrade (2007), a consciência é o estado de alerta que permite ao indivíduo a percepção de si e do meio. Alterações da consciência são definidas como quantitativas e qualitativas. Alterações qualitativas modificam o conteúdo da consciência, como delírios, alucinações e perturbações que não afetam o estado de alerta.

Alterações quantitativas, também conhecidas como nível de consciência, variam entre o coma e o estado de alerta normal. Nesse meio, descrevem-se o alerta, letárgico, estuporoso e o comatoso. Alerta representa o indivíduo no estado de despertar normal. Estupor é o indivíduo irresponsivo, que pode ser desperto por estímulo vigoroso, e o comatoso é o estado vegetativo do qual o indivíduo não pode ser desperto mediante estímulo externo. Letárgico é o estado de lentificação psicomotora intermediário entre o estupor e o alerta.

O paciente em coma apresenta comprometimento acentuado da percepção de si mesmo e do meio ambiente, acompanhado de redução do nível de alerta ou despertar, com baixa ou nenhuma reatividade a estímulos auditivos, visuais, táteis e dolorosos.

Causas do Coma

Diversas situações clínicas e traumatológicas podem gerar o estado de coma. Dentre elas, podemos citar: lesões expansivas (tumores cerebrais) que comprimem o tecido cerebral, inflamação ou infecção encefálica, toxicidade de alguma medicação.

Além disso, o coma pode ocorrer por consequência da falência de outro sistema, como a deficiência do sistema cardiovascular de enviar sangue ao tecido cerebral ou deficiência do sistema respiratório em fazer a troca gasosa e levar oxigênio ao sistema nervoso. A falha no sistema endócrino (deficiência de insulina) também pode originar o coma diabético (cetoacidose no paciente com diabetes tipo 1 ou coma hiperglicêmico não cetótico no paciente com diabetes tipo 2).

Outras causas incluem o quadro de coma nas deficiências do sistema hepático (encefalopatia hepática) ou insuficiência renal por acúmulo de substâncias tóxicas no corpo (uremia).

Dentre as drogas que podem gerar coma estão: organofosforados, cocaína, álcool e outras.

Causas do coma

De acordo com Andrade (2007), o TCE e o alcoolismo representam 82% dos casos de coma.

Manifestações Clínicas

As manifestações clínicas que favorecem o aparecimento do coma podem ser: hipoventilação, hipotermia, hipotensão, hipoglicemia, hiperglicemia e bradicardia.

Segundo Andrade (2007), as alterações do nível de consciência podem variar entre dois extremos, desde uma desorientação temporal e espacial até um estado de coma profundo.

Observe que algumas encefalopatias podem provocar inicialmente um estado de euforia ou de confusão mental e delírio, sem que haja alteração no nível de alerta ou despertar do indivíduo, com posterior surgimento de sonolência, torpor e, finalmente, o coma.

E aí, pessoal, gostaram de aprimorar mais o conhecimento de vocês? Fiquem ligados nos nossos artigos aqui no blog e nossas dicas do Facebook. Qualquer dúvida, estou à disposição de vocês no fórum de dúvidas. Até a próxima.

Fernanda Barboza

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia e Pós-Graduada em Saúde Pública e Vigilância Sanitária. Atualmente, servidora do Tribunal Superior do Trabalho, cargo: Analista Judiciário- especialidade Enfermagem, Professora e Coach em concursos. Trabalhou 8 anos como enfermeira do Hospital Sarah. Nomeada nos seguintes concursos: 1º lugar para o Ministério da Justiça, 2º lugar no Hemocentro – DF, 1º lugar para fiscal sanitário da prefeitura de Salvador, 2º lugar no Superior Tribunal Militar (nomeada pelo TST). Além desses, foi nomeada duas vezes como enfermeira do Estado da Bahia e na SES-DF. Na área administrativa foi nomeada no CNJ, MPU, TRF 1ª região e INSS (2º lugar), dentre outras aprovações.

Quer garantir a sua aprovação em concursos?

Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros!

Cursos Online para Concursos

Quer ficar por dentro dos concursos abertos e previstos? Clique nos links abaixo:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2019

CONCURSOS 2020

Receba gratuitamente no seu celular as principais notícias do mundo dos concursos!
Clique no link abaixo e inscreva-se gratuitamente:

WHATSAPP GCO

 

Notícias Relacionadas

Fernanda Barboza
Professora e coordenadora-científica do Gran Cursos Saúde
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo